Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.unicamp.br/jspui/handle/REPOSIP/278943
Type: DISSERTAÇÃO
Degree Level: Mestrado
Title: Th. W. Adorno e os potenciais de resistência no capitalismo tardio industrial
Title Alternative: Th. W. Adorno and te potentials of resistance in the industrial late capitalism
Author: Januário, Adriano Márcio, 1979-
Advisor: Nobre, Marcos Severino, 1965-
Abstract: Resumo: A Dialética do Esclarecimento, livro escrito por Max Horkheimer e Th. W. Adorno, publicado em 1947, possui um diagnóstico de tempo presente no qual os autores apontam um bloqueio estrutural à ação transformadora. Esse bloqueio seria de tal ordem que cada indivíduo que compõe a sociedade estaria determinado de antemão mediante a estrutura e o "aparato" dominante. Com isso, caberia apenas aos indivíduos a autoconservação por meio da adaptação à situação social como é dada, produzindo assim conformismo com relação a essa situação social. Embora Th. W. Adorno seja conhecido por esse diagnóstico de tempo presente da década de 1940 - o que faz com que grande parte da bibliografia sobre seu pensamento se oriente por esse diagnóstico - um dos objetivos principais dessa dissertação é apresentar seus limites. Mais precisamente, esse diagnóstico da década de 1940 não pode ser estendido para toda obra de Adorno, principalmente ao se tomar como referência os escritos da década de 1960. Adorno produziu ao longo da década de 1960 um diagnóstico de tempo presente que, embora estejam presentes alguns elementos do diagnóstico da década de 1940, ele difere principalmente com relação à dominação social tal como essa se apresenta. No diagnóstico década de 1960 há potenciais de resistência ao capitalismo tardio industrial. Esses potenciais permitem compreender uma nova relação entre os indivíduos e a sociedade dominada por essa forma de capitalismo, a saber, aos indivíduos não caberia como única opção a adaptação às condições sociais como são dadas, mas sim haveria a possibilidade de resistir a essa dominação. A apresentação do diagnóstico de tempo presente da década de 1960 acaba por apontar também sua relação com um dos projetos mais ambiciosos de Adorno: o projeto de uma dialética negativa. É nesse sentido que esta dissertação pretende também, ainda que de forma indicativa para um projeto futuro, estabelecer as relações entre esse diagnóstico da década de 1960 com a estruturação da Dialética Negativa, publicada em 1966

Abstract: The Dialectic of Enlightenment, book written by Max Horkheimer and Th. W. Adorno, and published in 1947, presented a present time diagnosis in which the authors posit a structural blockage to revolutionary action (Praxis). This blockage would be such that each individual would be determined in advance by the social structure and dominant "apparatus". Consequently, individuals would only have the option of self-preservation by adapting to a given social situation and entailing conformism. Although Th. W. Adorno is best-known for this present time diagnosis of the 1940s - much of the literature on his thinking is guided by it -, the main goal of this dissertation is to present its limits. More precisely, the diagnosis of the 1940s cannot be extended to Adorno's work as a whole, especially his writings from the 1960s. Adorno produced throughout the 1960s a present time diagnosis that, although some elements were present in the diagnosis of the 1940s, it differs mainly in relation to social domination and how it appears in society. In the 1960s there is a potential of resistance in the industrial late capitalism. That allows understanding a new relationship between individuals and society dominated by industrial late capitalism. More precisely, the adaptation to given social conditions is no longer the only option and there are many potential ways to resist social domination. The exposition of this diagnostic of the present time diagnosis of the 1960s points toward one of the most ambitious projects of Adorno: the project of a negative dialectic. In that sense, the dissertation also intends to establish the relationship between the diagnoses of the 1960s with the structure of Negative Dialectics, published in 1966
Subject: Adorno, Theodor W., 1903-1969
Teoria crítica
Dialética
Language: Português
Editor: [s.n.]
Citation: JANUÁRIO, Adriano Márcio. Th. W. Adorno e os potenciais de resistência no capitalismo tardio industrial. 2013. 118 p. Dissertação (mestrado) - Universidade Estadual de Campinas, Instituto de Filosofia e Ciências Humanas, Campinas, SP. Disponível em: <http://www.repositorio.unicamp.br/handle/REPOSIP/278943>. Acesso em: 22 ago. 2018.
Date Issue: 2013
Appears in Collections:IFCH - Tese e Dissertação

Files in This Item:
File SizeFormat 
Januario_AdrianoMarcio_M.pdf1.21 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.