Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.unicamp.br/jspui/handle/REPOSIP/278733
Type: DISSERTAÇÃO
Degree Level: Mestrado
Title: Entre a paranóia da imaginação e a percepção alucinatória = hip-hop e postura de oposição na sociedade do fim da história
Title Alternative: Between the paranoia of imagination and the hallucinatory perception : hip-hop and opposition posture at the end-of-history society
Author: Sawaya, Silvio Ricardo, 1973-
Advisor: Santos, Laymert Garcia dos, 1948-
Abstract: Resumo: Com o desmoronamento do socialismo real no final do século XX - cujos principais marcos foram a queda do Muro de Berlim e a débâcle soviética -, o mundo parece ter tomado novos rumos. Neste período, Francis Fukuyama e Robert Kurz desafiaram a esquerda mundial em seus livros O fim da história e o último homem e O colapso da Modernização, respectivamente, com a seguinte provocação: existe vida possível além da economia de mercado e da democracia liberal que não leve o mundo a uma derrocada catastrófica tal como a sofrida quando da existência do socialismo real? Muito mais do que um apressado "sim, de fato, existe", esta questão ainda está em aberto vinte anos após sua formulação. É neste contexto que esta pesquisa procura tratar de pensar o hip-hop como uma forma de construir o que Donna Haraway chama de postura de oposição, e isto tanto no que diz respeito aos seus militantes e intelectuais orgânicos quanto aos intelectuais acadêmicos das ciências humanas que sobre ele se debruçam. Esta mesma postura de oposição, se não traz uma resposta ao desafio lançado por Fukuyama e por Kurz, ao menos propõe encará-lo de frente, tendo-se, para isso, de levar bastante em consideração o que é essa união entre economia de mercado e democracia liberal e qual é o preço a ser pago ao se assumir a postura de confrontá-la

Abstract: After the collapse of real socialism at the end of the 20th century - whose main landmarks were the fall of the Berlin Wall and the soviet dèbâcle -, the world seems to have taken new directions. In this period, Francis Fukuyama and Robert Kurz have defied the World Left in their books The end of History and the last man and The collapse of Modernization, respectively, with the following provocation: is there possible life beyond the market economy and liberal democracy that doesn't take the world to a catastrophic collapse like that suffered during the existence of real socialism? Much more than a hasty "yes, in fact, there are", this issue is still open twenty years after its formulation. In this context, this research aims to deal with thinking about the hip-hop as a way to build what Donna Haraway points as oppositional posture, and this regards both to their militants and their organic intellectuals as to social scientists that study and work about hip-hop themes. This same oppositional posture, if does not brings a response to the challenge posed by Fukuyama and Kurz, the least proposes face it straightforward, and it having, for this reason, to take a long account of what is this union between the market economy and liberal democracy and what is the price to be paid for taking the position of confronting it
Subject: Hip-hop (Cultura popular) - Aspectos sociais
Grafite - Aspectos sociais
Rap (Musica) - Aspectos sociais
Violência na cultura popular
Language: Português
Editor: [s.n.]
Date Issue: 2011
Appears in Collections:IFCH - Tese e Dissertação

Files in This Item:
File SizeFormat 
Sawaya_SilvioRicardo_M.pdf980.64 kBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.