Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.unicamp.br/jspui/handle/REPOSIP/277557
Type: TESE
Title: Anisotropia de larga escala em raios cósmicos de altíssima energia no Observatório Pierre Auger
Title Alternative: Large scale anisotropy of ultra high energy cosmic rays with the Pierre Auger Observatory
Author: Pascon, Aline Maria, 1987-
Advisor: Chinellato, Carola Dobrigkeit, 1952-
Abstract: Resumo: Foi aplicado o método de reconstrução de uma anisotropia de raios cósmicos para certo número de direções simuladas, a partir de uma distribuição consistindo de modulação dipolar sobreposta a um fluxo isotrópico. Usou-se o método proposto por J. Aublin e E. Parizot, que permite reconstruir a amplitude e orientção do dipolo no espaço 3D para um observatório que possui apenas uma visão parcial do céu, como é o caso do Observatório Pierre Auger Sul. Admitiu-se que a exposição do observatório para uma dada direção depende apenas da declinação, sendo independente da ascensão reta. A modulação dipolar foi considerada apontando na direção do centro galáctico e levou-se em conta o efeito do erro experimental na determinação da direção fazendo-a utuar segundo uma distribuição gaussiana de meia largura igual ao erro experimental do detector (1,5o). Estudou-se a capacidade de reconstrução deste dipolo, em direção e amplitude, para as condições do Observatório Pierre Auger, para vários valores de amplitude do dipolo e vários números de eventos, e foram obtidos os limites de tempo observacional necessários para detecção em cada caso, para um fluxo de eventos com energias acima de 10 18,5 eV . Por fim, calculou-se o número de eventos e o tempo necessário de observação para detectar uma anisotropia dipolar de 1%, para as condições do Observatório Pierre Auger, para atingir um valor de significância considerável, de 3, valor mínimo necessário para dar atenção à possível existência de anisotropia dipolar

Abstract: A method to study the anisotropy of a cosmic-ray distribution was applied to a number of directions simulated from an angular distribution of arrival directions consisting of a dipolar modulation of an otherwise isotropic ux. The method was suggested by J. Aublin and E. Parizot and allows reconstructing the amplitude and the dipole orientation in 3D space for a partial-sky coverage observatory like the Southern site of the Pierre Auger Observatory. The exposure of the observatory was assumed to be dependent only on the declination of the arrival directions and not on its right ascension. The dipolar modulation was taken to be pointing towards the galactic center. The experimental uncertainty in the direction measurements was also considered, represented by a smearing of all directions with a Gaussian uctuation with a half width corresponding to the experimental uncertainty (1,5 o). The capability of the Southern Pierre Auger Observatory of reconstructing the dipole modulation was studied for various dipole amplitudes and number of events. The observational time which is necessary for the detection was evaluated assuming that the observatory is fully efficient for energies above 10 18,5 eV . The number of events and corresponding observational time for detecting a 1% dipolar anisotropy with the Pierre Auger Observatory with a 3 s significance was also estimated
Subject: Observatório Pierre Auger
Raios cósmicos
Anisotropia dipolar
Language: Português
Editor: [s.n.]
Date Issue: 2008
Appears in Collections:IFGW - Dissertação e Tese

Files in This Item:
File SizeFormat 
Pascon_AlineMaria_M.pdf6.94 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.