Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.unicamp.br/jspui/handle/REPOSIP/276921
Type: TESE DIGITAL
Title: Telescópio de múons para estudo da atividade solar
Title Alternative: Muon telescope for solar activity study
Author: Vasconcelos, Débora Nunes Barros de, 1989-
Advisor: Fauth, Anderson Campos, 1957-
Abstract: Resumo: Desde os lançamentos dos satélites científicos, o estudo do Sol e a influência dos seus eventos nà Terra tem sido aprofundado constantemente devido as possíveis consequências no clima da Terra e a danos nos sistemas de comunicações. Entretanto, os detectores embarcados nos satélites tem limitações que não permitem medições de energias das partículas energéticas solares superiores a algumas centenas de MeV. Neste trabalho é descrita a construção, instalação e montagem do telescópio de múons, em Campinas-SP, denominado Muonca, para detecção dessas partículas da radiação cósmica secundária, originadas na atmosfera principalmente por interações de prótons. O principal objetivo deste experimento é a detecção de eventos solares transientes numa faixa de energia superior àquela operada pelos satélites. O fato do telescópio estár dentro, e próximo da região central, da Anomalia Magnética do Atlântico Sul, permite uma melhor detecção de partículas carregadas provenientes do espaço externo, pois o fluxo de partículas nessa região é maior. Foram construídos quatro detectores de partículas utilizando placas de cintilador plástico e tubos fotomultiplicadores que em conjunto formam os telescópios de múons do Muonca. Esses telescópios detectam múons verticais e inclinados a 45 graus vindos da direção Leste e da direção Oeste. Após a montagem do telescópio, a sua caracterização de eficiência de contagem foi realizada o seu valor é de (96,8 ± 0,4)%. O coeficiente barométrico foi medido, sendo seu valor igual a ? =(0,22 ± 0,04)%/mbar, condizente com outros experimentos de múons. Dados de 01 de abril de 2014 até 31 de janeiro de 2015 foram analisados e o mês de setembro de 2014 foi estudado detalhadamente. Neste mês foram um evento de decréscimo de Forbush da ordem de 1%. Os resultados do Muonca foram comparados com os resultados do monitor de nêutrons McMurdo o qual detectou o mesmo evento. Uma análise utilizando os resultados do satélite GOES15 da NASA mostrou que este Forbush foi originada por três CMEs, sendo que duas dessas ejeções foram associadas a flares de classe M4.6 e X1.6. O experimento Muonca foi construído com sucesso e está operando continuamente, permitindo o estudo da física solar através da detecção de múons no solo terrestre

Abstract: Since the launch of scientific satellites to study the Sun and the influence of their events on Earth has been constantly deepened because of the possible consequences in Earth's climate and the damage to the communications systems. However embedded in the satellite detectors have limitations relating to measurements of energies of the solar energetic particles larger than a few hundred MeV. This work describes the construction, installation and assembling of the muon telescope in Campinas-SP, called Muonca, to detect these particles of secondary cosmic radiation, originated in the atmosphere mainly by proton interactions. The main objective of this experiment is the detection of solar transient events in a higher energy that operated by satellites. The fact that the telescope be within, and near the central region of the South Atlantic Magnetic Anomaly, allows better detection of charged particles coming from outer space because the flux of particles in this region is higher. Four particle detectors, using plastic scintillator and photomultiplier tubes, which together form the muon telescopes Muonca were constructed. These telescopes detect vertical and inclined at 45 degrees muons coming from the East and West direction. After mounting the telescope, its counting efficiency was measured and its value is (96,8 ± 0,4)%. The barometric coefficient was measured, and its value of ? =(0,22 ± 0,04)%/mbar was obtained, beeing consistent with other muon experiments. Data from April 1st 2014 to January 31th 2015 were analyzed and September 2014 has been studied in detail. In this month the Muonca detected a Forbush decrease of the order of 1%. The results of Muonca were compared with the results of McMurdo neutron monitor which detected the same event. An analysis using the results of GOES15 NASA satellite showed that this Forbush originated three CMEs, and two of those ejections were associated with flares of M4.6 and x1.6 class. The Muonca experiment was successfull constructed and is operating continuously, allowing the study of solar physics through the muon detection in terrestrial soil
Subject: Sol
Múons
Decréscimo de Forbush
Atividade solar
Editor: [s.n.]
Date Issue: 2015
Appears in Collections:IFGW - Dissertação e Tese

Files in This Item:
File SizeFormat 
Vasconcelos_DeboraNunesBarrosde_M.pdf11.88 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.