Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.unicamp.br/jspui/handle/REPOSIP/276259
Type: DISSERTAÇÃO
Degree Level: Mestrado
Title: Mecanismos de incentivo a cooperação em redes peer-to-peer para distribuição de fluxos de video
Title Alternative: Incentive mechanisms for cooperation in peer-to-peer media streaming
Author: Manzato, Daniel Antonio Garcia, 1976-
Advisor: Fonseca, Nelson Luis Saldanha da, 1961-
Abstract: Resumo: Os serviços de vídeo sob demanda estão ganhando popularidade com a disseminação das redes de banda larga. Apesar dos esforços realizados nos últimos anos sobre a arquitetura clienteservidor, ela ainda se mostra bastante ineficiente em termos de escalabilidade para este tipo de serviço, uma vez que gera uma grande quantidade de tráfego de rede, processamento e consumo de memória de forma centralizada nos servidores. As redes peer-to-peer contornam este problema, explorando o crescente deslocamento de gargalo de recursos dos clientes para os servidores, inclusive de largura de banda. Conseqüentemente, elas são cada vez mais consideradas para a provisão de vídeo, podendo complementar ou substituir a arquitetura cliente-servidor. Entretanto, a distribuição de vídeo em redes peer-to-peer também apresenta desafios. Um dos problemas é o comportamento egoísta dos usuários, que procuram tirar o máximo de proveito dos recursos da rede, cooperando com o mínimo na distribuição dos fluxos. Um outro desafio é o curto tempo de permanência dos clientes no sistema, o que demanda esforços para se contornar as interrupções causadas nas entregas de fluxos com sensibilidade temporal quando as desconexões ocorrem. Uma possível solução para estes desafios é o uso de mecanismos de incentivo que estimulem os clientes a cooperarem e também a permanecerem conectados durante intervalos de tempo maiores, de forma a reduzir os problemas de desconexão. O presente trabalho propõe e avalia um novo mecanismo de incentivo para sistemas peer-to-peer de fluxo de mídia ao vivo (com distribuição sincronizada), a fim de tornar o sistema escalável, maximizar a qualidade recebida, bem como amenizar os problemas decorrentes das rupturas em árvores de distribuição

Abstract: Video on demand services have become increasingly popular due to the development of new Internet access technologies such as DSLs and HFCs. In spite of the progress of the client-server architecture in the past years, it still has poor scalability, since in this architecture a huge amount of network traffic, processing and memory consumption is generated at the servers. Peer-to-peer networks provide scalability to video on demand systems, exploiting the increasing shift of abundant resources from servers to clients, including network bandwidth. As a consequence, they have been increasingly used for video on demand services, either completely replacing or simply complementing the client-server architecture. However, the use of peer-to-peer networks for video on demand services has also its own challenges. One of the existent problems is the selfish behavior of non-cooperative users, who try to maximize their utility by consuming as much resources as possible and cooperating the least for the service. Another existent problem is the short time users stay connected to the system, which causes frequent disruptions on the delivery of time-constrained content due to client disconnections. Such type of system requires incentive mechanisms that stimulate clients not only to cooperate, but also to stay connected longer. In this work, we propose and evaluate a new incentive mechanism for peer-to-peer systems with live media streaming (synchronized distribution), aiming to increase scalability and the quality of reception as well as to decrease the number of disruptions
Subject: Sistemas multimídia
Redes de computadores
Simulação (Computadores)
Language: Português
Editor: [s.n.]
Date Issue: 2006
Appears in Collections:IC - Tese e Dissertação

Files in This Item:
File SizeFormat 
Manzato_DanielAntonioGarcia_M.pdf1.68 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.