Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.unicamp.br/jspui/handle/REPOSIP/276063
Type: DISSERTAÇÃO
Degree Level: Mestrado
Title: Design de interação em serviços inclusivos de governo eletronico
Title Alternative: Interaction design for inclusive electronic government services
Author: Hornung, Heiko Horst, 1976-
Advisor: Baranauskas, Maria Cecilia Calani, 1954-
Abstract: Resumo: Serviços do governo eletrônico (eGov, do inglês: electronic government/e-government) são um veículo de comunicação entre as entidades do governo nos diferentes níveis (municipal, estadual, etc.) e os cidadãos. Além de tornar ações do governo mais transparentes e aumentar a eficiência e eficácia, esses serviços visam fortalecer a democracia oferecendo a possibilidade de participação dos cidadãos nos processos democráticos. Para tais fins, serviços de eGov precisam possibilitar o acesso pela população inteira, isto é para pessoas com diferentes competências ou necessidades específicas. A contribuição desse trabalho envolve mostrar caminhos para como interfaces de usuário de serviços de eGov podem ser projetados de uma maneira inclusiva, respeitando a diversidade de uma população. Partindo de uma análise do contexto brasileiro, esse trabalho mostra tanto as principais diferenças entre serviços de eGov e outras aplicações web quanto as diferenças entre países em desenvolvimento e países desenvolvidos a esse respeito. O principal desafio identificado é a adaptaçãao de métodos tradicionais ao contexto de serviços inclusivos de eGov. No próximo passo identificamos barreiras do acesso ao serviços de eGov por usuários com necessidades específicas como diferentes de eficiências, baixo letramento ou baixo letramento digital. Propomos o conceito de técnicas assistivas" que ampliam a visão limitada de tecnologias assistivas para o contexto de nosso cenário, isto é, um uso por pessoas que usam serviços em diferentes situações, inclusive de eficiências. Os desafios identificados e diferentes experiências trazidas de projetos nos motivaram a propor um framework para o design socialmente responsável. Os elementos principais desse framework são métodos e técnicas da Semiótica Organizacional e do Design Participativo para atingir uma visão sócio-tecnica dos problemas de design. Esses métodos e técnicas são aplicados em Práticas Participativas Inclusivas em um Cenário*, um grupo de representantes de usuários finais que foram escolhidos como imagem de características encontradas na sociedade brasileira. Por fim analisamos um conjunto de protótipos que foram criados dentro do contexto do framework de design socialmente responsável. Como o design de serviços inclusivos de eGov depende de fatores culturais entre outros, criamos um design rationale abstrato que discute diferentes questões de design e assim visa apoiar o designer na tomada de decisões adequadas ao respectivo contexto.

Abstract: Electronic government (eGov) services are means of communication between entities of the government (on local, state or other levels) and the citizens. Besides making actions of the government more transparent and increasing efficiency and effectiveness, such servicees aim to strengthen democracy by offering citizens possibilities to participate in democratic processes. Thus, eGov services have to enable access to the whole population, including people with different competencies or special needs. The contribution of this work involves showing ways of creating user interfaces to eGov services inclusively and respecting the diversity of the population. Starting with an analysis of the Brazilian country context, this work shows the main differences between eGov services and other web applications as well as differences between developing and developed countries regarding those applications. The principal challenge that has been identified is that of adapting traditional methods to the context of inclusive eGov services. In the next step we identify barriers of access to eGov services that are imposed on users with special needs like impairments, low literacy or low digital literacy. We propose the concept of \assistive techniques" to extend the limited vision of assistive technologies to the context of our scenario, i.e. to people with special needs besides impairments who make use of eGov services in different situations. The challenges identified and different experiences from diffrent projects motivated us to propose a framework for socially responsible design. The main elements of this framework are methods and techniques from Organizational Semiotics and Participatory Design in order to get a socio-technical vision of design problems. These methods and techniques are employed during Participatory Inclusive Practices in a Cenário*, a group of end user representatives that has been composed to mirror the characteristics of the Brazilian society. Finally, we analyze a set of prototypes that have been created within the context of the framework of socially responsible design. Since the design of inclusive eGov services depends on cultural and other factors, we created an abstract design rationale that discusses different design issues and thus supports the designer in taking decisions that are tailored to the respective context.
Subject: Interação humano-máquina
Interfaces (Computador)
Governo eletrônico
Inclusão digital
Semiótica
Interfaces de usuário (Sistema de computador)
Language: Português
Editor: [s.n.]
Date Issue: 2008
Appears in Collections:IC - Tese e Dissertação

Files in This Item:
File SizeFormat 
Hornung_HeikoHorst_M.pdf2.18 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.