Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.unicamp.br/jspui/handle/REPOSIP/275928
Type: DISSERTAÇÃO
Degree Level: Mestrado
Title: FIG : uma linguagem para especificação de figuras
Author: Setubal, João Carlos, 1957-
Advisor: Kowaltowski, Tomasz, 1942-
Abstract: Resumo: FiG é uma linguagem de'programação cujo objetivo é possibilitar a especificação de figuras bidimensionais de forma não-interativa. Embora a linguagem tenha sido projetada para uso geral, ela poderia ser usada particularmente em conjunto com um programa de composição gráfica de modo a permitir inserção automática de figuras em textos. A característica principal de Fig é o recurso de definição e uso de figuras de maneira análoga a procedimentos, modelando assim o desenho sem utilizar estruturas de dados. Isto facilita a construção de desenhos que tenham uma estrutura hierárquica complexa. As figuras permitem parametrização flexível e podem retomar valores através de um mecanismo especial. A chamada ou instanciação das figuras pode ser modificada através de transformações geométricas embutidas na linguagem, e o posicionamento pode ser feito de três modos: por um movimento implícito associado à instanciaçâo consecutiva de diferentes figuras; por posicionamento relativo a outras figuras já instanciadas; e por coordenadas absolutas. FIG tem um conjunto de primitivas gráficas, cada qual com seus atributos. O projeto de Fig fundamentou-se na linguagem PIe de Kernighan, nos procedimentos de display de Newman e em certos aspectos da norma GKS. Foi construido um compilador experimental que produz Pascal como linguagem objeto. A saída gráfica é realizada através de um pacote gráfico conveniente, que pode ser facilmente trocado.

Abstract: FIG is a programming language for non-interactive' specification of bidimensional pictures, Although the language was designed for general purpose picture drawing, it is aimed at integration with typesetting programs so as to allow automatic insertion of pictures into text. Its main features are the definition and use of figures in the same way as procedures, thus modeling pictures in a data-structure-free manner. .F IG makes .it easy to build drawings with a large hierarchical structure. Figures have a flexible parameterization mechanism and return values in a special way. Figure call (instantiation) can be modified by built-in geometric transformations. There are three ways to place a figure in the plane: implicit movement associated with the consecutive instantiation of figures; placement relative to already instantiated figures; and absolute placement. F IG has a set of primitive figures, each with its own set of attributes. FIG's design was based primarily on Kernighan's PIC language, on Newman's display procedures and on certain features of the G KS international standard. An experimental compiler producing machine-independent Pascal object code was implemented. Graphical output is achieved through routines of a convenient graphics package.
Subject: Linguagem de programação (Computadores)
Pacote eletronico
Computação gráfica
Language: Português
Editor: [s.n.]
Citation: SETUBAL, João Carlos. FIG: uma linguagem para especificação de figuras. 1987. 77f. Dissertação (mestrado) - Universidade Estadual de Campinas, Instituto de Matematica, Estatistica e Ciencia da Computação, Campinas, SP. Disponível em: <http://www.repositorio.unicamp.br/handle/REPOSIP/275928>. Acesso em: 17 jul. 2018.
Date Issue: 1987
Appears in Collections:IC - Tese e Dissertação

Files in This Item:
File SizeFormat 
Setubal_JoaoCarlos_M.pdf2.31 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.