Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.unicamp.br/jspui/handle/REPOSIP/275630
Type: TESE
Title: Semi-automatic classification of remote sensing images = Classificação semi-automática de imagens de sensorimento remoto
Title Alternative: Classificação semi-automática de imagens de sensorimento remoto
Author: Santos, Jefersson Alex dos, 1984-
Advisor: Torres, Ricardo da Silva, 1977-
Abstract: Resumo: Um grande esforço tem sido feito para desenvolver sistemas de classificação de imagens capazes de criar mapas temáticos de alta qualidade e estabelecer inventários precisos sobre o uso do solo. As peculiaridades das imagens de sensoriamento remoto (ISR), combinados com os desafios tradicionais de classificação de imagens, tornam a classificação de ISRs uma tarefa difícil. Grande parte dos desafios de pesquisa estão relacionados à escala de representação dos dados e, ao mesmo tempo, à dimensão e à representatividade do conjunto de treinamento utilizado. O principal foco desse trabalho está nos problemas relacionados à representação dos dados e à extração de características. O objetivo é desenvolver soluções efetivas para classificação interativa de imagens de sensoriamento remoto. Esse objetivo foi alcançado a partir do desenvolvimento de quatro linhas de pesquisa. A primeira linha de pesquisa está relacionada ao fato de embora descritores de imagens propostos na literatura obterem bons resultados em várias aplicações, muitos deles nunca foram usados para classificação de imagens de sensoriamento remoto. Nessa tese, foram testados doze descritores que codificam propriedades espectrais e sete descritores de textura. Também foi proposta uma metodologia baseada no classificador K-Vizinhos mais Próximos (K-nearest neighbors - KNN) para avaliação de descritores no contexto de classificação. Os descritores Joint Auto-Correlogram (JAC), Color Bitmap, Invariant Steerable Pyramid Decomposition (SID) e Quantized Compound Change Histogram (QCCH), apresentaram os melhores resultados experimentais na identificação de alvos de café e pastagem. A segunda linha de pesquisa se refere ao problema de seleção de escalas de segmentação para classificação de imagens de sensoriamento baseada em objetos. Métodos propostos recentemente exploram características extraídas de objetos segmentados para melhorar a classificação de imagens de alta resolução. Entretanto, definir uma escala de segmentação adequada é uma tarefa desafiadora. Nessa tese, foram propostas duas abordagens de classificação multiescala baseadas no algoritmo Adaboost. A primeira abordagem, Multiscale Classifier (MSC), constrói um classificador forte que combina características extraídas de múltiplas escalas de segmentação. A outra, Hierarchical Multiscale Classifier (HMSC), explora a relação hierárquica das regiões segmentadas para melhorar a eficiência sem reduzir a qualidade da classificação xi quando comparada à abordagem MSC. Os experimentos realizados mostram que é melhor usar múltiplas escalas do que utilizar apenas uma escala de segmentação. A correlação entre os descritores e as escalas de segmentação também é analisada e discutida. A terceira linha de pesquisa trata da seleção de amostras de treinamento e do refinamento dos resultados da classificação utilizando segmentação multiescala. Para isso, foi proposto um método interativo para classificação multiescala de imagens de sensoriamento remoto. Esse método utiliza uma estratégia baseada em aprendizado ativo que permite o refinamento dos resultados de classificação pelo usuário ao longo de interações. Os resultados experimentais mostraram que a combinação de escalas produzem melhores resultados do que a utilização de escalas isoladas em um processo de realimentação de relevância. Além disso, o método interativo obtém bons resultados com poucas interações. O método proposto necessita apenas de uma pequena porção do conjunto de treinamento para construir classificadores tão fortes quanto os gerados por um método supervisionado utilizando todo o conjunto de treinamento disponível. A quarta linha de pesquisa se refere à extração de características de uma hierarquia de regiões para classificação multiescala. Assim, foi proposta uma abordagem que explora as relações existentes entre as regiões da hierarquia. Essa abordagem, chamada BoW-Propagation, utiliza o modelo bag-of-visual-word para propagar características ao longo de múltiplas escalas. Essa ideia foi estendida para propagar descritores globais baseados em histogramas, a abordagem H-Propagation. As abordagens propostas aceleram o processo de extração e obtém bons resultados quando comparadas a descritores globais

Abstract: A huge effort has been made in the development of image classification systems with the objective of creating high-quality thematic maps and to establish precise inventories about land cover use. The peculiarities of Remote Sensing Images (RSIs) combined with the traditional image classification challenges make RSI classification a hard task. Many of the problems are related to the representation scale of the data, and to both the size and the representativeness of used training set. In this work, we addressed four research issues in order to develop effective solutions for interactive classification of remote sensing images. The first research issue concerns the fact that image descriptors proposed in the literature achieve good results in various applications, but many of them have never been used in remote sensing classification tasks. We have tested twelve descriptors that encode spectral/color properties and seven texture descriptors. We have also proposed a methodology based on the K-Nearest Neighbor (KNN) classifier for evaluation of descriptors in classification context. Experiments demonstrate that Joint Auto-Correlogram (JAC), Color Bitmap, Invariant Steerable Pyramid Decomposition (SID), and Quantized Compound Change Histogram (QCCH) yield the best results in coffee and pasture recognition tasks. The second research issue refers to the problem of selecting the scale of segmentation for object-based remote sensing classification. Recently proposed methods exploit features extracted from segmented objects to improve high-resolution image classification. However, the definition of the scale of segmentation is a challenging task. We have proposed two multiscale classification approaches based on boosting of weak classifiers. The first approach, Multiscale Classifier (MSC), builds a strong classifier that combines features extracted from multiple scales of segmentation. The other, Hierarchical Multiscale Classifier (HMSC), exploits the hierarchical topology of segmented regions to improve training efficiency without accuracy loss when compared to the MSC. Experiments show that it is better to use multiple scales than use only one segmentation scale result. We have also analyzed and discussed about the correlation among the used descriptors and the scales of segmentation. The third research issue concerns the selection of training examples and the refinement of classification results through multiscale segmentation. We have proposed an approach for xix interactive multiscale classification of remote sensing images. It is an active learning strategy that allows the classification result refinement by the user along iterations. Experimental results show that the combination of scales produces better results than isolated scales in a relevance feedback process. Furthermore, the interactive method achieves good results with few user interactions. The proposed method needs only a small portion of the training set to build classifiers that are as strong as the ones generated by a supervised method that uses the whole available training set. The fourth research issue refers to the problem of extracting features of a hierarchy of regions for multiscale classification. We have proposed a strategy that exploits the existing relationships among regions in a hierarchy. This approach, called BoW-Propagation, exploits the bag-of-visual-word model to propagate features along multiple scales. We also extend this idea to propagate histogram-based global descriptors, the H-Propagation method. The proposed methods speed up the feature extraction process and yield good results when compared with global low-level extraction approaches
Subject: Reconhecimento de padrões
Sensoriamento remoto
Imagens de sensoriamento remoto
Sistemas de computação interativos
Processamento de imagens
Language: Inglês
Editor: [s.n.]
Date Issue: 2013
Appears in Collections:IC - Tese e Dissertação

Files in This Item:
File SizeFormat 
Santos_JeferssonAlexdos_D.pdf18.23 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.