Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.unicamp.br/jspui/handle/REPOSIP/275309
Type: TESE
Title: Esportes para todos : a desescolarização da educação fisica e do esporte e o universalismo olimpico
Title Alternative: Sport for all : the unschooling of physical education/sport and olympic universalism
Author: Valente, Edison Francisco
Advisor: Gebara, Ademir, 1946-
Abstract: Resumo: "Esporte Para Todos: a desescolarização da Educação Física e do Esporte e o universalismo olímpico " tem por objetivo discutir questões inerentes ao Olimpismo, ao Esporte Para Todos e à desescolarização enquanto fenômenos históricos marcadamente presentes na sociedade contemporânea, os quais foram mitologizados e se tornaram histórias nessa sociedade. Levando-se em conta de que a História enquanto processo de conhecimento é tarefa e responsabilidade individual no processo das relações sociais e que a historiografia possui um papel de crítica epistemológica elou ideológica - um interrogar dessa História como conhecimento e como ideologia - este trabalho tenta procurar desvendar um véu de penumbras que ainda paira entre a História e a Memória do Esporte Para Todos - EPT - procurando identificar qual a correlação existente entre esse movimento e o Movimento Olímpico Internacional. Partindo de experiências acadêmica e existencial do autor, este estudo buscou pressupostos na pesquisa "Perspectivas Históricas do Movimento Esporte Para Todos no Brasil", concluída em 1993, a qual levantou uma série de outras tematizações e questionamentos a respeito desse movimento ao nível nacional. Na tentativa de cada vez mais aprofundar o estudo; identificar possibilidades, ao nível internacional, sobre a lógica interna que comanda o EPT, principalmente quando relacionado ao Movimento Olímpico, foram levantadas hipóteses e alguns questionamentos que nortearam o estudo, tais como: ao nível internacional, que ideologia dá sustentação ao Esporte Para Todos? Como contextualizar o EPT na sociedade capitalista? Como correlacionar a idéia de educação, apregoada pelo Movimento Olímpico, com o Esporte Para Todos? Como relacionar o discurso do EPT com as questões do campo esportivo e da desescolarização? O EPT possui uma ética particular em relação à ética capitalista? Como entender a relação EPT e desescolarização numa sociedade onde o processo de globalização encontra-se cada vez mais ascendente? Diante desses e outros questionamentos, bem como de hipóteses formuladas, este trabalho objetivou analisar fatos da natureza do EPT que mais têm deixado dúvidas em relação às suas concreticidades. ... Observação: O resumo, na íntegra, poderá ser visualizado no texto completo da tese digital.

Abstract: "SPORT FOR ALL: the unschooling of Physical Education/sport and the Olympic Universalism" aims to discuss questions about Olympism, Sport For All and Unschooling, while historical phenomenons presents in the contemporary society. According to the academical and existential experiences of its author, this study sought a priories from the research "Historical Perspectives about the Sport For All Movement in Brazil" to reinterpret facts, evidences and to understand preliminary aspects about that movement in Brazil, as well as to study it deeply at an international leveI. Some questions were presented, based on the following: Which ideology has given support to Sport For All Movement? How can the Sport For Ali be contextualized in capitalist society? How can the Sport For All discourse be connected with the sportive field and the unschooling of the corporal practices? What is the internallogic that has given support to the Sport For All ideology? How can the Olympic Movement promote Sport For All? How can we connect Olympism, Olympic Movement, Olympic Games, Sport For All and Unschooling phenomenons? Afier these questions, this study sought to analyse and to explain facts and evidences about the Sport For All from theoretical marks and point of view of different authors - Brazilian authors and international authors. Another strategy used was the dialogue among classical authors as Marx, Weber, Thompson, Hobsbawm, Bourdieu, Parlebas, Huizinga, Guttmann, Lefebvre, Kurz and others, to discuss questions about time, space, work; leisure and production in capitalist society, to understand aspects about the sportivization of the games. This study also sought contradictions, values and meanings about the relationship between the bourgeois society and the origin of the International Olympic Movement in the capitalist context from the 19th century. According to these arguments, questions and contextualization, this study reinterpreted facts about the bourgeois society from the 19th and from the 20th centuries, based on different systems of values and meanings, to seek correlation between the genealogy of the sport, Olympic Games and of the Sport For All, as a historical marks and humanity myths
Subject: Esportes - História
Educação física - Estudo e ensino
Olimpíadas - História
Language: Português
Editor: [s.n.]
Date Issue: 1996
Appears in Collections:FEF - Tese e Dissertação

Files in This Item:
File SizeFormat 
Valente_EdisonFrancisco_D.pdf7.56 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.