Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.unicamp.br/jspui/handle/REPOSIP/275307
Type: DISSERTAÇÃO
Degree Level: Mestrado
Title: Preparação profissional em educação fisica : das leis a implementação dos curriculos
Title Alternative: Professional preparation in physcal education : the law and curricula
Author: Verenguer, Rita de Cassia Garcia
Advisor: Tojal, João Batista Andreotti Gomes, 1944-
Abstract: Resumo: Através deste estudo investigou-se a legislação pertinente à preparação profissional em Educação Física no Brasil e como esta influenciou as propostas de mudança curricular das Instituições públicas de Ensino Superior do eixo São Paulo-Rio partindo da discussão sobre a idéia de campo de conhecimento exposta no texto legal. O objetivo proposto foi analisar a justificativa para a substituição da Resolução CFE n°. 69/69 pela Resolução CFE no. 03/87 e como as referidas instituições responderam às novas exigências legais. Para isso, foi feita a análise comparativa do currículo atual dos cursos de Educação Física com o anterior, observando as suas respectivas justificativas e opções de cursos. Utilizando-se da pesquisa documental bibliográfica, algumas evidências foram observadas: a) a legislação atual, tanto no seu aspecto normativo (possibilidade da opção pelo curso de Bacharelado, aumento da carga horária e duração mínima), como por trazer à discussão a necessidade de caracterizar o campo de conhecimento da Educação Física representa avanço; b) a legislação atual no seu aspecto operacional (Sugestão de matérias e/ou disciplinas para composição do e currículo do curso de Educação Física - Anexo I) não apresenta nenhum elemento que exija aprimoramento do processo de preparação profissional em Educação Física; c) do ponto de vista estritamente legal, não se exige dos cursos de graduação em Educação Física mudança profunda na composição da estrutura curricular, a não ser aumento de carga horária e, conseqüentemente, duração de curso; d) a legislação e as discussões acadêmicas possuem pontos comuns, sobretudo quando fazem a crítica aos cursos de graduação e tratam de advogar a criação do Bacharelado. Mas, as discussões acadêmicas parecem estar avançando na direção de um novo modelo para a preparação profissional e produção de conhecimento na área; e) as instituições pesquisadas ao estruturarem seus cursos de graduação seguiram as determinações normativas da lei. Por serem instituições públicas e gozarem de autonomia puderam ignorar a Sugestão de matérias e/ou disciplinas para composição do currículo do curso de Educação Física - Anexo I; f) à exceção da justificativa de mudança curricular apresentada pela EEFD/UFRJ, as outras instituições desenvolveram suas respectivas mudanças curriculares baseadas nas idéias encontradas na literatura, embora partam de pontos de vista diferentes

Abstract: This study investigates Brasilian legislation pertinent to professional preparation in Physical Education, and to which degree legal provisions have influenced the proposals for curricular change at the public colleges and universities of the São Paulo/Rio de Janeiro area, taking as a starting point the concept of field of knowledge as expressed in the legal text. One of the major aim is to analyze the justifications presented for replacing former Resolution no. 69/69, of the Federal Board of Education(FE), with FE Resolution no. 03/87, and to what extent colleges and universities have respondend to the current and legal requirements. For this purpose, a comparative analysis of the current and former curricula of the Physical Education undergraduate courses was conducted, talking special note of their respective justifications and course options. As a result of documentary and bibliographical survey, certain clear trends were observed: a) in its normative aspect - choice between formal gradution and teacher training options, increase in number of hours and minimum duration - and for having introduced a discussion on the need to define the field of knowledge corresponding to Physical Education, current legislation represents an evident improvement; b) in its operational aspects, no elements requiring an improvement in the process of professional preparation in Physical Education were found; c) from a strictly legal point, undergraduate courses in Physical Education are not requires to implement any thorough changes in syllabus, save in terms of an increase inthe number of hours and, consequently, in the duration of the course; d) the law and the academic debates share certain points in common, specially intheir criticism of undergraduate courses and in defending the implementation of a bachelor degree, parallel to the teacher training option. Academic discussions seem, however, to be progressing in the direction of a new model for professional training and generation of knowledge in the field; e) the institutions examined under this survey have structured their courses in conformity with normative requirements of the law. Since they are public instituions and enjoy a fair degree of academic autonomy, Exhibit I to the FE Resolution was largely ignored; f) with the exception of the justification for curricular change presented by School of Physical Education of the Federal University of Rio de Janeiro, all other institutions carried out their respective currlar changes based on notions found in the specialty literature, although in differing approaches
Subject: Educação física - Estudo e ensino
Educação física - Currículos
Educação física - Legislação
Language: Português
Editor: [s.n.]
Date Issue: 1996
Appears in Collections:FEF - Tese e Dissertação

Files in This Item:
File SizeFormat 
Verenguer_RitadeCassiaGarcia_M.pdf2.57 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.