Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.unicamp.br/jspui/handle/REPOSIP/275302
Type: TESE
Title: Educação fisica e hegemonia
Author: Hunger, Dagmar Aparecida Cynthia França
Advisor: Gebara, Ademir, 1946-
Abstract: Resumo: A preocupação maior da universidade, até o século XVIII, restringia-se em cultivar e transmitir o saber humano acumulado, ou seja, sua preocupação central era com o ensino. No entanto, novas exigências passaram a ser feitas à universidade. A produção de novos conhecimentos colocou-se como função básica ao lado do ensino. Atualmente, as atividades-fins da universidade resumem-se, de acordo com a reforma universitária (art. 1o da Lei 5.540/68) em: ensino, pesquisa e extensão à comunidade, estabelecendo o princípio de indissociabilidade entre ensino e pesquisa. As Universidades Estaduais do Estado de são Paulo adentram à década de 90, principalmente com a preocupação de avaliar as funções que lhes são designadas em termos de ensino, pesquisa e extensão à comunidade. Neste sentido, questionamos: o que estaria subjacente às reformulações curriculares, formação profissional, atuação docente e produção acadêmica na área da Educação Física? No primeiro capítulo, retratamos a formação profissional, pautada na Legislação Básica da Educação Física, mais especificamente os Pareceres do Conselho Federal da Educação No. 894/69 e No. 215/87. Posteriormente, no segundo capítulo, verificamos a concepção de formação profissional, formulada em documentos curriculares, pelos docentes dos cursos superiores de Educação Física da Universidade de São Paulo (USP), Universidade Estadual Paulista (UNESP/Rio Claro) e Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP). No terceiro capítulo, procuramos evidenciar as seguintes questões: segundo as concepções de ¿intelectual¿ e ¿hegemonia¿ de GRAMSCI (1987), qual papel tem sido desempenhado pelo intelectual da Educação Física? O profissional da Educação Física constitui uma categoria hegemonica? E ainda, segundo as concepções de ¿ideologia¿ e ¿utopia¿ de MANNHEIM (1950), como vem sendo reescrita a produção intelectual sobre a formação deste profissional? Em seguida, realizamos entrevistas com docentes dos cursos de graduação em Educação Física das Universidades em estudo, verificando-se o seu entendimento no que diz respeito ao cumprimento de suas funções no ensino superior, considerando: (a) os discursos contidos no Parecer do Conselho Federal da Educação No. 215/87; (b) a produção intelectual (em livros, artigos) a respeito da formação profissional e (c) as atividades-fins das universidades e os seus estatutos, onde consta que o corpo docente deve exercer atividades indissociáveis de ensino e pesquisa, adotando como regime preferencial de trabalho aquele que fixa dedicação integral à docência e à pesquisa. A análise dos depoimentos foi realizada no quarto capítulo dessa dissertação. Podemos verificar que o pensamento expressado em nossa área, através da legislação, de documentos curriculares, de livros, de artigos e de depoimentos, impõe-se estar profundamente interessado na superação de urna educação física, caracterizada como acrítica, alienante, competitivista, reducionista de uma dada condição social. Apresenta-se, porém, utópico, procurando a superação do estado ideológico. Ele é incongruente com a realidade dentro do qual o discurso ocorre, suas formulações procuram transcender a realidade, se postas em prática, tenderiam a destruir, parcial ou completamente, a ordem das coisas existentes. O que podemos notar, na Educação Física, são grupos de intelectuais em constante competição, que de acordo com sua interpretação do mundo e do seu entendimento específico da área, revelam-se como expressões intelectuais de grupos em luta pelo poder. A construção do pensamento hegemônico, por parte dos profissionais da Educação Física, somente poderá ser entendida como um processo, traduzido também na reforma intelectual da sociedade, posto que só assim será possível assumir uma função que resulte na construção, não somente de novos discursos políticos, mas, também, numa nova cultura. Resultando, assim, na construção de um novo bloco histórico, na medida em que submete à crítica a cultura construída anteriormente, realizando uma unidade de forças sociais e políticas, traçando e difundindo uma nova concepção de mundo

Abstract: Until XVIII century, one of the most preocupation of the university was the developed and transmition of the accumulated knowledge, i.e. , the most important preocupation was the teaching. However, new exigencies became to be done to university. The production of news knowledgements became the teaching basic function. Actually, the university objectives summarize to: teaching, research and envelopment to community in accordance with the university reform (1st article, 5.540/68 Law), setting up the undissociability between teaching and research. At beginning of 90th the publical universities of são Paulo states worry with the evaluating of assigned functions in teaching, research and envelopment to community terms. In a way, we ask: What would be underling of curriculum alteration, professional formation, teaching actuation and academical production by physical education area? In the first chapter we show the professional formation, that's in the Physical Education legislation, it's acceptable by 894/69 and 215/87 federation Physical Education Council. Later, in the second chapter, we verify the professional formation conception formulated by the university reports and by the professors of Physical Education from Universidade de São Paulo (USP), Universidade Estadual Paulista (Unesp) and Universidade Estadual de Campinas (Unicamp). In the thid chapter we make to evident the following subjects: accoding the "intelectual" and "hegemony" conceptions from GRAMSCI (1987), what is the role developed by the Physical Education professional? Do the Physical Education professionals constitute a hegemonic category? And following the "ideology" and "utopy" conceptions from MANNHEIM(1950), how the intelectual production about the formation of this professional was being rewritten? We realize interviews among the Physical Education professors trying to understand their obligations to the university such as: (a) the education federal council speeches 215/87, (b) books and articles production about the professional formation, (c) the university activities and its statutes, which relate the indissociability activities of teaching and research. The interviews analysis was developed in the chapter fourth. We can verify that the thinking expressed in our area, by legislation, curricular documents, books, articles and statements, shows a most interest on the superation of a Physical Education noncritical, alienating competitivist, and reductionist of a given social condiction. This thinking presents itself however utopic searching for a ideologic condiction of superation. It is incongruent with the reality where's the speeches take place, formulating a reality transcendence, and if taken in practice, the natural order would be destroied partial or completely. What we can take note about Physical Education are intelectual groups in constant competition, and according to their world representation and specific knowledge about the area, presents intelectual expressions of groups figthing to the power. The construction of the hegemonic thinking by the Physical Education professionals, will can be understood only like a process, also translated in the intelectual reform of the society. In this way we can assume an activity resulting in the construction, not only of new political speeches, but of a new culture too. Resulting in the construction of a new historical bloch in order to the submission of an early critical culture, realizing an union of social and political forces, tracing and diffusing a new world conception
Subject: Educação física - Currículos
Hegemonia
Ideologia
Ensino profissional
Language: Português
Editor: [s.n.]
Date Issue: 1994
Appears in Collections:FEF - Dissertação e Tese

Files in This Item:
File SizeFormat 
Hunger_DagmarAparecidaCynthiaFranca_M.pdf19.6 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.