Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.unicamp.br/jspui/handle/REPOSIP/275228
Type: TESE
Title: Incontinencia urinaria e atividade fisica : uma revisão da literatura
Title Alternative: Urinary incontinence and physical activity
Author: Caetano, Aletha Silva, 1978-
Advisor: Tavares, Maria da Consolação Gomes Cunha Fernandes, 1953-
Abstract: Resumo: A incontinência urinária é definida como ¿queixa de qualquer perda involuntária de urina¿. Apesar da incontinência urinária não ameaçar a vida das mulheres que apresentem os sintomas, ela causa danos de ordem social, econômica e emocional podendo assim influenciar de forma negativa na qualidade de vida de mulheres com incontinência urinária. O objetivo desta pesquisa foi realizar uma revisão bibliográfica sobre a incontinência urinária entre mulheres que praticam atividades físicas e esportivas e suas implicações acerca dessa prática. Essa dissertação foi redigida sob a forma de três artigos que já foram submetidos à publicação. O primeiro artigo intitulado ¿Incontinência urinária e a prática de atividades físicas¿, corresponde à revisão bibliográfica relacionada com a prevalência da incontinência urinária entre mulheres atletas e não atletas durante atividades físicas e esportivas. O segundo artigo intitulado ¿Atividade sexual, exercícios perineais e incontinência urinária¿, refere-se à sexualidade da mulher com incontinência urinária. O terceiro artigo, ¿Incontinência urinária entre estudantes de Educação Física¿ corresponde a um trabalho no qual foi verificada a freqüência de perda de urina entre estudantes de Educação Física. Os dados da literatura mostraram que a prática de atividades físicas e esportivas constituídas de exercícios que exijam muito esforço e alto impacto pode contribuir para o desenvolvimento da incontinência urinária. Muitas mulheres com incontinência urinária abandonam a prática de atividades físicas e esportivas para evitarem perder urina durante essa prática, pois essa perda causa vergonha, constrangimento além de interferir no desempenho durante o exercício físico. Contudo, inexistem pesquisas na área da educação física que discutam esse tema. Algumas estratégias para prevenir a incontinência urinária entre mulheres que praticam atividades físicas devem ser consideradas pelo profissional de Educação Física buscando proporcionar a essas mulheres maior conforto, segurança, confiança e evitar que ocorra o abandono dessa prática. Mulheres de todas as idades devem ser estimuladas a contraírem o assoalho pélvico, e essa estimulação pode ser feita durante a prática de atividades físicas simultaneamente aos exercícios físicos e treinamentos esportivos ou de forma isolada. Através de orientações adequadas o profissional de Educação Física pode transformar a prática de atividades físicas e esportivas numa intervenção preventiva da incontinência urinária. Estabelecendo uma relação de confiança com sua aluna e com sua atleta, esse profissional pode contribuir com a diminuição do abandono por essas mulheres da prática de atividades físicas e esportivas e garantir que possam usufruir dos benefícios inerentes à prática de atividades físicas orientada na prevenção da incontinência urinária

Abstract: The urinary incontinence is defined as ¿complaining of any involuntary loss of urine¿. Despite the urinary incontinence does not threaten the life of women that shows these symptoms, it may cause social, economic and emotional damages to their life. The purpose of this research is to perform a bibliography review about urinary incontinence among women that usually practice physical and sports activities and their implications about this practice. This dissertation was written in a way of three articles that have already been published. The first article entitled ¿Urinary incontinence and practice of physical activities¿ corresponds to bibliographic review concerning to the predominance of urinary incontinence among athletes and non-athletes women during their physical and sports activities. The second article entitled ¿Sexual activities, perineum exercises and urinary incontinence¿ corresponds the sexuality of a woman with urinary incontinence. The last article ¿Urinary incontinence among Physical Education students¿ corresponds a study by which was evaluated the frequency of urine loss among Physical Education students. The literature data shows that the physical and sports activities composed of high strain and impact may cause the developing of urinary incontinence. Many women with urinary incontinence give up to practice physical activities to avoid lose urine during this activity. Some strategies in order to prevent the urinary incontinence among women that practice physical activities should be considered by the Physical Education professional, with the objective of providing to these women more comfort, security, trusting and avoid they give up to practice physical activities. Women of all ages should be encouraged to get their pelvic floor compressed, and this stimulation can be performed during the practice of physical activities simultaneously to physical exercises, sports training or on a isolated way. Through suitable orientation, the professional of Physical Education may turn the practice of physical and sports activities into a preventive intervention of urinary incontinence. Establishing a trusting relationship to its woman student or athlete, this professional may contribute to decrease of withdrawing from these woman to practice physical and sports activities and assure that they may enjoy the benefits regarded physical activities oriented to preventing of urinary incontinence
Subject: Atividade física
Incontinência urinária
Exercícios físicos
Language: Português
Editor: [s.n.]
Date Issue: 2007
Appears in Collections:FEF - Tese e Dissertação

Files in This Item:
File SizeFormat 
Caetano_AlethaSilva_M.pdf430.33 kBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.