Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.unicamp.br/jspui/handle/REPOSIP/275173
Type: DISSERTAÇÃO
Degree Level: Mestrado
Title: A resilencia e a imagem corporal de adolescentes e adultos com mielomeningocele
Title Alternative: The resilience and the body image of adolescents and adults with mielomeningocele
Author: Catusso, Renata Lobo
Advisor: Tavares, Maria da Consolação Gomes Cunha Fernandes, 1953-
Abstract: Resumo: O contato com o próprio corpo e com o mundo, experimentado por crianças com mielomeningocele (MM) apresenta características bem diferentes do habitual em decorrência principalmente dos déficits motores e sensitivos e do estigma de sua deficiência física. A resiliência é uma capacidade universal que permite a uma pessoa, grupo ou comunidade prevenir, minimizar ou ajustar-se aos efeitos das adversidades. O objetivo dessa pesquisa foi refletir sobre a resiliência e a imagem corporal de adolescentes e adultos com MM de uma instituição especializada no atendimento da área da deficiência física, Associação Campineira de Recuperação da Criança Paralítica, na cidade de Campinas - SP. A pesquisa foi de natureza qualitativa, descritiva exploratória, incluindo uma pesquisa de campo, na qual se aplicou a Escala de Resiliência adaptada por Pesce e colaboradores (2005). Os escores da escala oscilam de 25 a 175 pontos, com valores altos indicando elevada resiliência. Há seis questões relacionadas à Imagem Corporal, elaboradas especialmente para esse trabalho e um questionário de identificação. Participaram 12 sujeitos, dentre eles 04 são do sexo masculino e 08 do sexo feminino, com idade entre 15 a 34 anos. A maioria tem religião. Dos 12 sujeitos, 04 trabalham, 04 não trabalham e 04 são estudantes. Nível de escolaridade dos sujeitos foi do ensino fundamental incompleto à pós-graduação. A renda familiar foi de um a seis salários mínimos, sendo que a maioria recebe o Benefício de Prestação Continuada (BPC). Apenas 01 sujeito não faz uso de cadeira de rodas. Podemos constatar que os sujeitos apresentaram alto potencial de resiliência (94 ¿ 163). Fatores relacionados à capacidade de resolução de ações e valores ficaram acima da média (valores de 49 a 98). Os fatores relacionados à independência e determinação, apenas 02 sujeitos ficaram abaixo da média (valores entre 15 e 28). Um sujeito apresentou o fator autoconfiança e a capacidade de adaptação abaixo da média. Quanto à Imagem Corporal, a maioria diz que gostaria de modificar alguma parte do corpo. As partes mais apreciadas pelos sujeitos foram os olhos e o rosto. E as partes que menos gostaram foram: a barriga e os seios, por serem grandes. Um dos sujeitos apontou como partes do corpo a serem reconstruídas se caso pudesse: a medula, a bexiga e o intestino. A ¿estética¿ e a ¿função¿ foram elementos determinantes dos sentimentos de ¿gostar¿ ou ¿não gostar¿ do corpo. Os resultados desta pesquisa corroboram a relação entre aparência/função e imagem corporal. O conhecimento e o desenvolvimento da resiliência e da imagem corporal são conceitos que contribuem na intervenção satisfatória do profissional de educação física junto a essa população, através do fortalecimento dos pilares básicos da resiliência: afetividade, independência, iniciativa, humor, criatividade e auto-estima

Abstract: The contact with the own body and with the world, as experienced by children with myelomeningocele (MM), shows characteristics significantly different from the usual, mainly as a result of motor and sensitive deficiencies and the related stigma. Resilience is an universal ability which allows a person, a group or a community to prevent, minimize and adapt to the adversities. This research¿s aim is to reflect on resilience and body image on the basis of data obtained from a sample of adolescent and adult patients with MM from a specialized institution, named Associação Campineira de Recuperação da Criança Paralítica, located in Campinas, state of São Paulo in the area of physical deficiencies. This research constitutes of a qualitative and exploratory-descriptive one including a field-work research consisting in the application of the Resilience Scale adapted by Pesce et al. (2005). The scale¿s scores vary from 25 to 175 points, in which higher values being indicative of greater resilience. There are six questions and an identification questionnaire related to body image, especially drawn up for this work. There were 12 subjects, four male and eight female, age ranging from 15 to 34. Most of them are religious. Four are workers, four are students and four others do not have any activity. Academic exposure from incomplete fundamental course to post-graduation. Family income from one to six minimum wages The great majority receives Continuous Monthly Benefit. All of them are wheelchair users except for one. The subjects show high degrees of resilience (94-163), scoring high in items related to action resolution and values, between 49 and 98. In independence and determination factors only two subjects scored below average (values between 15 and 28). One subject showed the factor self-confidence and adaptation below average. As to Body Image, most of the subjects declared that they would like to change some part of the body. The most appreciated parts of the body were the eyes and the face. The parts they appreciated less were the belly and the breasts, these for being big. One subject pointed the medulla, the bladder and the intestines as parts of the body to be reconstructed, if possible. ¿esthetics¿ and ¿function¿ were decisive for the ¿like¿ and ¿dislike¿ preference. The results of this research corroborate the relation between appearance/function and body image. The knowledge and the advance of resilience and of body image are concepts that contribute in the satisfactory interference of a physical education professional with this population through the strengthening of the basic pillars of resilience, affection, independence, initiative, humour, creativity, and self-confidence
Subject: Resiliência (Traço da personalidade)
Imagem corporal
Meningomielocele
Language: Português
Editor: [s.n.]
Date Issue: 2007
Appears in Collections:FEF - Tese e Dissertação

Files in This Item:
File SizeFormat 
Catusso_RenataLobo_M.pdf1.36 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.