Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.unicamp.br/jspui/handle/REPOSIP/275064
Type: TESE
Title: Taxa metabólica basal em atletas usuários de cadeira de rodas : comparação entre dois métodos de avaliação
Title Alternative: Basal metabolic rate in athletes of wheelchair users : comparison of two methods
Author: Paranhos, Vivian Maria dos Santos, 1984-
Advisor: Duarte, Edison, 1955-
Abstract: Resumo: Considerada atualmente um problema de saúde pública, as lesões na medula espinhal na população aumentam a cada ano e com ela muitos problemas que irão acompanhar o indivíduo ao longo de toda a vida. Algumas dúvidas surgem ao trabalhar com essas pessoas pelos profissionais nutricionistas, visto as alterações fisiológicas decorrentes da lesão. Como calcular o gasto energético total diário e especificar, com maior precisão, as necessidades de calorias totais e de macronutrientes (proteínas, lipídeos, carboidratos e todas as vitaminas e minerais)? Como calcular esse gasto em atletas com lesão medular usuários de cadeira de rodas em suas práticas esportivas? O método comumente empregado para cálculo de gasto energético como a fórmula de Harris-Benedict, por exemplo, elaborada para indivíduos hígidos. Outro método utilizado para esse tipo de avaliação é o de calorimetria indireta, bastante preciso, porém inviável muitas vezes, quer pelo custo, quer pela dificuldade de aplicação. Esse estudo teve como o objetivo analisar o gasto energético basal através de um método de calorimetria indireta em atletas usuários de cadeira de rodas e comparar os resultados com a fórmula comumente utilizada (Harris-Benedict) buscando comparar os valores apresentados entre esses dois métodos. O estudo foi realizado com 14 indivíduos praticantes da modalidade de rugby em cadeira de rodas, com lesão da medula espinhal cervical (C5-C7), do gênero masculino, com idade entre 25 e 36 anos. Observou-se uma correlação significativa de 0,58 entre a comparação dos dois métodos e concordância significativa com intervalo de confiança entre eles de +154,3 kcal/dia até -115,5 kcal/dia. No entanto a fórmula de Harris & Benedict não prevê e não calcula o gasto relacionado à espasmos musculares, comum nessa população, dentre outras especificidades. Concluiu-se que a calorimetria indireta é um método mais preciso, validado e mais indicado para essa população quando comparado à fórmula de predição de Harris & Benedict, devido as especificidades da lesão da medula espinhal

Abstract: Currently considered a public health problem , injuries to the spinal cord in the population increase every year and with it many problems that will accompany the individual throughout life . Some questions arise when working with these people by professional nutritionists , since the physiological changes resulting from injury. How to calculate the total daily energy expenditure and to specify more precisely the needs of total calories and macronutrients ( proteins , lipids , carbohydrates and all the vitamins and minerals) ? How to calculate this expense in athletes with spinal cord injury wheelchair users in their sports practices ? The common method for calculating energy expenditure as the Harris-Benedict formula , for example , designed to healthy individuals . Another method used for this type of assessment is to indirect calorimetry quite accurate , but often impractical , either by cost or by the difficulty of implementation . This study aimed to analyze the basal energy expenditure through a method of indirect calorimetry in athletes of wheelchair users and compare the results with the commonly used formula ( Harris -Benedict ) trying to compare the values ??presented between these two methods . The study was conducted with 14 subjects practicing the sport of rugby in wheelchairs with cervical spinal cord ( C5 - C7 ) , male , aged between 25 and 36 years. There was a significant correlation of 0.58 between the two methods and a significant agreement with a confidence interval between them +154.3 kcal / day to -115.5 kcal / day. However the formula of Harris & Benedict does not provide and does not calculate the expense related to muscle , spasms common in this population , among other specifics . It was concluded that indirect calorimetry is a more accurate , validated and most appropriate method for this population when compared to the prediction formula of Harris & Benedict , because the specifics of spinal cord injury
Subject: Metabolismo energético
Lesão medular
Esporte adaptado
Editor: [s.n.]
Date Issue: 2014
Appears in Collections:FEF - Tese e Dissertação

Files in This Item:
File SizeFormat 
Paranhos_VivianMariadosSantos_M.pdf1.31 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.