Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.unicamp.br/jspui/handle/REPOSIP/275051
Type: TESE
Degree Level: Doutorado
Title: Relações entre as dimensões da Imagem Corporal = um estudo em homens brasileiros
Title Alternative: Relationships among body image dimensions : a study in Brazilian males
Author: Campana, Angela Nogueira Neves Betanho, 1978-
Advisor: Tavares, Maria da Consolação Gomes Cunha Fernandes, 1953-
Abstract: Resumo: A Imagem Corporal é dinâmica, estruturada nas experiências singulares do sujeito. Tanto homens quanto mulheres podem sofrer alterações na forma de vivenciar seu corpo. O objetivo desta pesquisa foi ampliar a compreensão das relações de causalidade entre apreciação corporal, ansiedade físico social, desconforto em relação ao corpo masculino ideal, atitudes e comportamentos de busca pela musculatura numa amostra de homens Brasileiros jovens. Para isso, traduzimos, adaptamos transculturalmente e validamos para a língua portuguesa no Brasil as escalas Body Esteem Scale, Swansea Muscularity Attitudes Questionnaire, Drive for Muscularity Scale, Body Appreciation Scale, Social Physique Anxiety Scale e Masculine Body Ideal Distress Scale. Depois, fizemos a path analysis do modelo estrutural de relações entre os domínios das escalas validadas. A pesquisa compreendeu quatro fases: a de tradução e adaptação transcultural das escalas; a de validação psicométrica das escalas, a realização de grupo focal e a modelagem de equações estruturais para determinar as relações causais entre os construtos investigados. O processo de tradução e adaptação transcultural seguiu cinco passos: traduções das escalas, síntese das traduções, retrotraduções, reunião de Comitê de Peritos e Pré-teste. Através da análise fatorial confirmatória, numa amostra não probabilística de 878 homens jovens, foram estabelecidas evidências de validade de construto e confiabilidade interna para todas as seis escalas deste estudo. Nos dois mini grupos focais, realizados com duas amostras de 5 alunos de graduação do curso de educação física, foi possível constatar que a aparência tem uma importância grande, que o exercícios físicos, alimentação balanceada acompanhada de suplementação alimentar, quando necessário, e descanso são os comportamentos adotados e reconhecidos como adequados para a construção de um corpo musculoso. O corpo deve ser musculoso o bastante, pois o excesso de massa muscular é avaliado ambiguamente: tanto é valorizado por sua associação aos atributos de masculinidade quanto é desvalorizado por sua associação ao uso de recursos não lícitos para a construção da musculatura. A modelagem de equação estrutural, feita numa amostra não probabilística de 1202 homens jovens, indicou que o modelo que melhor explica as relações de causalidade entre as dimensões da Imagem Corporal e que melhor demonstra o efeito destas sobre Drive for Muscularity é o que estabelece como variável exógena o construto Apreciação Corporal com todas as demais variáveis tendo efeito sobre Drive for Muscularity. Pesquisas futuras precisam investigar outros elementos influenciadores de Drive for Muscularity. Ressaltamos que esta pesquisa é de natureza exploratória, não probabilística, sendo esta uma limitação. Todavia, pensamos que os achados podem trazer contribuições à área e à continuidade dos estudos, assim como um melhor entendimento do construto Drive for Muscularity para homens comuns

Abstract: Body Image is dynamic, structured on subject's singular experiences. Both men and women can suffer disturbances in the way of experiencing their body. The aim of this research was to increase the understanding of causal relationships between body appreciation, social physique anxiety, masculine body ideal distress, and drive for muscularity in a sample of young Brazilian men. To reach our purpose, the scales Body Esteem Scale, Swansea Muscularity Attitudes Questionnaire, Drive for Muscularity Scale, Body Appreciation Scale, Social Physique Anxiety Scale and Masculine Body Ideal Distress Scale were translated, transculturally adapted and validated to Brazilian Portuguese. Afterwards, we made a path analysis on the structural model. The research had four phases: the scales translation and transcultural adaptation; the psychometric validation; focus group and the structural equation modeling to define causal relationships between the constructs. Translation and transcultural adaptation process followed five steps: translation, synthesis of translation, backtranslation, experts committee and pretest. Using confirmatory factor analysis, in a non-probabilistic sample of 878 young men, satisfactory evidences of internal reliability and construct validity were generated for all six scales. Two mini focus groups, with two individual samples of five physical education undergraduate students, showed that appearance has a great importance. Also, exercise trainings, balanced diet, accompanied by food supplementation, when necessary, and rest are attitudes and behaviors adopted and recognized as suitable to build a muscular body. The body must be muscular enough, because excessive muscularity is ambiguous: can be valued by the association with masculinity attributes and, on the other hand, devalued by the association with illicit muscular building resources. Structural Equation Modeling, made in a non-probabilistic sample of 1202 young men, showed that the best model to explain causal relationships between Body Image attitudinal dimensions addressed in this research and the effect of them on drive for muscularity is the one that establishes Body Appreciation as the exogenous variable, with all other variables having effect on drive for muscularity. Future researches must evaluate other elements that can cause effect on drive for muscularity. We would like to emphasize that this research is exploratory, non -probabilistic, being those limitations for our conclusions. Nevertheless, we thought that our results could bring contributions to our field and to future investigations, as well as to a better understanding of drive for muscularity in the ordinary men
Subject: Imagem corporal
Transculturalidade
Modelos de equações estruturais
Homens
Language: Português
Editor: [s.n.]
Citation: CAMPANA, Angela Nogueira Neves Betanho. Relações entre as dimensões da Imagem Corporal = um estudo em homens brasileiros. 2011. 647 p. Tese (doutorado) - Universidade Estadual de Campinas, Faculdade de Educação Física, Campinas, SP. Disponível em: <http://www.repositorio.unicamp.br/handle/REPOSIP/275051>. Acesso em: 18 ago. 2018.
Date Issue: 2011
Appears in Collections:FEF - Tese e Dissertação

Files in This Item:
File SizeFormat 
Campana_AngelaNogueiraNevesBetanho_D.pdf9.16 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.