Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.unicamp.br/jspui/handle/REPOSIP/275029
Type: TESE
Degree Level: Doutorado
Title: Avaliações autonômicas e cardiovasculares em pessoas com lesão da medula espinhal nas situações de repouso, em um teste de estresse mental e durante exercício físico
Title Alternative: Assessments autonomic and cardiovascular in people with spinal Cord injury in rest, in a test of mental stress and during physical exercise
Author: Flores, Lucinar Jupir Forner, 1980-
Advisor: Gorla, José Irineu, 1964-
Abstract: Resumo: O objetivo do presente estudo foi avaliar as respostas autonômicas e cardiovasculares em pessoas com lesão da medula espinhal (PLME) praticantes de Rugby em Cadeira de Rodas (RCR) em diferentes situações. A amostra foi composta de dez (10) tetraplégicos do sexo masculino com média de idade de 29,6 ± 6,5 anos. As coletas foram realizadas na UNICAMP, com a aprovação do Comitê de Ética em Pesquisa sob-protocolo nº 276/2010. Foram realizadas avaliações antropométricas. A potência aeróbia (PA) foi estimada por um teste máximo de quadra com duração de 12 minutos. A Pressão arterial (PAS) verificada pelo método auscultatório e o registro da variabilidade da PAS (VPAS) através do equipamento Finometer® (Finapress©). Avaliações da VFC foram realizadas com os sujeitos sentados nas cadeiras próprias (repouso, estresse mental e exercício). O Stroop Test foi utilizado como teste de estresse mental (TEM). Para o registro de informações da VFC foi usado o frequencímetro modelo RS800CX-POLAR© e posteriormente foi utilizado o software da Polar© para análise dos dados. Os dados foram apresentados em média±desvio padrão. Para análise estatística foi utilizado o software INSTAT®. Valores de p<0,05 foram considerados significativos para diferenças entre situações de avaliação. O tempo de lesão medular foi de 7,5 ± 4,1 anos. Quanto à massa corporal e estatura dos sujeitos, foi verificada média de 64,5 ± 6,2 kg e 1,75 ± 0,09 m. O índice de massa corporal foi de 21 ± 1,4 kg/m2. Já o percentual de gordura (DXA) foi de 21± 5,4%. O valor médio da distância percorrida no teste de 12 min, para a estimativa da PA foi de 1579,5 ± 439,1 m. O valor médio para a PA estimada correspondeu a 18,03 ± 8,1 ml/kg/min-1. Valores de FC e PAS foram significativamente maiores ao final do teste de 12 min quando comparados aos valores de repouso e recuperação. Resultados de FC ao longo do teste de estresse mental revelaram-se maiores que os valores de FC iniciais do registro. A PAS não apresentou diferenças entre as avaliações de repouso e estresse mental, assim como os valores de VFC não apresentaram diferenças significativas nestas situações. Valores do balanço autonômico da VFC também não apresentaram diferenças quando comparado valores iniciais e no teste de estresse mental (BF, AF e BF/AF). Já em exercício a VFC apresentou diferenças, assim como os valores de BF, AF e BF/AF quando comparado aos valores pré e pós exercício. A VPAS apresentou-se reduzida pós exercício físico, assim como a PASist e o índice de BF quando comparados aos valores pré exercício físico. Estes resultados indicam que a amostra estudada apresenta potência aeróbia dentro da normalidade para esta população. O % de gordura foi menor do que outros estudos com tetraplégicos. Ocorreram alterações durante o exercício físico nos componentes da VFC e VPAS semelhantes aos de outros estudos com tetraplégicos - (repouso x TEM x pós exercício físico). Há indícios de menores prejuízos neste grupo estudado em relação aos danos no controle autonômico da circulação, provavelmente por esta amostra participar de programa de treinamento físico

Abstract: The purpose of this work was to evaluate the autonomic and the cardiovascular responses in people with spinal cord injury (PLME) the players of Wheelchair Rugby (RCR) in different situations. The sample was composed of ten (10) tetraplegics male. The samples were collected in Campinas, with the approval of the Committee of Ethics in the Research with the protocol 276/2010. In this work was performed anthropometric evaluation. The aerobic power (AP) was estimated by a max court test that didn't exceed 12 minutes. The blood pressure (BP) verified by auscultation and registration of the BP variability (BPV) through an equipment called Finometer® (Finapress©).The evaluation of heart rate variability (HRV) were made with the individuals sitting on their chairs (rest, mental stress test and exercise). The Stroop Test was used as a test of mental stress. For recording of information of the HRV was used frequency counter model RS800CX-POLAR© and afterward was used Polar© software for data analysis. The data were expressed as average±standard deviation. To the statistical analysis was performed using the INSTAT® software. p values<0.05 were considered statistically significant differences between the situations of evaluation. The average age of the individuals was 29.6 ± 6.5 years old and the time of spinal cord injury was 7.5± 4.1 years. As for weight and height of them, there was an average of 64.5 ± 6.2 kg and 1.75 ± 0.09 m. The body mass index was 21 ± 1.4 kg/m2. The fat percentage (DXA) was 21 ± 5.4%. Results revealed that the test for 12 min, the distance rode to the PA estimate was 1579.5 ± 439.1 m. It was verified that the estimated value of AP is 18.03 ± 8.1 ml/kg/min-1. The HR and the BP values were significantly higher at the end of the test 12 min when compared to the values of resting and recovery. The results of FC along the mental stress test, proved to be larger than the values of initial HR of the record. The BPV did not show differences between the evaluations of rest and mental stress, as well as the values of HRV were not significantly different in these situations. Values of the autonomic balance of the HRV also showed no differences when compared to initial values and mental stress test (LF, AF e LF/HF). In the exercise the HRV presented discrepancies as well as the heart rate variability showed differences as well as the values of LF, HF e LF/HF when compared to pre and post exercise. The VBP presented the reduced as well as SBP and the values of BF compared before and after exercise. These results indicate that the sample presents aerobic power within the normal range for this population. The percentage of fat was lower than other studies with tetraplegics. Changes during exercise in HRV components and BPV similar to other studies with tetraplegics - (resting x TEM x post exercise). We can still consider that exist evidence of minor damage in relation to damage to the autonomic control of circulation, probably because this sample participate in physical training program
Subject: Quadriplegia
Consumo de oxigênio
Rugby em cadeira de rodas
Sistema nervoso autônomo
Exercícios físicos
Language: Português
Editor: [s.n.]
Citation: FLORES, Lucinar Jupir Forner. Avaliações autonômicas e cardiovasculares em pessoas com lesão da medula espinhal nas situações de repouso, em um teste de estresse mental e durante exercício físico. 2012. 145 p. Tese (doutorado) ¿ Faculdade de Educação Física, Universidade Estadual de Campinas, Campinas, SP. Disponível em: <http://www.repositorio.unicamp.br/handle/REPOSIP/275029>. Acesso em: 19 ago. 2018.
Date Issue: 2012
Appears in Collections:FEF - Tese e Dissertação

Files in This Item:
File SizeFormat 
Flores_LucinarJupirForner_D.pdf1.01 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.