Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.unicamp.br/jspui/handle/REPOSIP/274912
Type: TESE
Title: Torque articular e ativação dos musculos biceps femoral e semi-tendineo durante movimentos isocineticos de flexão do joelho em atletas de futebol
Title Alternative: Articular torque and activation of biceps femoris and semitendinosus muscles during isokinetics movements of knee flexion in soccer's athete
Author: Rodrigues, Carlos Eduardo Bassi
Advisor: Moraes, Antonio Carlos de, 1960-
Moraes, Antonio Carlos
Abstract: Resumo: Os estudos envolvendo a eletromiografia associada ao dinamômetro isocinético tem sido fundamental para o conhecimento da participação dos músculos e quantificação do torque relacionado à articulação do joelho em atletas que praticam a modalidade futebol em nível competitivo. Esta modalidade é caracterizada por movimentos explosivos e dinâmicos que exigem força rápida e resistência muscular. Estas características estão intimamente relacionadas com a função desempenhada pelos Ísquiotibiais, o que nos leva a acreditar na importância do conhecimento deste grupo muscular em relação à modalidade esportiva. O presente estudo objetivou analisar o comportamento dos sinais EMG dos músculos Bíceps Femoral (cabeça longa) e Semitendíneo e o torque articular do joelho, durante a realização de movimentos no dinamômetro isocinético. Participaram do estudo 14 atletas de futebol da categoria Juniores (18-20 anos) da Associação Atlética Ponte Preta. Os mesmos foram submetidos a um protocolo de cinco repetições de flexão (ação concêntrica e excêntrica) do joelho esquerdo em 3 velocidades (60, 180 e 300 graus/segundo), as quais foram previamente sorteadas. Entre a realização de cada velocidade houve um período de 3 minutos para repouso. A atividade eletromiográfica (EMG) foi coletada utilizando-se eletrodos de superfície e os dados foram expressos em RMS. Com relação ao RMS houve alteração entre os músculos em algumas repetições na fase concêntrica a 60°/s e de forma geral os valores expresso RMS não se alteraram com a variação da velocidade de execução bem como do tipo de contração realizada. Com relação ao torque, os maiores valores foram obtidos na velocidade de 60°/s durante a fase concêntrica. Na fase excêntrica, não houve alteração do torque com modificação da velocidade de execução. Além disso, independentemente da velocidade ou repetição considerada, os valores de torque foram maiores durante a fase excêntrica. A relação RMS/Torque não foi linear nestas condições de avaliação, pois enquanto os valores de torque variaram entre as velocidades e entre os dois tipos de contração, o RMS manteve-se praticamente estável

Abstract: Studies involving electromyography associated with isokinetic dynamometer are important do identify muscles participation and torque quantification related with knees articulation in competitive soccer¿s athlete. Explosive and dynamic movements that demand muscular resistance and explosive strength characterize soccer. These characteristics are related with the role played by isquiotibial muscle, which take us to understand the importance of studding these muscular groups in. This study aimed to analyze the electromyography data of the Biceps Femoris and Semitendinosus muscles and the knee¿s torque during the movements in the isokinetic dynamometer. To participate of the study 14 athletes soccer¿s players wore selected from the Junior¿s category (18-20 years old) of the Ponte Preta Athletic Association. They executed a protocol of 5 repetitions of flexion (concentric and eccentric action) of the left knee in three velocities (60, 80 and 120 degrees/seconds) randomly. There was a 3 minutes rest between the executions. The electromyography data was collected with surface electrodes and data expressed with RMS. The RMS data had some variation between the two muscles in some repetitions of the concentric phase at 60º/s and generally the RMS data had no variation in the three velocities or in the two different muscle¿s contraction. For the torque, the highest data was from the 60º/s velocity in concentric contraction. For the eccentric contraction there was no torque¿s variation in the different velocities. Moreover, independent of velocities or repetitions eccentric phase had higher data for the torque. The relation RMS/torque was not constant because torque data changed during different velocities and different contraction and RMS kept almost stabled.
Subject: Futebol
Atletas
Músculos
Movimento humano
Joelho
Eletromiografia
Language: Português
Editor: [s.n.]
Date Issue: 2005
Appears in Collections:FEF - Dissertação e Tese

Files in This Item:
File SizeFormat 
Rodrigues_CarlosEduardoBassi_M.pdf1.98 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.