Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.unicamp.br/jspui/handle/REPOSIP/274743
Type: TESE
Title: Efeito neuromuscular das técnicas fisioterapeuticas bandagem funcional e corrente interferencial na síndrome tensional cervical
Title Alternative: Neuromuscular effect of spair tape and interferencial current as a physiotherapic intervention on cervical tension
Author: Moura, Melissa Luiza
Advisor: Moraes, Antonio Carlos de, 1960-
Abstract: Resumo: A síndrome tensional cervical (STC) é a tensão no músculo trapézio decorrente de atividades repetitivas e aumento da carga muscular estática associados à postura inadequada da cintura escapular. O objetivo deste estudo foi comparar a eficácia da bandagem funcional (BF) e da corrente interferencial (CI) no alívio da dor da STC através da escala visual analógica da dor (EVA) e, confrontar as respostas dos sinais eletromiográficos do músculo trapézio descendente antes e após cada intervenção. 30 voluntárias do sexo feminino, com hipótese diagnóstica de STC foram avaliadas, com média de idade, estatura e massa corpórea de 28,2 anos, 1,61 m e 59,2 kg, respectivamente. Foram divididas em três grupos, com 10 indivíduos cada: Grupo Bandagem Funcional (GBF) - intervenção de 24 horas com bandagem funcional no músculo trapézio superior; Grupo Corrente Interferencial (GCI) - três dias consecutivos (GCI dia 1, 2 e 3) com intervenção de eletroterapia de 30 minutos cada dia; Grupo Controle (GC) - 30 minutos em repouso. Antes e após as intervenções foram mensuradas as respostas subjetivas da dor através da EVA e, as respostas da atividade elétrica da musculatura. Utilizou-se estatística descritiva para caracterização da amostra, apresentando valores referentes às variáveis selecionadas no estudo. Para os valores expressos em RMS e FM foi utilizado o teste de normalidade Shapiro-Wilk. Utilizou-se a análise de variância (ANOVA) one way, para análise entre os tratamentos no momento após. O teste t foi utilizado para análise intragrupos, comparando antes e após de cada grupo, e antes do GCI dia 1 com o após do GCI dia 3. Para a análise da EVA foi utilizado o teste de normalidade Shapiro-Wilk. Para a comparação das variações da EVA (antes e após as intervenções) utilizou-se o teste não paramétrico de Mann Whitney e quando normal, teste t. O nível de significância adotado foi de 5%. Os valores subjetivos da dor indicados pelas voluntárias através da EVA antes de iniciar o teste, com ou sem intervenção, foram maiores do que após o mesmo, indicando um quadro álgico doloroso. A variação percentual entre antes e após a intervenção da dor foi significativamente maior em GBF (70,75%) e GCI dia 3 (81,45%), em relação ao GC (5,83%) (p<0,05), representando diminuição significativa da dor com a intervenção. Já quanto à variação eletromiográfica em RMS e em FM não apresentou diferença estatisticamente significativa em nenhuma intervenção. Os resultados demonstram que a utilização de intervenções como BF e/ou CI em procedimentos fisioterapêuticos são alternativas igualmente eficazes para diminuição da percepção subjetiva da dor. Já através da EMG há aumento no recrutamento muscular para exercer contração isométrica voluntária máxima após intervenção de ambos os recursos avaliados.

Abstract: Cervical tension syndrome (CTS) is the tension in the trapezius muscle due to repetitive activities and increased static muscle load associated with bad posture of the shoulder girdle. The aim of this study was to compare the effectiveness of taping (BF) and interferential current (IC) in relieving the pain of CTS by the visual analogue scale (VAS), and compare the electromyographic responses (EMG) of the upper trapezius muscle before and after each intervention. 30 female volunteers with the diagnosis of CTS were evaluated, mean age, height and body mass index of 28.2 years, 1.61 m and 59.2 kg, respectively. Were divided into three groups, with 10 subjects each: Group Taping (GBF) - 24-hours of taping intervention on upper trapezius muscle, Group Interferential Current (GCI) - three consecutive days (GCI days 1, 2 and 3) with 30 minutes each day of electrotherapy intervention; Control Group (GC) - 30 minutes lying. Before and after the interventions were measured the subjective responses of pain by VAS, and the responses of the electrical activity of muscles. We used descriptive statistics to characterize the sample, with values on the variables selected in this study. The values expressed in EMG was used the normality test Shapiro-Wilk. We used analysis of variance (ANOVA) one way for analysis between treatments at the time after it. The t test was used for intragroup analysis, comparing before and after each group, and before the first day with the GCI with the GCI after the third day. For the analysis of VAS was used the normality test Shapiro-Wilk. For comparison of changes in VAS (before and after the interventions) used the Mann Whitney non parametric test and when normal, t test. The level of significance was 5%. Subjective values of pain indicated by the volunteers through the VAS before starting the test, with or without intervention, were higher than after the same, indicating painful. The percentage change between before and after the intervention of pain was significantly higher in the GBF (70.75%) and GCI day 3 (81.45%) compared to CG (5.83%) (p <0.05), representing a significant decrease in pain with the intervention. For the EMG variation in RMS and FM the statistics were not significant in any intervention. The results demonstrate that the use of interventions such as BF and/or IC in physical therapy procedures are equals effective alternative to reduce the subjective perception of pain. Already there is an increase over the EMG of muscle recruitment to exert maximal voluntary isometric contraction.
Subject: Bandagem funcional
Corrente interferencial
Síndrome tensional cervical
Eletromiografia
Fisioterapia
Escala visual analógica da dor
Language: Português
Editor: [s.n.]
Date Issue: 2010
Appears in Collections:FEF - Tese e Dissertação

Files in This Item:
File SizeFormat 
Moura_MelissaLuiza_M.pdf5.26 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.