Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.unicamp.br/jspui/handle/REPOSIP/274710
Type: TESE
Title: Qualidade de vida de portadores de Diabetes Mellitus tipo II frente às oscilações no nível de atividade física, aspectos socioeconômicos e presença de comorbidades
Title Alternative: Quality of life of patients with Diabetes Mellitus type II front swings to the level of physical activity, socioeconomic factors and presence of comorbidity
Author: Modeneze, Dênis Marcelo
Advisor: Vilarta, Roberto, 1956-
Abstract: Resumo: Este estudo de corte transversal exploratório teve por foco avaliar o nível de atividade física (NAF) e verificar possíveis relações com a percepção subjetiva da qualidade de vida (QV) controlando os aspectos socioeconômicos e condições de saúde de pessoas com Diabetes Mellitus tipo 2 (DMII) frequentadoras da Associação de Diabéticos de Santa Bárbara do Oeste/SP. A amostra de conveniência selecionada consecutivamente foi composta por 101 indivíduos de ambos os sexos com média de idade de 63 anos e 6 meses (± 11 anos e 4 meses), onde a maioria era do sexo feminino, casados , aposentados, baixos níveis socioeconômico e de escolaridade. O questionário utilizado para determinar o NAF foi a versão 8 do Questionário Internacional de Atividade Física (IPAQ) forma curta e semana normal, contendo perguntas sobre a relação da frequência e duração na realização de atividades físicas vigorosas, moderadas e de caminhada. Para a avaliação da percepção de QV utilizou-se o WHOQOL - BREF - The World Health Organization Quality of Life Assessment ou WHOQOL Abreviado. Coletaram-se também informações sociodemográficas e condição de saúde através de questionário contemplando idade, gênero, tempo de acometimento da doença, utilização de medicamentos, hábitos de verificação da glicemia, estado civil, nível socioeconômico, nível de escolaridade, presença de doenças, dieta, existência de dificuldades para a prática de atividade física e aposentadoria. A estatística analítica das variáveis independentes que representam o nível de atividade física (caminhada, atividades moderadas e atividades vigorosas) mostrou associação significativa com várias facetas e domínios da variável dependente qualidade de vida (p?0,05), através da utilização do testes t de student, Mann-Whitney e Qui-quadrado para verificar diferenças nas médias e frequências entre os grupos, conforme a natureza das variáveis. As variáveis que mais demonstraram associações com os domínios do WHOQOL-Bref foram a prática da caminhada, seguida por atividades vigorosas. Já a prática de atividades moderadas se associou apenas com o domínio social. Frente às associações observadas, somadas às limitações impostas pela doença, eleva-se a importância das ações de educação em saúde realizadas em grupos de apoio às pessoas com DMII, principalmente no que se refere às orientações para o autocuidado e a prática regular de atividades físicas orientadas respeitando o contexto social e cultural de cada comunidade e as condições de vida locais

Abstract: In this work an exploratory cross-sectional study was carried out in order to assess the level of physical activity (LPA) and to verify its possible correlations with the subjects' perceptions on their own quality of life (QL). We took into account socioeconomic aspects and the health conditions of Diabetes Mellitus type 2 (DMII) sufferers, who belong to the Diabetic Association in the town of Santa Bárbara d'Oeste, São Paulo. The convenience sampling, consecutively selected, was composed of 101 individuals, both male and female, average age being 63 years and 6 months (±11 years of age and 4 months), the majority of whom were female, married, retired, lowly educated, and belonging to a low socioeconomic level. To assess LPA, we applied version 8 of the International Physical Activity Questionnaire (IPAQ) - short form and regular week - which contained questions on frequency and duration of both vigorous and moderate physical activities, as well as waking. To assess QL perceptions, the WHOQOL-Bref (The World Health Organization Quality of Life Assessment) was used. We also collected information on sociodemography and health conditions through a questionnaire containing age, gender, time of onset of the disease, use of medication, habit of having glycemia checked, marital status, socioeconomic level, education level, onset of other disease(s), dieting, difficulties or not to perform physical activities, and retirement. Statistical analyses of independent variables that represent LPA (walking, moderate and vigorous activities) suggest a significant correlation between different aspects of the dependent variable quality of life (p?0.05). Students t-test, Mann-Whitney, and Chi square tests were used to verify differences in means and frequencies between groups, according to the nature of variables. The practice of walking, followed by vigorous activities, was the variable mostly associated with the domains of WHOQOL-Bref. Moderate activities were associated only with the social domain. In view of the correlations observed, together with limitations imposed by the disease, it is highly important that actions on health education be taken amidst professionally operated support groups to help DMII sufferers. These actions should include orientations for self care and frequent physical activities, respecting each community's social and cultural contexts, as well as local living conditions
Subject: Qualidade de vida
Atividade física
Diabetes Mellitus
Promoção da saúde
Language: Português
Editor: [s.n.]
Date Issue: 2011
Appears in Collections:FEF - Tese e Dissertação

Files in This Item:
File SizeFormat 
Modeneze_DenisMarcelo_D.pdf2.41 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.