Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.unicamp.br/jspui/handle/REPOSIP/274696
Type: TESE DIGITAL
Title: Associação entre composição corporal e desempenho físico em jovens atletas de acordo com a maturação biológica
Title Alternative: Association between body composition and physical performance in young athletes according to the biological maturation
Author: Portella, Daniel Leite
Advisor: Arruda, Miguel de, 1954-
Abstract: Resumo: OBJETIVOS: Os objetivos do presente estudo foram: 1) verificar se há diferenças nas variáveis de força, velocidade e potência aeróbia nos diferentes estágios de maturação biológica; 2) identificar quais as associações entre os componentes de composição corporal e desempenho físico ao longo do processo maturacional; 3) averiguar qual o comportamento do desempenho físico e composição corporal ao longo da maturação biológica em jovens atletas; 4) Demonstrar a utilidade do Indicador Somático como ferramenta para identificação da maturação biológica. MATERIAL E MÉTODO: 206 atletas do sexo masculino (14,69anos ± 2,31anos) praticantes de futebol de um clube de primeira divisão do estado de São Paulo, Brasil. Como variáveis antropométricas foram coletadas estatura total(EST), estatura tronco-cefálica(ETC), comprimento de membros inferiores(CMMII) e massa corporal total(MCT). Para a força foram coletadas as variáveis Taxa de Desenvolvimento de Força(TDF) e Força Máxima(FM). Quanto à velocidade de deslocamento cíclica as variáveis coletadas foram velocidade em 10m(V10) e velocidade em 40m(V40). Em relação ao aspecto aeróbio foi mensurada a Potência Aeróbia(PAER). Para a mensuração da composição corporal foi utilizado o método de Absormetria por Duplo Raio X(DEXA). As variáveis mensuradas foram Área Mineral Óssea de MMII(AMOMMII), Conteúdo Mineral Ósseo de MMII(CMOMMII), Massa Livre de Gordura Total(MLGT), Massa Livre de Gordura de MMII(MLGMMII) Percentual de Gordura(%G) Densidade Mineral Óssea de MMII(DMOMMII). O Indicador de Maturação Biológica(IMB) utilizado foi o indicador somático e a partir dele dividiu-se a amostra em três grupos: PRÉPVC(valores < -1,00 anos), PVC(valores entre -1,00 e 1,00 anos) e PÓSPVC(valores > 1,00 anos). Foi utilizada a análise descritiva para caracterização da amostra, ANOVA com post hoc de Tukey (p<0,05), correlação Linear de Pearson (p<0,05) para estabelecer as forças das relações entre as variáveis de composição corporal e de desempenho físico nos respectivos grupos, Análise de Regressão com uma variável dependente para estabelecer a magnitude e índice de determinação dos modelos (R²) e o Coeficiente ? de cada variável independente para cada modelo (p<0,05). RESULTADOS: Todas as variáveis de composição corporal, exceto %G e MGT, e de desempenho físico, exceção feita à PAER, apresentaram diferenças significantes (p<0,05) entre os grupos de maturação biológica (PRÉPVC, PVC e PÓSPVC). Predominantemente o componente muscular e ósseo estabeleceu associação para a maior parte das variáveis de desempenho físico, apesar de serem dinâmicas de associações distintas entre os grupos. Quanto à dinâmica do desempenho físico as variáveis V10 e V40 apresentaram acomodação nos incrementos no período PVC. A variável PAER apresentou a mesma acomodação, porém, no período PÓSPVC. Já as variáveis de FM e TDF apresentaram os maiores incrementos no período PVC e principalmente no PÓSPVC. CONCLUSÃO: O Indicador Somático se apresenta como uma boa ferramenta para utilização em atletas. Durante a maturação biológica as variáveis de composição corporal e desempenho físico apresentam diferenças entre os grupos pré-definidos. As associações entre os componentes de composição corporal e desempenho físico ao longo do processo maturacional ocorrem de forma distinta para cada período de maturação biológica. Cada variável de desempenho físico apresenta dinâmicas diferentes com performances ótimas em momentos diferentes da maturação biológica

Abstract: OBJECTIVES: The objectives of this study were 1) to compare the differences in the strength, speed and aerobic power at different stages of biological maturation; 2) to identify the associations between the components of body composition and physical performance during the maturation process; 3) to determine which physical performance and body composition behavior during the biological maturation in young athletes; 4) to demonstrate the usefulness of Somatic indicator for the identification of biological maturation. MATERIALS AND METHODS: 206 male athletes (14.69 years ± 2,31 years) soccer players of a club of first division of the state of São Paulo, Brazil. As anthropometric variables were collected height (EST), trunk-cephalic height (ETC), length of the lower limbs (CMMII) and total body mass (MCT). For strength were collected variables Rate of Force Development (TDF) and Maximum Strength (FM). As the cyclical travel speed variables collected were V10 and V40. Regarding the aerobic aspect was measured Aerobic Power (PAER). For the measurement of body composition was used Double Energy X-ray absorptiometry (DEXA). The measured variables were Mineral Area Bone Lower Limbs (AMOMMII), Mineral Content Bone Lower Limbs (CMOMMII), Total Fat Free Mass (MLGT), Fat Free Mass Lower Limbs (MLGMMII) Fat Percentage (%G) Bone Mineral Density Lower Limbs (DMOMMII). To the indicator of Biological Maturation (IMB) was used somatic index and from it the sample was divided into three groups: PRÉPVC (values <-1.00 years), PVC (values between -1.00 and 1.00 years ) and PÓSPVC (values> 1.00 years). Descriptive analysis was used to characterize the sample, ANOVA with post hoc Tukey (p <0.05), Linear Pearson correlation (p <0.05) to establish the strength of the relationship between body composition and performance variables in the respective groups, regression analysis with a dependent variable to establish the magnitude and rate determination models (R²) and the coefficient (?) of each variable for each model (p <0.05). RESULTS: All variables of body composition, except %G and MGT, and physical performance, except for the PAER, showed significant differences (p <0.05) between biological maturity groups (PRÉPVC, PVC and PÓSPVC). Predominantly muscle and bone component association established for most of the physical performance variables, although dynamic associations between the groups were different. As for the dynamics of the physical performance of the V10 and V40 variables presented accommodation in increments in PVC period. The PAER variable was the same accommodation, but in PÓSPVC period. The variables FM and TDF showed the highest increases in PVC period and especially in PÓSPVC. CONCLUSION: Somatic indicator is presented as a good tool to use in athletes. During the biological maturation the body composition and physical performance variables differ between the predefined groups. The associations between body composition and physical performance components during the maturational process occurs differently for each biological maturation period. Each physical performance variable has different dynamics with great performances in different biological levels
Subject: Maturação
Desempenho
Composição corporal
Jovens
Atletas
Editor: [s.n.]
Date Issue: 2015
Appears in Collections:FEF - Dissertação e Tese

Files in This Item:
File SizeFormat 
Portella_DanielLeite_D.pdf6.5 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.