Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.unicamp.br/jspui/handle/REPOSIP/271188
Type: TESE
Title: A aquisição de verbos perceptivos e causativos e a Teoria da Mente
Title Alternative: The acquisition of perception and causative verbs and the Theory of Mind
Author: Freire, Gustavo Andrade Nunes, 1981-
Advisor: Lopes, Ruth Elisabeth Vasconcellos, 1960-
Abstract: Resumo: Este trabalho busca investigar, do ponto de vista da Gramática Gerativa, a aquisição linguística de complementos sentenciais de verbos perceptivos e causativos em português brasileiro (doravante, PB) e inglês e sua interação com o desenvolvimento da Teoria da Mente. Investiga-se qual a relação fundamental entre linguagem e cognição extralinguística, como essa relação é desenvolvida e o que falta nesse mapeamento linguístico no decorrer do desenvolvimento da criança. Mais especificamente, investigamos como as crianças adquirem os verbos perceptivos e causativos e seus complementos sentenciais e mostramos que o lugar ideal para explicá-la é na interface entre Aquisição da Linguagem e Teoria da Mente. Partimos da hipótese de que existe uma correlação entre as propriedades do evento percebido e a aquisição da linguagem e para sustentá-la destacamos as diferenças entre os complementos finitos e infinitivos. A partir delas, prevê-se que a aquisição dos complementos infinitivos de verbos perceptivos e causativos é anterior à aquisição dos complementos finitos, dada a complexidade desse último tipo. Examinamos também os verbos perceptivos não-agentivos ver e ouvir e atestamos que, além de nomearem o modo sensorial como auditivo ou visual, eles também codificam linguisticamente noções relacionadas ao conhecimento e crença do falante sobre a maneira como um determinado estado de coisas no mundo é percebido. Os verbos causativos perifrásticos fazer e deixar estão intimamente relacionados com as modalidades causativas, que codificam noções de intenção e volição (seja no sujeito da sentença matriz ou no sujeito da sentença encaixada). Essas propriedades dizem respeito, em maior ou menor grau, ao desenvolvimento da Teoria da Mente e, para analisar como elas se relacionam com a aquisição da linguagem, aplicamos experimentos sobre cada tipo verbal em cerca de 95 crianças em aquisição do inglês e 95 crianças em aquisição do PB, com idades entre 4 e 9 anos. Em linhas gerais, os resultados aqui mostraram que as crianças apresentam uma forte tendência de se guiarem pelas propriedades objetivas do evento, enquanto o adulto é capaz de processar as evidências disponíveis para computar a situação percebida. O mesmo pode ser afirmado para os verbos fazer e deixar, pois inicialmente apenas os seus significados mais concretos e gerais são atestados. Para ambos os tipos verbais verificamos que a gramática infantil vai na direção da do adulto, mostrando que existe uma relação entre o conhecimento sintático-semântico e o desenvolvimento da Teoria da Mente. Os resultados corroboram ainda a hipótese de que existe uma correlação entre o evento denotado e sua aquisição

Abstract: This dissertation investigates, from the Generative Grammar framework, the linguistic acquisition of sentential complements to perception and causative verbs in Brazilian Portuguese (henceforth, PB) and English and their interaction with the acquisition of Theory of Mind. The fundamental relationship between language and extralinguistic cognition, the development of such relationship and what is missing in the linguistic mapping throughout children's development are investigated. More specifically, we investigate how children acquire perception and causative verbs and their sentential complements and we show that the ideal place to explain it is within Language Acquisition and Theory of Mind interface. We hypothesized that there is a correlation between the properties of the perceived event and language acquisition and to sustain it we highlight the differences between finite and infinitive complements. From them, it is anticipated that the acquisition of infinitival complements to causative and perception verbs is prior to the acquisition of finite ones, given the complexity of the latter type. We also examined the non-agentive perception verbs see and hear and attested that in addition to naming the sensory mode as auditory or visual, they also linguistically encode notions related to the speaker's knowledge and belief about the way a certain state of affairs in the world is perceived. The periphrastic causative verbs make and let are closely related to the causative modalities, which encode notions of intention and volition (whether in the subject of the main clause or in the subject of the embedded sentence). These properties are related, in a greater or lesser degree, to the development of Theory of Mind and to analyze how they relate to language acquisition we have administered experiments about each type verbal with about 95 children acquiring English and 95 children acquiring PB, between 4 and 9 years of age. In general, the results have shown that children tend to be strongly guided by the objective properties of the event, whereas the adult is able to process the available evidence to compute the perceived situation. The same can be said for the verbs make and let, because initially only their concrete and more general meanings are attested. For both verbal types we attested the child's grammar moves towards the adult one, showing that there is a relationship between the syntactic-semantic knowledge and the Theory of Mind development. The results corroborate the hypothesis that there is a correlation between the denoted event and its acquisition
Subject: Aquisição de linguagem
Teoria da mente
Eventos
Lingua portuguesa - Verbos
Gramática comparada geral - Verbos causativos
Language: Português
Editor: [s.n.]
Date Issue: 2013
Appears in Collections:IEL - Dissertação e Tese

Files in This Item:
File SizeFormat 
Freire_GustavoAndradeNunes_D.pdf3.7 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.