Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.unicamp.br/jspui/handle/REPOSIP/271187
Type: TESE
Title: O papel de propriedades lexicais e contextos referenciais no processamento de ambiguidades sintáticas por crianças e adultos
Title Alternative: The role of lexical properties and referential contexts in the processing of syntactic ambiguities by children and adults
Author: Sancassani, Maísa, 1988-
Advisor: Lopes, Ruth Elisabeth Vasconcellos, 1960-
Abstract: Resumo: A literatura (Tanenhaus et al., 1995) aponta que adultos, quando apresentados a contextos referenciais tendenciosos, utilizam informações extralinguísticas para processar ambiguidades sintáticas, demonstrando sensibilidade ao Princípio do Suporte Referencial (Altmann & Steedman, 1985). Quando crianças são submetidas a teste semelhante (Trueswell et al., 1999), elas baseiam suas decisões de processamento em princípios estruturais ou em propriedades lexicais e desconsideram informações de ordem referencial. Neste trabalho, testamos o efeito do contexto visual e do viés lexical durante o processamento de ambiguidades. 36 crianças e 31 adultos foram solicitados a manipular brinquedos em resposta a instruções verbais ambíguas como "limpe a zebra com o pincel", em que o sintagma preposicionado pode ser interpretado como instrumento da ação (adjunção-VP) ou modificador do objeto (adjunção-NP). Empregamos a técnica do paradigma do mundo visual em que gestos e olhares dos participantes são monitorados para observação do processamento on-line e off-line. Nossos resultados demonstram que informações globais de alto nível (contexto referencial) influenciam o processamento em tempo real de adultos e crianças igualmente, enquanto informações locais de baixo nível (viés lexical) exercem influência apenas com estímulos tendenciosos. Na presença de propriedades lexicais neutras, adultos executam ações correspondentes a estruturas de adjunto adnominal nos contextos referencias competitivos e crianças optam pela interpretação de adjunto adverbial em todos os casos. Consideramos que a neutralidade lexical permite a manifestação do Princípio do Suporte Referencial em adultos e, para crianças, manifesta-se um efeito (ainda a ser definido) em que estruturas de adjunto adverbial são preferidas. Esses achados se alinham a teorias lexicalistas, como a de Satisfação de Condições, em que múltiplas informações competem para a geração de uma única estrutura e preveem que, no curso do desenvolvimento linguístico, informações estruturais emergem mais cedo e de forma mais robusta do que outras menos confiáveis como as discursivo-pragmáticas

Abstract: Tanenhaus et al. (1995), among many others, point out that adults, when presented to biased visual contexts, use extralinguistics information in order to process syntactic ambiguities, showing that they are sensitive to the Principle of Referential Support (Altmann & Steedman, 1985). When five-year-old children undergo similar tests (Trueswell et al., 1999), however, they rely on syntactically based parsing principles or on the lexical properties of the input and ignore referential information. Here, we tested the effect of visual context and lexical bias during the processing of ambiguities. 36 children and 31 adults were asked to manipulate toys in response to globally ambiguous verbal instructions like "clean the zebra with the brush", in which the prepositional phrase can be interpreted as an instrument of the action (VP-attachment) or modifier of the object (NP-attachment). We used the technique of the Visual World Paradigm in which eye-gazes and gestures are monitored in order to obtain measures of the final processing of the sentences and measures of the real-time processing. High-level global cues (reference bias) influence real-time processing equally in adults and children, while low-level local cues (lexical bias) interfere with biased stimuli. In the presence of neutral lexical properties, adults perform actions that correspond to NP-attachment only in competitive referential contexts and children prefer VP-attachment interpretation in all cases. We concluded that the lexical neutrality allows for the manifestation of the Principle of Referential Support in adults; children, on the other hand, manifest a certain effect (still to be defined) in which VP-attachment structures are preferred. These findings align with the lexicalist theories such as the constraint-satisfaction, in which multiple information compete for generating a single interpretation. This theory predicts that during the development of the parser, structural information such as verbs bias emerge earlier and more robustly than less reliable ones such as the discourse-pragmatic cues
Subject: Desenvolvimento da linguagem
Gramática gerativa
Língua portuguesa - Análise sintática
Ambiguidade
Referenciação (Linguística)
Editor: [s.n.]
Date Issue: 2014
Appears in Collections:IEL - Dissertação e Tese

Files in This Item:
File SizeFormat 
Sancassani_Maisa_M.pdf3.48 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.