Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.unicamp.br/jspui/handle/REPOSIP/271182
Type: TESE
Title: Tradução e diferença : uma proposta de desconstrução da noção de equivalencia em Catford, Nida, Lefevere e Toury
Author: Rodrigues, Cristina Carneiro
Advisor: Arrojo, Rosemary, 1950-
Abstract: Resumo: Este trabalho tem o objetivo de analisar como teóricos de duas grandes vertentes dos estudos da tradução empregam o conceito de equivalência e relacioná-lo às suas concepções de linguagem, de texto, de leitura e de tradução. As duas abordagens selecionadas são, por um lado, a dos que buscam sistematizar a equivalência e que fundamentam seu trabalho em teorias lingüísticas e, por outro, a dos que relativizam o conceito e apóiam suas teses na descrição de traduções literárias. Em primeiro lugar, analisam-se as propostas de lingüistas contrastivos, assim como as de Catford (1965/1980) e Nida (1964a, 1975/1982a, 1969/1982b). O exame revela que todos os teóricos, em lugar de definir o que é equivalência, subdividem o conceito em várias noções, tais como "equivalência dinâmica", "equivalência formal", "equivalência semântica", "equivalência textual" e "equivalência funcional", mas não chegam a criar uma proposta para estabelecer o que pode ser considerado equivalente. A segunda vertente analisada questiona o alcance das propostas fundamentadas na lingüística, rejeita a noção de equivalência enquanto um construto definido a priori a partir do texto original e define o pólo receptor como objeto de estudos. Examinam-se trabalhos de Lefevere (1992a, 1992b) e de Toury (1980), que pretendem estabelecer um novo paradigma para o estudo da tradução literária. A análise dos trabalhos evidencia que, apesar de aparentemente opostas, as duas vertentes partem de uma concepção abstrata de equivalência e do pressuposto de que uma tradução possa apresentar, em outra língua, os mesmos valores do texto de partida. Os trabalhos de Quine (1959/1966), Fish (1980, 1994) e Derrida (1972, 1967/1973), entretanto, desafiam a noção de que possa haver igualdade de valores entre duas línguas ou entre dois textos. Esse tipo de reflexão, ao salientar que os textos, a leitura e a tradução se constroem de. acordo com as circunstâncias, que os significados se atribuem em uma rede de diferenças e adiamentos e que os valores se constituem como uma função produzida pelo sujeito em consonância com convenções de uma comunidade sócio-cultural, leva a concluir que não há como determinar categoricamente valores, nem como reproduzi-los em outro sistema. Verifica-se que o conceito. de equivalência- de tradução está associado a uma concepção de linguagem em que os signos tenham valores fixos, a uma noção de texto com significados estáveis, recuperados pela leitura e pela tradução. Por outro lado, se se considerar que o texto de partida e a tradução se constituem de signos convencionais e arbitrários, ambos são produtos de leituras construídas contextual e socialmente, o que conduz à conclusão de que não podem manter uma relação de oposição, nem de equivalência, mas de suplementaridade

Abstract: This thesis aims to analyze the concepts of equivalence which underlie the work oftheorists from two major approaches to translation studies and their relatiot1 to eoneeptions of language, text, reading and translation. Qne approach attempts a systematic view of equivalence on the basis of linguistic theories while the other relativizes this concept and grounds its theses in the deseription of literary translations. Examining work by several contrastive linguists and studies by Catford (1965/1980) and Nida (1964a, 1975/1982a, 1969/1982b), it is shown that alI these theorists, rather than defining equivalence, break the concept down into several notions, such as "dynamic equivalence", "formal equivalenee", "semantic equivalence", "textual equivalence" and "functional équivalence", without actually suggesting criteria which would indicate when equivalence is considered to take place. The other theoretieal approaeh analyzed here is one which questions the relevance of proposals based on linguisties, rejecting the notion of equivalenee as an a priori eonstruct defmed on the basis ofthe original text and focusing instead on receiving system as its object of study. This is seen in the work of Letevere (1992a, 1992b) and Toury (1980), who have attempted to establish a new paradigm for the study of literary translation. The analysis shows that these apparent1y opposing approaches are in filet both based on an abstract conception of equivalence and on the premise that translation can transpose the values found in the original text into another language. However, Quine (1966), Fish (1980, 1994) and Derrida (1972, 1967/1973), among others, have challenged the notion of identical values that may be found in different languages or texts. By showing that readings and translations of texts are necessari1y construed in dependence on a eertain setting, that meanings are attributed in the eontext of a network of differences and deferments and thC;lt values are constituted by the subjeet in eonsonance with the conventions of sociocultural eommunities, this type of approaeh leads to the eonclusion that values cannot be eategorieally determined nor reprodueed in another system. The coneept of equivalence in translation is seen as relying on a conception of language in which signs have fixed values and texts contain stable meanings that may be recovered through reading and translation. If the source text and the translation are seen as constituted of conventional and arbitrary signs, then both are products of readings conditioned by context and the social construction of meaning, which leads to the conclusion that the relation between them is characterized not by opposition Of equivalence, but by supplementarity
Subject: Tradução e interpretação
Linguagem aplicada
Language: Português
Editor: [s.n.]
Date Issue: 1998
Appears in Collections:IEL - Dissertação e Tese

Files in This Item:
File SizeFormat 
Rodrigues_CristinaCarneiro_D.pdf35.51 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.