Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.unicamp.br/jspui/handle/REPOSIP/271178
Type: TESE
Title: A caracterização das parafasias na perspectiva da neurolinguistica discursiva
Title Alternative: The characterization of paraphasias in the perspective Discursive Neurolinguistics
Author: Reisdorfer, Iria Marjori Schubalski
Advisor: Novaes-Pinto, Rosana do Carmo, 1961-
Pinto, Rosana do Carmo Novaes, 1961-
Abstract: Resumo: Este trabalho questiona a caracterização tradicional das parafasias como um sintoma das afasias fluentes e não-fluentes, algo por si só desviante e patológico, como o resultado de uma perda da competência lingüística dos sujeitos afásicos. Ao contrário, a pesquisa reapresenta o fenômeno numa perspectiva da Neurolingüística Discursiva (ND), como resultante do trabalho dos sujeitos afásicos sobre os recursos da língua, mesmo que (re) construídos nas situações dialógicas e com a ajuda de seus parceiros da comunicação verbal, utilizando-se aqui de um termo bakhtiniano, que bem descreve a concepção teórica adotada neste trabalho. O fenômeno das parafasias diz respeito à substituição de uma palavra-alvo (aquela pretendida pelo sujeito) por uma outra, ou da troca de um som por outro, podendo variar o grau de semelhança entre os sons - ou palavras - pretendidos e aqueles efetivamente realizados. As parafasias são vistas, geralmente, como um resultado negativo da sua produção em relação à palavra-alvo. Sendo as análises restritas aos aspectos formais da língua, avaliam-se nos testes as unidades isoladas, de forma descontextualizada, o que leva a uma falsa avaliação da competência lingüística dos afásicos, supostamente perdida em decorrência da lesão cerebral. A caracterização e a classificação das parafasias ¿ em fonológicas, lexicais, semânticas, deformantes ou neologizantes - parecem óbvias na literatura neuropsicológica e neurolingüística tradicional, mas de fato não são tão simples. Este trabalho objetiva contrastar a emergência de parafasias na linguagem de quatro sujeitos, com afasias fluentes (em geral decorrentes de lesões posteriores, nas chamadas afasias sensoriais ou de compreensão) e não-fluentes (em geral decorrentes de lesões anteriores, nas chamadas afasias motoras ou de produção) em situações controladas - como na aplicação do Teste de Nomeação da Bateria de Boston - com a emergência de parafasias em situações dialógicas e busca-se demonstrar que, até mesmo em situações de tarefas metalingüísticas, o estudo das parafasias pode indicar os processos subjacentes à produção da significação

Abstract: This work questions the traditional characterization of the paraphasias as a symptom of fluent and non-fluent aphasias, something which is deviant from normal and pathological itself, as the result of a loss of linguistic competence in aphasic subjects. In contrast, this research presents the phenomenon in the perspective of the Discursive Neurolinguistics, as resultant of the work the aphasics operate on the language material (phonological, lexical, syntactic, semantic), even if they reconstruct their language in dialogical situations, with the help of their partners of verbal communication, employing here a bakhtinian term, which well describes the theoretical framework adopted in this research. The phenomenon of the parafasias is related to the substitution of a target word by another one - or the exchange of a sound by another one, which may vary according to the degree of similarity between the sounds - or words ¿ the intended ones and those effectively produced. The parafasias are seen, generally, as a negative result of an aphasic production considering the target-word. The traditional analyses are usually restricted to the formal aspects of the language. The tests are based on isolated units, in a non-contextualized way, leading to a false evaluation of the linguistic competence of the aphasic subjects, which is supposedly lost as a result of a brain injury. The characterization and the classification of the paraphasias - in phonological, lexical, semantic, distortions or neologisms ¿ seems obvious in traditional neuropsychology and neurolinguistics literature, but in fact they are not so simple. This work contrasts the emergency of parafasias in the language of four subjects, with fluent aphasias (generally in consequence of posterior brain injuries, in the so-called sensorial or comprehension aphasias) and non-fluent (in general in consequence of anterior injuries called motor or production aphasias) in controlled situations - as in the application of the Boston Naming Test (Boston Assessment Test) - with the emergency of paraphasias in dialogical contexts. The research aims to show that even in the context of metalinguistic tasks, the study of the paraphasias can indicate the underlying processes to the production of the signification
Subject: Paragramatismo
Afasia
Neurolinguística
Teste de nomeação
Neurolinguística discursiva
Language: Português
Editor: [s.n.]
Date Issue: 2007
Appears in Collections:IEL - Dissertação e Tese

Files in This Item:
File SizeFormat 
Reisdorfer_IriaMarjoriSchubalski_M.pdf2.32 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.