Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.unicamp.br/jspui/handle/REPOSIP/271109
Type: TESE DIGITAL
Title: Autobiografia e a presença da "Ars Amatoria" nos "Tristia" de Ovídio
Title Alternative: Autobiography and the presence of the "Ars Amatoria" on Ovid's "Tristia"
Author: Santos, Laís Scodeler dos, 1990-
Advisor: Prata, Patricia, 1974-
Abstract: Resumo: Em 8 d.C., Ovídio (43 a.C. - 17 ou 18 d.C.) foi condenado por Augusto ao exílio e, por isso, ele compõe elegias que são, segundo o poeta, similares à sua situação. Alguns estudiosos consideram os infortúnios narrados nos Tristia como representação direta da realidade do poeta, lendo seus versos em chave biografista, desconsiderando a natureza poética da obra. Por essa razão, esta dissertação consiste, inicialmente, na análise de elementos que induzem a tal leitura e como Ovídio joga com a autobiografia. É considerado, também, como o poeta lida com a tradição elegíaca romana, produzindo um tema diferente nos versos elegíacos do exílio, que, em uma primeira leitura, parecem não ter espaço para o amor. No entanto, levando em conta a existência marcante da matéria erótica em Ovídio, este estudo pretende, também, analisar presença da elegia amorosa na elegia do exilio. Tal presença pode ser notada por meio de alusões à Ars Amatoria, especialmente em Tr. II, mas também pode ser encontrada em outras elegias que compõem os cinco livros dos Tristia

Abstract: In 8 AD Ovid was sentenced by Augustus to exile and therefore he composes elegies that are, according to the poet, similar to his situation. Some scholars consider the misfortunes narrated in Tristia as a direct representation of the poet¿s reality, reading his verses using a biographical approach and disregarding the poetic nature of the work. For this reason, this dissertation consists initially, in the analysis of the elements that induce this reading and how Ovid plays with autobiography in Tristia. It also considers how the poet deals with the elegiac roman tradition while producing a different theme in the elegiac exile verses, which, in a first reading, appear not to have room for love. However, considering the preeminent existence of the erotic poetic matter in Ovid, this study also intends to analyze the presence of the amatory elegy in the exile¿s elegy. Such a presence can be noticed through the allusions to Ars Amatoria, especially on Tr. II, but can also be found in the other elegies which compose the five books of Tristia
Subject: Ovídio. Ars amatoria - Crítica e interpretação
Ovídio. Tristia - Crítica e interpretação
Ovídio - Exilio
Poesia elegíaca latina
Autobiografia na literatura
Amor na literatura
Lamento
Editor: [s.n.]
Date Issue: 2015
Appears in Collections:IEL - Dissertação e Tese

Files in This Item:
File SizeFormat 
Santos_LaisScodelerdos_M.pdf1.65 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.