Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.unicamp.br/jspui/handle/REPOSIP/271102
Type: TESE
Title: Borges, um estranho : litorais entre a literatura e a psicanálise
Title Alternative: The uncanny Borges : littorals between literature and psychoanalysis
Author: Leme, Patrícia de Oliveira, 1986-
Advisor: Leite, Nina Virginia de Araújo, 1950-
Abstract: Resumo: O presente trabalho consiste em uma leitura do estilo de Jorge Luis Borges a partir de um inquietante efeito narrativo, passível de ser abordado na área psicanalítica através do enigmático conceito de estranho. Para a elaboração dessa hipótese, inicialmente chamou-se à baila três contos de Borges: "La escritura del dios", "La muerte y la brújula" e "Tlön, Uqbar, Orbis Tertius". Mesmo estendendo-se a outras incursões na vasta obra borgeana, as três narrativas constituem a moldura necessária para a compreensão de certos mecanismos do estilo borgeano, que nesse trabalho acabam por figurar como elemento causa de estranhamento. No primeiro capítulo tomaram-se os textos como cenas de leitura, em um procedimento que buscou explicitar esse inquietante efeito da escrita de Borges, bem como salientar suas reverberações no campo da crítica literária. O impacto do estilo borgeano na sua crítica pôde elucidar alguns pontos cruciais ao enodamento com a teoria psicanalítica nos capítulos posteriores, recuperando também algumas chaves de leitura importantes no delineamento do efeito em questão. No segundo capítulo promoveu-se uma leitura d' "O estranho", de Sigmund Freud, a partir desse funcionamento da obra borgeana: seus pontos de contato puderam revelar que o conceito erigido por Freud supera os limites de sua própria elaboração, fazendo-se presente mais como um lugar de enunciação do estranho do que como um conceito fechado em suas próprias bases. Esse movimento convocou, no terceiro capítulo, a retomada do conceito de estranho por Jacques Lacan em seu O seminário, livro 10: a angústia. Nele, Lacan promove uma elaboração do estatuto do objeto a, noção paradigmática no campo psicanalítico, a partir do estranho como um efeito de seu aparecimento na estrutura subjetiva. Para tecer o enodamento com o literário, as teorizações lacanianas em seu décimo oitavo seminário foram fundamentais, por trazerem à tona a noção de discurso e de escrita, sobretudo em sua "Lição sobre Lituraterra". O estabelecimento da letra como litoral entre saber e gozo, bem como o seu funcionamento a partir da rasura, permitiram a sustentação da hipótese de leitura que se soergueu inicialmente a partir de um efeito: há em Borges algo que causa estranhamento, e ele se anuncia para além do registro do relato, constituindo uma operação formal que produz esse efeito de escrita

Abstract: This work consists in a reading of Jorge Luis Borges' style beginning from a disquieting narrative effect, which is liable to be approached by the psychoanalytic area through the enigmatic concept of the uncanny. For the elaboration of this hypothesis three Borges' short stories were primarily chosen: "La escritura del dios", "La muerte y la brújula" and "Tlön, Uqbar, Orbis Tertius". Even having made other incursions into the vast borgesian oeuvre, these three narratives constitute the needed frame for the understanding of certain mechanisms of the borgesian style, which in this work figure in the end as elements cause of uncanniness. In the first chapter these texts were boarded as reading scenes in a procedure that aimed to make explicit this disquieting Borges' writing effect, as well as to underline its repercussion in the field of literary criticism. The impact that the borgesian style had on his critics could elucidate some crucial points to the entanglement with the psychoanalytic theory in the posterior chapters, as well as recovering important keys for the reading in the proposed outlining. In the second chapter was promoted a reading of Freud's "The uncanny" through this aspect of the functioning of the borgesian oeuvre: their points of contact could reveal that the concept created by Freud overcomes the boundaries of its own elaboration, making itself present as a place of enunciation of the uncanny rather than a concept closed in its own bases. This movement summoned, in the third chapter, the resumption of the uncanny concept in the seminar, book 10. The anguish, by Jacques Lacan. In this work Lacan promotes an elaboration of a paradigmatic notion for the psychoanalytic field, the object a, starting from the uncanny as an effect of its appearance on the subjective structure. The lacanian theories in his eighteenth seminar were essential in order to compose the entanglement with the literary form, as they shed light on the notions of discourse and writing, especially in his "Lesson on Lituraterre". The establishment of the letter as littoral between knowledge and jouissance, as well as its way of function through the erasure, allowed to sustain this reading hypothesis, which was raised from an effect: there is something that causes uncanniness in Borges' writing and it shows itself beyond the register of the narrated story, constituting a formal operation that produces this writing effect
Subject: Borges, Jorge Luis - 1899-1986 - Crítica e interpretação
Freud, Sigmund, 1856-1939. O estranho
Lacan, Jacques, 1901-1981. Angústia
Psicanálise e literatura
Language: Português
Editor: [s.n.]
Date Issue: 2013
Appears in Collections:IEL - Dissertação e Tese

Files in This Item:
File SizeFormat 
Leme_PatriciadeOliveira_M.pdf1.32 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.