Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.unicamp.br/jspui/handle/REPOSIP/271032
Type: TESE
Title: Orações relativas livres do PB : sintaxe, semântica e diacronia
Title Alternative: Brazilian Portuguese free relative clauses : syntax, semantics and diachronic issues
Author: Medeiros Junior, Paulo, 1972-
Advisor: Kato, Mary Aizawa, 1934-
Abstract: Resumo: Esta tese analisa o fenômeno das orações relativas livres em português do Brasil, debatendo, à luz da teoria de Princípios e Parâmetros, em sua versão conhecida como Programa Minimalista, (tal como proposto em Chomsky (1995) e trabalhos subsequentes), questões referentes à sintaxe, semântica e à evolução da estrutura desse tipo de sentença na história do PB. A análise dos dados mostrou que relativas livres em PB são construções do tipo DP em posição argumental e PP em posição não-argumental, derivadas via movimento de sintagma-Wh e são, nessa língua, sujeitas 100% ao chamado efeito de compatibilidade (Matching effect). Entende-se que a derivação de relativas livres envolva uma operação complexa de incorporação de núcleos funcionais (C0 e D0 diretamente implicados no processo de relativização) ¿ tal como proposto em Medeiros Junior 2005 ¿, a qual se reflete na morfologia do sintagma-Wh que integra esse tipo de construção. Tal operação de confluência de núcleos funcionais está, nos termos do que aqui se propõe, diretamente relacionada à presença de um sufixo -ever nulo que, adentrando a numeração da sentença, não pode ficar "desgarrado" (cf. Lasnik 1995). Com base em análise translinguística quanto ao comportamento das relativas livres com -ever em línguas como o inglês, o basco, o persa, o norueguês e o árabe moderno, e considerando que algumas restrições sintáticas encontradas nessas línguas são também verificados no PB, o que se propõe-se aqui é que toda relativa livre do português seja um relativa livre do tipo wh-ever, com um sufixo nulo. Entende-se que esse fato esteja diretamente ligado à interpretação essencialmente maximalizante/universal para relativas livres do PB, considerando a possibilidade de se associar o composto quer que ao wh dessas estruturas. Toma-se como análise alternativa a esta a hipótese aventada em Ott (2011), constituída com base no panorama de Fases do Programa Minimalista, segundo a qual o fato de relativas livres em sua derivação apresentarem, em dado momento, a estrutura de um CP e a forma final DP se deve ao fato de que o DP wh adjungido a CP se projete na estrutura, resultando na constituição final dessas sentenças. A análise histórica, baseada na teoria de pistas sintáticas de David Lightfoot, revelou que, no português clássico, relativas livres apresentam-se com duas estruturas básicas, uma que chamamos relativa semilivre, com uma preposição intervindo entre o determinante "o" e o relativizador "que", e outra em que o que e quem alternam-se livremente. Em face da redução da ocorrência da preposição interveniente, um processo de reanálise faz novas gerações de falantes convergirem massivamente para a segunda estrutura em detrimento da primeira, o que também se propõe alternativamente, pelas características da mudança, se tratar de um processo de gramaticalização nos termos de Roberts e Roussou (2003)

Abstract: This thesis concerns the phenomenon of the Free Relatives (FR) in Brazilian Portuguese (BP), discussing ¿ throughout the Principles and Parameters theory in its version known as the Minimalist Program (as set by Chomsky (1995) and following works) ¿ issues on the derivation of the syntactic structure, the semantics and historical evolution of this kind of sentence in BP. Analyzed data revealed that Brazilian Portuguese FR must be understood as DP structures in argument position and PPs in A' positions, derived via Wh-movement along with the fact that in BP those sentences are a hundred percent subject to the so called matching effect, supposed to affect FRs in general. The derivation of a FR is supposed to involve a complex head incorporation process (just as proposed by Medeiros Junior2005) throughout which the C0 and the D0 heads strictly implicated in relativization constitute one single head, as a reflex of the morphology of the wh-expression integrating these structures. This head incorporation process is said to be straightly related to the presence of a null suffix of the type -ever, which ¿ entering the derivation ¿ could not be unconnected (stray in Lasnik¿s (1995) terms). Based on a cross linguistic analysis of the behavior of FRs with -ever in languages as Basque, English, Norwegian, and Modern Arabic, and considering the fact that some of the syntactic restrictions observed in those languages are also found in Brazilian Portuguese, I propose here that every FR in BP is understood as a WH-ever FR with a null suffix. This is supposed to be directly connected to the necessity of interpreting the wh-phrase in a FR as a maximalizing element (with a preferential universal reading). An alternative analysis for the present one is found out in Ott (2011), which ¿ based on the Phase Program in Minimalist perspectives ¿ proposes that throughout its derivation, a FR show up in some moment a CP structure and reach the final form of a DP, and this is due to the fact that the adjoined wh-DP projects itself in the structure (instead of the host). The diachronic analysis, based on David Lightfoot¿s syntactic cues theory, showed that in Classic Portuguese FRs exhibited two basic structures: one called Semi-free Relative, containing mostly an intervening preposition between the determiner "o" and the relativizer "que", and another one in which o que and quem alternate freely. In face of the reduction of the intervening preposition, a reanalysis process conducted new generations to converge massively to the second structure, despite the first. Considering the characteristics of the syntactic change, one could also propose a process of grammaticalization in the terms of Roberts & Roussou (2003)
Subject: Língua portuguesa - Brasil - Orações relativas
Editor: [s.n.]
Date Issue: 2014
Appears in Collections:IEL - Dissertação e Tese

Files in This Item:
File SizeFormat 
MedeirosJunior_Paulo_D.pdf1.75 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.