Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.unicamp.br/jspui/handle/REPOSIP/271018
Type: TESE
Title: A gramaticalização de estar + gerundio no portugues falado
Author: Mendes, Ronald Beline
Advisor: Braga, Maria Luiza, 1943-
Abstract: Resumo: O propósito deste trabalho é verificar como se dá o processo de gramaticalização do verbo estar no português falado no Brasil. A questão que motivou o estudo é a seguinte: estaria a forma reduzida tá substituindo a forma plena estar nas construções perifrásticas com o gerúndio? Para encaminhar uma resposta a tal pergunta, analisei 5 das entrevistas do tipo "Diálogo entre dois informantes" do corpus compartilhado do Projeto NURC/SP. Baseado sobretudo no modelo proposto por Reine & Claudi & Hünnemeyer 1991 para o estudo da gramaticalização, e tentanto ver tal processo como um tipo de mudança lingüística (nos termos de Labov 1972), apliquei o pacote de programas estatísticos VARBRUL aos dados qualitativamente analisados. A partir da análise quantitativa, foi possível constatar que os falantes mais velhos tendem a empregar a forma plena estar, ao passo que os falantes mais jovens tendem a não usar a forma plena, mas somente a reduzida - o que caracteriza uma mudança em progresso. Quanto à morfologização de tá, ainda que elementos interferentes (tais como locativos e adjuntos adverbiais) tendem a não ocorrer entre o auxiliar e o gerúndio quando se usa a forma reduzida, ainda não se pode afirmar que tá já funciona como um clítico e que vai ser aglutinado ao gerúndio

Abstract: The aim of this study is to check how the grammaticalization of the verb estar gets started and goes on in spoken Brazilian Portuguese. The question that has motivated this study is: would the reduced form tá replace the original one - estar - in periphrastic constructions with gerund? In order to try to answer that question, I have analyzed 5 interviews (two persons talking about a given subject) provided by NURC/SP (Preti & Castilho 1986 and 1987). Based mainly on the framework proposed by Heine & Claudi & Hünnemeyer 1991, and trying to look at grammaticalization processes as a kind of linguistic change (according to Labov's theory) I have submitted the data to the statistical software VARBRUL. From the quantitative analysis, it has been possible to see that older native speakers employ rather the plain form estar, whereas the younger ones don't even happen to use it. This fact characterizes a linguistic change in progressoAs for the morphologization of tá, although intefering elements (such as locatives and adverbial adjuncts) are not likely to be inserted between the auxiliary and the gerund, we're not yet allowed to state that the reduced form tá has been cliticized or agglutinated to the gerund
Subject: Gramática comparada e geral
Mudanças linguísticas
Sociolinguística
Língua portuguesa
Language: Português
Editor: [s.n.]
Date Issue: 1999
Appears in Collections:IEL - Dissertação e Tese

Files in This Item:
File SizeFormat 
Mendes_RonaldBeline_M.pdf13.46 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.