Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.unicamp.br/jspui/handle/REPOSIP/271009
Type: TESE
Title: Dialogia, estilo e argumentação no trabalho de um sujeito com a linguagem
Author: Vidon, Luciano Novaes
Advisor: Mayrink-Sabinson, Maria Laura Trindade, 1945-
Mayrink-Sabinson, Maria Laura T.
Abstract: Resumo: Neste trabalho, textos produzidos por um sujeito são tomados como corpus longitudinal, no qual são buscados dados qualitativos capazes de tornar possível uma discussão sobre estilo e argumentação. Os textos analisados são de um indivíduo em processo de aquisição da escrita. Conforme os objetivos e hipóteses do trabalho, privilegiam-se textos predominantemente argumentativos. A argumentação é concebida segundo Perelman (1996 [com Olbrechts-Tyteca) e 1997). Pergunta-se se é possível encontrar estilo em argumentações do sujeito pesquisado. Entende-se, por estilo, o trabalho de escolhas (Granger, 1969; Possenti, 1988) realizado na linguagem, concebida, por sua vez, de acordo com Franchi (1977), no sentido de atividade constitutiva, com Geraldi (1995), no sentido de ação (com, sobre e da linguagem) e com Bakhtin (1992a; 1992b), que estabelece, como princípio lingüístico, o dialogismo. Partindo desse conceito bakhtiniano, as relações entre um eu e um outro da linguagem foram assumidas como constitutivas, tanto do trabalho argumentativo do sujeito, quanto do seu trabalho estilístico. Dentro dessa perspectiva, postulou-se, também com Bakhtin (op. cit.), que o trabalho com os gêneros do discurso é que fundaria e fundamentaria os trabalhos argumentativos e estilísticos revelados pelos dados analisados.

Abstract: This dissertation presents the results of a longitudinal study on the emergence of individual style and argumentation. The methodology used in this study is based on the indiciary paradigm for investigation in the Humanities [Ginzburg (1968)], given that this paradigm takes into account data often considered marginal in studies not preoccupied with a subject's "work" in the representational construction of written language. Argumentation is understood according to Perelman [(1996) with Olbrechts- Tyteca)], (1997). The principal question of this study is whether style can be found in argumentation. Style is understood as a matter of choices [Possenti (1988)] as realized in language understood as constitutive [Franchi (1977)] and as activity [Geraldi (1995)], within a Bakhtinian framework (1992a, 1992b), which establishes dialogue as the principal linguistic mechanism. Relations between the self and another within language are assumed to be constitutive not only of the subject's argumentation, but also in terms of the development of style. Within this perspective, as postulated by Bakhtin (op. cit.) and revealed within the analysis of the subject's writing, argumentation and style are founded on discourse genres.
Subject: Escrita
Subjetividade
Análise do discurso
Language: Português
Editor: [s.n.]
Date Issue: 2003
Appears in Collections:IEL - Dissertação e Tese

Files in This Item:
File SizeFormat 
Vidon_LucianoNovaes_D.pdf4.84 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.