Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.unicamp.br/jspui/handle/REPOSIP/270992
Type: TESE
Title: Linguagem, afasia, (a)praxia : uma perspectiva neurolinguistica
Author: Marmora, Claudia Helena Cerqueira
Advisor: Coudry, Maria Irma Hadler, 1949-
Abstract: Resumo: A Neurolingüística baseada em uma concepção enunciativo-discursiva da linguagem constitui-se atualmente como um amplo campo de investigação na área de pesquisas da cognição, incluindo a Fisioterapia. Tomam-se como referências principais para as opções teóricometodológicas assumidas, autores como COUDRY (1986/96, 1997) e MORATO (1996, 1999) no que se refere às concepções discursivas da Neurolingüística e LURIA (1966,1973,1981, 1987) e CHRISTENSEN (1987), no que se refere ao método de investigação baseado na teoria do sistema funcional complexo. A apraxia, tomada como um dos fenômenos cognitivos de estreita relação com a afasia, ainda é um ponto que motiva inúmeros pesquisadores nos estudos neuropsicológicos e neurolingüísticos. Neste trabalho, faz-se uma reflexão acerca da relação linguagem/praxia, discutindo-se a avaliação de praxias realizada nos testes neuropsicológicos com sujeitos cérebro-lesados afásicos. Estes procedimentos são usados como instrumentos de diagnóstico, sendo baseados em seores a partir dos resultados obtidos, o que muitas vezes leva a crer que os sujeitos não compreendem as instruções pedidas. Diante disso, a principal questão levantada por esse estudo é mostrar que a co-ocorrência da apraxia com a afasia se faz presente justamente pelo fato de existir linguagem envolvida e não necessariamente por problemas de movimento, já que a solicitação é quase sempre feita verbalmente. Argumenta-se a favor da inserção de princípios teórico-metodológicos neuropsieológieos e neurolingüístieos nos estudos de Fisioterapia, baseada quase exclusivamente em princípios neurofisiológicos. O eorpora de dados apresentados mostra a oposição entre uma avaliação e uma intervenção propostas discursivamente, e aquela, usada comumente nos testes-padrão

Abstract: The Neurolinguistics based on a discoursive conception of language is today an important field for investigation in cognition research, including Physiotherapy. The main authors wich orientaing this study, as long as theoretical and methodological principies are concerned, were COUDRY (1986/96) and MORATO (1996, 1999) as a reference to discoursive conceptions in Neurolinguistic and LURIA (1966, 1973, 1981, 1987), as well, CHRISTENSEN (1987) for the investigation method based on complex functional system theory. Apraxia, taken as a cognitive phenomena in close relationship to aphasia, reminds a point of interest wich results in a great number of neuropsychological and neurolinguistc studies. The author reflects about the relationship between /anguage and praxia, discussing the apraxia assessment in neuropsychological test batteries for aphasic subjects. These procedures, employed as diagnostic aids, are based on the results of the scores obtained, what may show that sometimes the subjects do not understand the instructions. The aim of this study is to show that apraxia occuring together with aphasia is a consequence of /anguage invo/vement and not as a consequence of movement impairment, because the tests instructions are usually verbal. It is suggested to insert neuropsychological and neurolinguistics theoretical and methodological principies in teaching and researching of Physiotherapy issues, traditionally based almost exclusively on neurophysiological principies. The data presented show differences and opposition between an assessment and intervention, based on a discursive approach and those largely used in traditional test batteries
Subject: Apraxia
Afasia
Gestos
Fisioterapia
Neurolinguística
Language: Português
Editor: [s.n.]
Date Issue: 2000
Appears in Collections:IEL - Dissertação e Tese

Files in This Item:
File SizeFormat 
Marmora_ClaudiaHelenaCerqueira_M.pdf43.89 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.