Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.unicamp.br/jspui/handle/REPOSIP/270991
Type: TESE
Title: A contribuição do estudo discursivo para uma analise critica das categorias clinicas
Author: Novaes-Pinto, Rosana do Carmo, 1961-
Advisor: Coudry, Maria Irma Hadler, 1949-
Abstract: Resumo: Alguns fenômenos afàsiológicos são tradicionalmente conhecidos na literatura neuropsicológica e neurolingüística como categorias clínicas - tal como o agramatismo e a jargonafasia. Os pesquisadores acreditam que o estudo desses fenômenos ilumina o conhecimento de aspectos da organização e do processamento normal da linguagem. O estudo discursivo dos fatos lingüísticos presentes nas afasias demanda, antes de mais nada, uma análise crítica da própria noção de categoria clínica, uma vez que ela salienta a natureza patológica dos fenômenos. Da mesma forma, exige uma crítica a outros conceitos a ela intimamente ligados, como os de síndrome e sintoma, que têm servido para caracterizar a linguagem do afásico. Tomando como ponto de partida para a reflexão os estudos a respeito do agramatismo e as principais questões teóricas e metodológicas que eles suscitam, discuto a questão da variação na co-ocorrência de sintomas, que tem levado alguns pesquisadores a descartar o estudo das chamadas "categorias clinicas". Estabeleço hipóteses para explicar a variação encontrada nesses estudos, dentre elas a de que os próprios procedimentos metodológicos adotados, de natureza quantitativa, têm influenciado na classificação, avaliando fenômenos diferentes como se fossem da mesma natureza. Apresento também resultados obtidos em situações experimentais, a fim de ilustrar o caráter redutor das baterias de teste e a forma como avaliam as dificuldade sem termos de perdas e déficits. Contraponho esses resultados aos dados obtidos em situações de uso efetivo da linguagem, em sessões realizadas no CCA, enfatizando que o estudo discursivo dos enunciados dos sujeitos afásicos permite compreender melhor a organização e o funcionamento da linguagem,bem como a relação do normal com o patológico. Procuro explicitar a concepção de linguagem que orienta este estudo discursivo das afasias, tomando como referência inicial o trabalho de COUDRY (1986/88) na Neurolingüística, incorporando reflexões de FOUCAULT, CANGUILHEM e, sobretudo, de BAKHTIN, em termos de uma formulação teórico-analítica para a área

Abstract: Some of the aphasiological phenomena are traditionally known in the neuropsychological and in the neurolinguistic literature as clinical categories ¿ as agrammatism and jargonaphasia. Researchers believe that the study of these phenomena enlightens the knowledge of some aspects of language organization and normal processing. The discursive study of linguistic facts in aphasia demands, first of all, a critical analysis ofthenotion of clinical category itself, onceit emphasizes the pathological nature of those phenomena. It also demands a review of other concepts which are linked to the notion of clinical category like syndrome and symptom, which have been used to describe the language of aphasics. I take the studies of agrammatism and the questions they arise as a starting point to reflect about this subject and discuss the variation observed in the co-occurrence of symptoms, which have lead some researchers to discharge the study of these phenomena. I establish some hypothesis to explain the variation found in the researches (omissions and substitutions of grammatical morphemes). Among them, the one about methodological procedures adopted in these studies, which have influenced the evaluation, placing different phenomena under the same terminology, as ifthey were ofthe same nature. I also present results obtained in experimental situations, in order to illustrate the limited nature of assessment Test batteries and in which way they evaluate the aphasics' difficulties in terms-of losses and deficits. I compare these results to data obtained in situations we call of "effective use of language", in the sessions taken place at CCA, emphasizing that the discursive study of the aphasics' enunciation allows a better understanding of language functioning as well as the relation between normal and pathological conditions. ln order to make explicit the conception of language which orientates thÍs discursive study of aphasia, I take the initial work of COUDRY (1986/1988) in Neurolinguistics, and also incorporate the studies of FOUCAULT" CANGUILHEM and, especially of BAKHTIN, in terms of a theoretical-analytical formulation for the area of Neurolinguistics
Subject: Afasia
Análise do discurso
Agramatismo
Neurolinguística
Metalinguagem
Language: Português
Editor: [s.n.]
Date Issue: 1999
Appears in Collections:IEL - Dissertação e Tese

Files in This Item:
File SizeFormat 
Novaes-Pinto_RosanadoCarmo_D.pdf42.87 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.