Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.unicamp.br/jspui/handle/REPOSIP/270989
Type: TESE
Title: Linguagem e atenção : um estudo com sujeitos cerebro-lesados
Title Alternative: Language and attention : a study with patients with brain lesions
Author: Andrade, Mara Lucia Fabricio de
Advisor: Coudry, Maria Irma Hadler, 1949-
Abstract: Resumo: Nosso objetivo principal, neste trabalho, é buscar conhecer quais as inter-relações que podemos estabelecer entre o funcionamento da linguagem e da atenção, tomando por base indícios presentes na fala de sujeitos cérebro-lesados. Como fundamentação teórica, tomamos por base uma Neurolingüística discursivamente orientada (abreviada como ND). Na ND o indivíduo é visto em relação ao seu meio, ou seja, social e historicamente, conforme a perspectiva luriana. Também na ND não se considera o indivíduo como ¿amostra¿ de uma população, mas sim como um sujeito, com uma história de vida e que vive em sociedade, o que se reflete na metodologia do dado-achado. A atenção, conforme perspectiva luriana, diz respeito ao caráter direcional e à seletividade dos processos mentais, sendo parte de um sistema funcional complexo, no qual atenção e linguagem se inter-relacionam entre si e com demais processos psíquicos. Para essa investigação utilizamos transcrições e découpages de sessões do Centro de Convivência de Afásicos - Grupo II (CCA-IEL/Unicamp) que compõem o Banco de Dados em Neurolingüística (BDN), vinculado ao Projeto Integrado em Neurolingüística (CNPq 521773/95-4). O estudo foi realizado com cinco sujeitos cérebro-lesados por diversas etiologias. A análise, de natureza qualitativa, é voltada para o levantamento e descrição de diferentes aspectos envolvidos nas inter-relações entre linguagem e atenção. Consideramos, conforme teorias lurianas e vigostskianas, que a atenção se desenvolve nos períodos iniciais da vida, socialmente e pela via da linguagem, mas, tendo em vista a reorganização do processo inicial, a atenção do sujeito se reconstrói. A presente tese tem como hipótese que a atenção, após a reorganização do processo inicial, estaria fortemente envolvida no trabalho lingüístico, o que, em relação à linguagem, resultaria em uma mútua constitutividade: a linguagem constitui a atenção e esta se volta para a linguagem. No capítulo três, a análise e discussão gira em torno de cada um dos cinco sujeitos e em torno de temas relacionados à seletividade, aos sistemas de referência e à especularidade. A hipótese da mútua constitutividade nos guiou na análise dos dados e a partir dela chegamos a três outras hipóteses mais específicas, uma para cada conjunto de dados. Essas hipóteses evidenciam o trabalho com a linguagem pela via da atenção, ou seja, a atenção se voltando para a linguagem. No capítulo quatro, ainda com base na hipótese da mútua constitutividade, retomamos o caso de JS para analisar determinadas falas em que ele se refere a si mesmo como se fosse outra pessoa. Trabalhando com a hipótese de que essas falas se apresentam como uma ¿linguagem interior¿, neste caso, o que estaria em evidência é a linguagem constituindo a atenção. As relações entre linguagem e atenção não podem se limitar, acreditamos nós, às fronteiras do ¿patológico¿. O estudo com sujeitos cérebro-lesados pode conduzir a certas especificidades, mas os vários casos aqui trazidos, apesar de se constituírem de forma singular expressam alguns fenômenos da linguagem comuns a todos os sujeitos falantes. Terminamos este trabalho considerando que o estudo das relações entre linguagem e atenção, tal como o desenvolvemos permite estabelecer uma correlação entre o lingüístico e o psicológico, e, levantar, entre outros, aspectos que contribuem para desnudar todo um trabalho com a linguagem

Abstract: The main scope of this work is to know which relations can be established between the language and attention, with the basic signals presented in the speaking of those with injured brain. A basic guided Neurolinguistic (ND) was used as a theoric fundamentation. In the ND, the person is analyzed in relation to his social and historic life as the Lurian perspective. Also, in the ND the individual is not considered as a sample of the population as the statistics based in experimental tests but as an individual with a life story, reflecting on the methodology of the case. The attention, as a Lurian perspective, has a direct character and selective of mental process, being part of a complex functional system in which the attention and language are self related and also related to psycho process. Transcriptions and selections of sections of the Aphasics Acquaintanceship Center ¿ Group II (CCA-IEL/Unicamp) from the Neurolinguistic Data Bank (NDB/Integrated Project of Neuron Linguistic/CNPq 521773/95-4) were used. As we consider Luria and Vigostski theories that states that the attention starts its development in the first period of life, socially and speaking as well. However, when we consider the reorganization of the attention of the individual, it can be reconstructed.. This work studies the hypothesis that the attention, after the reorganization of the initial process, would be strongly involved in the linguistics task, which would result in a mutual constitutively: the language focus attention and attention turns back to the language. On chapter three, the analysis and discussion was based in each of the five individuals and on related themes to selectivity, reference system and specularity. The hypothesis of the mutual constitutionality guided us in the data analysis and following this hypothesis we reached three specific hypotheses being each one for each complete data. These hypotheses focus the work with the language through attention specifically linked to the language. On chapter four which still includes the hypothesis of the mutual constructivist, and we focused the case of JS to analyse some of his speaking, where he refers to himself on the third person and are directed for himself. Working with the hypothesis that theses talking show an ¿interior language¿, in this case we focus the language bringing attention. The relations between the language and attention cannot be delimited only to the pathologic aspect. The work with injured brain individuals may conduct to some specific cases, but the many cases presented in this study, although been singular cases, we can say that they express some of the language phenomena that may be common to all speaking individuals. We finish this work considering that the study of the relations between language and attention, as we considered here, permitted us to stablish a relationship between the linguistic and psyclological aspects and to focus, among others subjects, the aspects that may contribute to clarify all the work of the language
Subject: Neurolinguística
Atenção
Traumatismos encefálicos
Language: Português
Editor: [s.n.]
Date Issue: 2007
Appears in Collections:IEL - Dissertação e Tese

Files in This Item:
File SizeFormat 
Andrade_MaraLuciaFabriciode_D.pdf1.03 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.