Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.unicamp.br/jspui/handle/REPOSIP/270971
Type: TESE
Title: Divulgação da ciência do esporte : o caso da mídia especializada em corrida de rua
Title Alternative: Dissemination of sport science : a case study of running magazines
Author: Gomes, Marina, 1983-
Advisor: Camargo, Vera Regina Toledo, 1957-
Abstract: Resumo: Nos últimos 10 anos verificou-se o aumento vertiginoso no número de praticantes de corrida de rua e de publicações especializadas, nas quais há constante e maciça divulgação de conteúdos científicos com o intuito de dar credibilidade e respaldo aos textos e anúncios - tendo em vista o caráter positivo, neutro, de "verdade" e novidade que o discurso da ciência assume. Uma vez que é tão custoso - e desejável - que a ciência se faça presente para toda a população, é interessante observar essa via de difusão. Assim, o objetivo desse trabalho foi verificar em duas revistas especializadas em corrida de rua como é feita a divulgação da ciência, e para tanto utilizamos a Análise do Conteúdo para investigar sua presença e funcionalidade, as fontes utilizadas e os temas tratados, de forma a subsidiar não apenas a análise de como melhorar essa difusão mas também propor, a partir dos Estudos Culturais, uma reflexão sobre o tipo de homem e estilo de vida projetados. Conclusões: Observamos que as assessorias de imprensa dos centros produtores de pesquisa em esporte brasileiros apresentam uma atuação deficitária em relação às redações que publicam material deste segmento. Identificamos que o espaço está aberto para divulgação, mas não existe esta aproximação de forma eficiente. Os centros de pesquisa estrangeiros foram muito mais evidenciados em relação aos centros nacionais (69% do total de citações de ciência são internacionais contra 31% de nacionais). A assessoria nacional mais elogiada pelos editores foi também a organização que mais freqüentemente apareceu nas citações científicas brasileiras, a Unifesp, mostrando como um trabalho bem realizado efetivamente traz resultados e ajuda os pesquisadores a compartilhar seus achados com a população. Em relação ao conteúdo de ciência divulgada compreendemos que é reflexo dessa falta de relacionamento com pesquisadores para que possam explicar os métodos e complexidades de uma pesquisa. Na falta desse aprofundamento o que se publica são apenas resultados sem a devida contextualização, o que dá ao leitor a ideia de promessas e milagres, acreditando que pode (e deve) aplicar os métodos em sua vida. Aliado a isso, a divulgação de páginas e páginas incitando-o a ser melhor e mais rápido são as receitas e fórmulas mágicas de como ser um atleta. Verificamos, ainda, como o material das revistas abordando a divulgação de ciência ecoa no homem moderno: se por um lado o tornou um corredor mais rápido, também o fez retirando a liberdade de um 'brincar' esportivo despretensioso, associando a ele a necessidade de performance de uma máquina. Se para os atletas de elite a ciência impõe de forma incisiva a performance como valor absoluto e a consequente dificuldade em delimitar o que é válido ou não na eterna busca pela superação, para os esportistas recreacionais estas dúvidas e pertinências também estão presentes, ainda que em uma escala menor, mas não menos importante

Abstract: In the past ten years it was found a profound increase in the number of runners, and following this market trend, a wide range of publications has emerged. In these publications there is a constant and massive dissemination of scientific content in order to lend credibility and support to the texts and advertisements - in view of the positive character of neutral, "truthful" and novelty that this discourse of science assumes. The objective of this study thus was to verify in two running magazines how the dissemination of science in sports segment is been made, using Content Analysis to investigate it's presence and functionality, the sources that are been used, and the topics discussed, in order to support not only analysis of how to improve this diffusion but also propose, using Cultural Studies, a reflection on the kind of man and lifestyle designed by this magazines. Conclusions: We observed Brazilian research centers in sports have a poor interaction to newsrooms that publish material in this segment. Foreign research centers were much more evident in relation to national centers (69% of science citations were international against 31% of nationals). The national press office praised by most publishers was also the organization that most frequently appeared as national scientific citations, Unifesp, showing how a job well done effectively brings results and helps researchers to share their findings with the public. Regarding the content of science disclosed in the magazines, we understand that it reflects this lack of contact with researchers. Reflecting this lack of deepening, only results are published, without proper contextualization, which gives the reader the idea of promises and miracles, believing they can (and should) apply the methods in their lifes. Allied to this, dissemination of pages and pages urging him to be better and faster are the magic formulas and recipes of how to be an athlete. We also observed how the material of journals addressing the dissemination of science echoes in the modern man: If on one hand he has become a faster runner, it was removed from the practice the freedom of a playful and unpretentious sportive activity, associating him with the need for a machinery performance. If for elite athletes science imposes starkly performance as a absolute value and the resulting difficulty in defining what is valid or not in the eternal search for the limits, to recreational athletes the pertinence of these questions are also present, albeit in a smaller scale, but not of less importance
Subject: Divulgação científica - Periódicos
Ciências do esporte
Corridas
Jornalismo
Language: Português
Editor: [s.n.]
Date Issue: 2012
Appears in Collections:IEL - Dissertação e Tese

Files in This Item:
File SizeFormat 
Gomes_Marina_M.pdf12.94 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.