Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.unicamp.br/jspui/handle/REPOSIP/270961
Type: TESE
Degree Level: Doutorado
Title: Pontuando alguns intervalos da pontuação
Author: Bernardes, Ana Cristina de Aguiar
Advisor: Castro, Maria Fausta Pereira de, 1944-
Castro, Maria Fausta Cajahyba Pereira de, 1944-
Abstract: Resumo: O tema central da tese de Doutorado que desenvolvo a seguir é a pontuação. O assunto não é novo e a ele já se dedicaram diversos gramáticos, lingüistas, teóricos da literatura, enfim, estudiosos da linguagem escrita. Mas o fato de muitos já terem se debruçado sobre o tema não o torna menos instigante; pelo contrário, a pontuação tem um caráter multifacetado, que oferece elementos para a elaboração de questões proficuas para aqueles cujo objeto de estudo é o texto escrito. Nosso interesse pelo assunto surgiu no universo da escrita da criança: textos sem nenhuma pontuação, ou então, pontuados "misteriosamente", com sinais irrompendo em lugares da cadeia sintagmática onde não se esperava que eles aparecessem. Como apreender esta pontuação irregular e heterogênea? Como explicar episódios de pontuação tão heterogêneos sob a ótica normativa? A produção da criança não corresponde às expectativas de regularidade do adulto, já alfabetizado e imerso nas convenções de uso da escrita;há uma colisão entre o que ela escreve e a lógica que o adulto tão freqüentemente projeta em seu texto, algo que deixa à mostra um funcionamento lingüístico que não escapa à contingência e que promove rupturas nas expectativas de organização, clareza, correção, etc. Este descompasso nos inspirou a abordar o problema tentando desfazer as certezas que o saber normativo forjou e cristalizou em nossa concepção ocidental de pontuação. Para tanto, percorremos alguns dados históricos acerca da variação de usos e funções da pontuação ao longo dos séculos, assim como abrimos um parêntese cultural para falar de alguns sistemas de escrita não ocidentais, que não utilizam pontuação. A referência a essas escritas justifica-se sobretudo para questionar a tradicional idéia de pontuação como mecanismo facilitador da leitura. Se ela de fato promove uma facilitação, o que poderíamos dizer das escritas que não pontuam? Elas seriam então mais dificeis de ler ou não seria este um julgamento derivado de nossa visão como leitores ocidentais?Esta, dentre outras, é uma das questões que discutiremos em nossa reflexão. Outro passo importante na tentativa propositada de "desfocar" o olhar normativo que envolve o tema foi empreender uma incursão pelo terreno do estilo, onde os ditames da padronização inevitavelmente confrontam-secom o uso que o sujeito faz da língua.A questão do estilo, por sua vez, criou possibilidades de entrada em alguns aspectos da criação poética, lugar em que a pontuação assume um estatuto completamente diverso daquele exposto nos manuais gramaticais. Tanto a perspectiva histórico-cultural quanto a discussão sobre o estilo iluminaram, portanto, as questões que formulamos acerca da pontuação na escrita inicial

Abstract: The research work presented in this doctorate thesis is based on the issue of punctuation. Although it has been a very discussed topic among those interested in the study of written language - mainly grammarian and linguists - punctuation is still an inspiring and instigating matter, given its multifaceted character. Our interest in the issue was born in the field of early writings: texts with no punctuation at all, or, on the other hand, mysteriously punctuated, with signs showing up in slots were they were not supposed to appear. How can we apprehend this irregular punctuation? How to explain such heterogeneous punctuation episodes through the perspective of normative constraints? Children's written productions do not correspond to the adult's regularity expectations. The adult is already "immersed" in the conventions oflanguage use and when his literate logic is projected in the child's text, a collision takes place: two distinct logics conflict and the expectations of correctness, organization, cohesion, etc. are fiustrated. This dissonance has inspired us to approach the matterattempting to "dissolve" certain truths that the normative knowledge has forged and crystallized in our occidental written culture. Todo so, we refer to some historical aspects of punctuation, conceming its variations of function and use throughout time, as well as we draw a cultural parenthesis to talk about some non occidental alphabetical writing systems that do not use punctuation. The reference to these writings is justified mainly to interrogate the role of punctuation as a means of reading aid. If it in fact promotes facilitation in the reading process, what could we say about those non-punctuated writings? Are they more complex to be read? And, if so, in what extent does it represent a problem to the reading procedure? Among others, this is one of the questions we intend to discuss in this thesis. Another important step in the attempt to set "out of focus" the norrnative regard conceming the issue wasto make an incursion into the field of style, where the conventions of language use inevitably conITontthemselves with the way the subject uses language. The matter of style created links to some aspects of poetic creation, in which punctuation assumes a completely different status from the one attributed to it the grammar manuals. Both the historical/cultural perspective and the discussion of style have shed lights in our approach to children writing and the mysterious punctuation that shows up in their written productions
Subject: Escrita - Aprendizagem
Língua portuguesa - Pontuação
Língua portuguesa - Estilo
Language: Português
Editor: [s.n.]
Citation: BERNARDES, Ana Cristina de Aguiar. Pontuando alguns intervalos da pontuação. 2002. 153 p. Tese (doutorado) - Universidade Estadual de Campinas, Instituto de Estudos da Linguagem, Campinas, SP. Disponível em: <http://www.repositorio.unicamp.br/handle/REPOSIP/270961>. Acesso em: 2 ago. 2018.
Date Issue: 2002
Appears in Collections:IEL - Tese e Dissertação

Files in This Item:
File SizeFormat 
Bernardes_AnaCristinadeAguiar_D.pdf4.58 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.