Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.unicamp.br/jspui/handle/REPOSIP/270924
Type: TESE
Title: Anotações sobre leitura e nonsense
Author: Bastos, Lucia Kopschitz, 1957-
Advisor: Abaurre, Maria Bernadete Marques, 1946-
Abstract: Resumo: O que está em discussão nesta tese é a construção do sentido na leitura, discussão possibilitada aqui por uma das maneiras de se estudar o sentido, ou seja, perseguir justamente a sua falta. O nonsense é essencial à definição de sentido porque constitui a sua margem, o seu limite. Não há como definir um sem o outro: só se sabe o que é o sentido ao esbarrarmos em seus limites. Para que haja o nonsense é pre_iso que haja o sentido, mesmo que seja o sentido paradoxalmente posto em questão. Para que haja o que não é nonsense é preciso que haja, em algum lugar, o que é. O nonsense sempre se refere a um séntido ao qual não podemos nos reportar, não podemos recorrer. A investigação se dá, então, na natureza do que é negado. Por isso trabalhei aqui com dados indiciários e o que propus foi uma possibilidade de leitura nonsense. O capítulo que trata do nonsense mostra o quanto este efeito está calcado na forma que o texto tem. No capítulo sobre leitura levanto estudos que discutem a origem do significado: elenco desde autores que consideram que o significado de um texto está nele mesmo, a autores que postulam que este significado é dado pelo leitor. Faço ainda, em outro capítulo, um percurso por considerações acerca da leitura em língua estrangeira já que os dados com que trabalhei provêm dessa situação de leitura. Partindo de uma concepção dialógica da linguagem só é possível concluir que o sentido de um texto é resultado da leitura, resultado do trabalho que faz sobre o texto o leitor. Lendo, esse leitor circula dentro do uníverso de leituras possíveis determinado ao mesmo tempo por todas as outras leituras que se faça de um texto e por cada uma delas. Dentre essas possibilidades está a leitura nonsense. Nos dados analisados aqui não há um investimento para a criação proposital do efeito de nonsense. No entanto, é do efeito que causa um texto nonsense que se aproxima o efeito obtido na leitura dos trechos analisados. E é a leitura que instala essa aproximação. O que procurei fazer foi determinar os descaminhos da leitura trilhados pelo leitor sob análise

Abstract: This work presents a discussion of an alternative approach to the construction of meaning in .reading through the use of nonsense, or lack of meaning. The investigation probes the nature of what is being denied and the interactive of relationship between the text and the reader in the struggle to establish meaning. The thesis identifies a dialectical relationship between sense and nonsense and argues that the existence of nonsense is critical to the definition of sense, as it establishes the edges, or limits of meaning
Subject: Leitura
Literatura non-sense
Language: Português
Editor: [s.n.]
Date Issue: 1996
Appears in Collections:IEL - Dissertação e Tese

Files in This Item:
File SizeFormat 
Bastos_LuciaKopschitz_D.pdf13.33 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.