Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.unicamp.br/jspui/handle/REPOSIP/270913
Type: TESE
Title: A palavra prosodica no portugues brasileiro : o estatuto prosodico das palavras funcionais
Title Alternative: The prosodic word in brazilian portuguese : the prosodic status of the functional words
Author: Toneli, Priscila Marques, 1982-
Abstract: Resumo: Nas línguas, há vários elementos que são difíceis de classificar, principalmente no que se refere ao seu estatuto prosódico, e as palavras funcionais são um desses elementos, pois enquanto as palavras lexicais são sempre Palavras Prosódicas, já formadas no componente lexical, recebendo acento lexical, as palavras funcionais exibem um padrão variável entre as línguas, podendo se apresentar como clíticas ou como Palavras Prosódicas (cf. Selkirk 1984, 1995; Inkelas & Zec 1993, Peperkamp 1997; Zec 2005, Bisol 2005, entre outros). No caso do Português Brasileiro, não parece ser diferente, pois as palavras funcionais monossilábicas não formam um pé na maioria dos casos, não recebendo acento primário. Entretanto há palavras funcionais dissilábicas e até trissilábicas que preenchem essa condição e, portanto recebem acento primário. Segundo Selkirk (1995), as palavras funcionais do inglês podem ser prosodizadas como palavras prosódicas independentes em três situações: (i) pronunciadas isoladamente; (ii) em posição final de sintagma; e (iii) estão focalizadas, pois recebem pitch accent nesses casos. Para Vigário (1999), no Português Europeu, somente os complementizadores podem ser Palavras Prosódicas independentes, quando em posição final de sintagma entoacional, pois recebem a proeminência desse domínio. Nos demais casos, as palavras funcionais serão formas 'fracas', portanto, clíticos. Este trabalho propõe investigar as diferentes prosodizações das palavras funcionais (preposições, artigos, conjunções e pronomes clíticos) e o modo como são integradas à estrutura prosódica do PB, em um corpus de fala experimental, considerando a hipótese de que dependendo da posição em I e do contexto discursivo, podem ser prosodizadas como clítico, ou como Palavra Prosódica independente, formando, no caso de serem clíticos, o Grupo de Palavra Prosódica, de acordo com a proposta de Vigário (2007). Esse trabalho tem o objetivo maior de contribuir com os estudos do domínio da Palavra Prosódica no PB.

Abstract: In the language there are several elements that are difficult to organize, mainly to make reference to prosodic status, and the functional words are one of these elements, because while the lexical words are always Prosodic Word, they have already been formed in the lexical component, as they receive lexical stress the functional words show a variable standard between the language, they can show many things as clitics or prosodic words (cf. Selkirk 1984, 1995; Inkelas & Zec 1993, Peperkamp 1997; Zec 2005, Bisol 2005, between others). In the case of Brazilian Portuguese, it doesn't seem be different, because the monosyllabic words don't constitute a foot in the majority of the cases and they don't receive primary stress. However there are disyllabics functional words and trisyllabics words that fill this condition, so they receive primary stress. According to Selkirk (1995) the functional words in English can be prosodized like independent prosodic words in three situations: (i) they are pronounced isolately; (ii) they are in the ending of the phrase; and (iii) they are focalized, because they receive pitch accent in these cases. According Vigário (1999) in European Portuguese, only the complementizers can be prosodic words, when they are in the ending of the intonational phrase, because they receive a prominence of these domain. In both languages, in the other cases, the functional words will be 'weak' forms, so clitics. This paper proposes investigate the different prosodizations of the functional words (prepositions, articles, conjunctions and clitics pronouns) and the way like are integrated to the prosodic structure of BP, in particular in the spoken variety at a Campinas' s region in a corpus of experimental speech considering the hypothesis that depending of the position in intonational phrase, they can be prosodized like Clitics, or like Independent Prosodic Words. If they are clitics, they will form with the host the Minimal Prosodic Word proposed by Vigário (2007). This paper has the mayor goal to contribute with the studies to domain Prosodic Word in BP.
Subject: Fonetica - Fonologia
Análise prosódica (Linguística)
Grámatica comparada e geral - Clíticos
Língua portuguesa
Language: Português
Editor: [s.n.]
Date Issue: 2009
Appears in Collections:IEL - Tese e Dissertação

Files in This Item:
File SizeFormat 
Toneli_PriscilaMarques_M.pdf3.05 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.