Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.unicamp.br/jspui/handle/REPOSIP/270840
Type: TESE
Title: Ser ou não ser, eis a questão : construções "Existenciais" com o verbo ser no português brasileiro contemporâneo
Title Alternative: To Be or not To Be, that's the question : "Existential" constructions with the verb be in contemporary brazilian portuguese
Author: Gonçalves, Elisângela, 1975-
Advisor: Avelar, Juanito Ornelas de, 1974-
Abstract: Resumo: Assumindo os pressupostos minimalistas da Teoria de Princípios e Parâmetros (CHOMSKY 1995), mais especificamente na linha da abordagem proposta em Adger (2004), esta tese analisa construções com o verbo ser que adquirem leitura existencial, comparando seu comportamento sintático com o de sentenças existenciais construídas com outros verbos, como ter e estar (com). Adotando uma visão não-lexicalista, à luz da Morfologia Distribuída (HALLE & MARANTZ 1993), a hipótese norteadora desta pesquisa é a de que a matriz fonológica de ser é inserida pós-sintaticamente, sob a condição de que a categoria v esteja adjacente a um núcleo portador da versão interpretável do traço Deg (Degree), responsável pelo caráter avaliativo que marca as construções existenciais com esse verbo. Para embasar essa hipótese, a investigação se pauta nos estudos de Avelar (2004, 2009) em torno das construções existenciais com ter e estar com, segundo os quais a matriz fonológica do verbo existencial é selecionada pós-sintaticamente, a partir da combinação de traços resultante de procedimentos que se operam na computação sintática. A tese também segue a proposta de Embick (2003), que apresenta evidências favoráveis à ideia de que condições de adjacência são relevantes no processo de inserção vocabular, bem como explora desdobramentos da análise de Silbaldo (2006) em torno das Small Clauses Livres do Português Brasileiro, em particular no que diz respeito ao argumento de que tais construções trazem em sua configuração a projeção DegP (Degree Phrase)

Abstract: Based on the Minimalist version of the Principle and Parameters Theory (CHOMSKY, 1995), more specifically in accordance with the approach proposed in Adger (2004), this paper analyzes existential constructions with the verb ser (to be), comparing its syntactic behavior to that of existential sentences with verbs ter (to have) and estar/estar com (to be (with)). By adopting a non-lexicalist view, based on the theoretical assumptions of the Distributed Morphology framework (HALLE & MARANTZ, 1993), the guiding hypothesis of this research is that the phonological matrix of be is inserted post-syntactically, under the condition that the v category be adjacent to a head that presents an interpretable version of the Degree feature, responsible for the evaluative character that marks existential constructions with this verb. To support this hypothesis, the research follows the studies of Avelar (2004, 2009) related to existential constructions with the verbs ter and estar com. According to those studies, the phonological matrix of the existential verb is selected post-syntactically, based on the combination of features resulting from procedures that occur in syntactic computation. This doctoral dissertation also follows Embick's (2003) proposal, which presents evidence for the idea that adjacency conditions are relevant in the vocabulary insertion process. Besides, it explores Sibaldo's (2006) deployments about Free Small Clauses in Brazilian Portuguese, particularly regarding the fact that such constructions bring in its configuration a Degree Phrase
Subject: Lingua portuguesa - Verbos
Gramática comparada e geral - Construções existenciais
Língua portuguesa - Morfologia
Língua portuguesa - Brasil
Teoria do minimalismo (Linguística)
Language: Português
Editor: [s.n.]
Date Issue: 2012
Appears in Collections:IEL - Tese e Dissertação

Files in This Item:
File SizeFormat 
Goncalves_Elisangela_D.pdf2.24 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.