Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.unicamp.br/jspui/handle/REPOSIP/270839
Type: TESE
Title: Casa da Cultura Digital : reflexões e ideias que circulam entre trabalho, cultura e ideologia
Title Alternative: Casa da Cultura Digital : reflections and ideas between work, culture and ideology
Author: Schmidt, Sarah Costa, 1989-
Advisor: Evangelista, Rafael de Almeida, 1975-
Abstract: Resumo: Especialistas e ativistas da web apontam o ano de 2003 como um momento em que houve uma mudança de cenário para a cultura pensada no âmbito do digital no Brasil. Naquela época, o cantor e expositor da Tropicália Gilberto Gil assumia o cargo de Ministro da Cultura e trazia consigo ativistas digitais. Nesse contexto, o termo "cultura digital" ganhou força política. Boa parte das discussões acerca do tema circulou pelo ambiente da primeira Casa da Cultura Digital (CCD) criada no Brasil, ainda em 2009, na cidade de São Paulo. A CCD, definida por alguns de seus membros como "uma rede", "uma ideia", um "laboratório de vivências" e uma "incubadora de redes político-culturais", abrigou coletivos culturais, ativistas, jornalistas e hackers em torno de valores, ideais e utopias comuns em um mesmo espaço de trabalho/convivência/debates. A ideia das casas se espalhou e, nos anos seguintes, foram criadas Casas da Cultura Digital nas cidades de Porto Alegre (RS), Belém (PA) e Campinas (SP), Vila Velhas (ES) e Fortaleza (CE), ao passo que cada uma delas tem características próprias e não são espelhos da primeira. A presente pesquisa realiza uma etnografia das ideias da CCD de São Paulo, a casa embrionária, com o objetivo de apontar confluências, relações e filiações que transpassaram o ambiente desta rede. Sob a luz de Barbrook e Cameron (1998) e Turner (2006), esta dissertação procura mostrar, também, as influências dos ideais da geração digital do Vale do Silício, e de que forma essas ideias são apropriadas e ressignificadas quando chegam ao Brasil, sob o recorte da Casa da Cultura Digital. Os membros da CCD ainda se mostram como formadores de opinião sobre a ideia da própria cultura digital no País, mediante a relação direta com o Ministério da Cultura. Ainda, a utopia (Harvey, 2006) se mostra como o fio-condutor das ações dentro da casa. Todos esses movimentos mostram a busca de uma geração, nascida nos anos 1980, em sua maioria, que compartilha um otimismo pelo digital e está em busca de meios de trabalho que fujam do capitalismo industrial, criando um espaço em que opções neoliberais, como o modelo empresa, se cruzam com anseios e a busca por realizações, projetos e transformações sociais. Essas confluências poderiam ser alcançadas se a própria vida fosse colocada e vivida em laboratório e experimentação

Abstract: Experts and web activists point to the year 2003 as a time when there was a change of scenery for culture thought in the digital way in Brazil. At that time, the singer Gilberto Gil assumed the post of Minister of Culture and brought with him digital activists. In this context, the term "digital culture" gained political strength. Much of the discussions on the subject circulated at the first Casa da Cultura Digital (CCD), created in Brazil in 2009, in São Paulo. The CCD, defined by some of its members as a "network", "an idea," a "laboratory experiences" and "incubator of political and cultural networks," cultural collective housed, activists, journalists and hackers around values , common ideals and utopias in the same workspace / living / debates. The idea of the houses spread and in the following years, were created Digital Culture houses in the cities of Porto Alegre (RS), Bethlehem (PA) and Campinas (SP), Old Town (ES) and Fortaleza (CE), while that each of them has its own characteristics and are not mirrors of the former. This research conducts an ethnography of the ideas of CCD of São Paulo, the embryonic home, in order to point confluences, relationships and affiliations that pierced the atmosphere of this network. In light of Barbrook and Cameron (1998) and Turner (2006), this dissertation tries to show also the influence of the ideals of the digital generation of Silicon Valley, and how these ideas are appropriate and new meanings when they arrive in Brazil, under the focus of the Casa da Cultura Digital. Members of the CCD still show how opinion leaders about the idea of one's digital culture in the country by the direct relationship with the Ministry of Culture. Still, utopia (Harvey, 2006) shows how the wire conductor of the actions inside the house. All these movements show the search for a generation, born in the 1980s, mostly sharing optimism for digital and is looking for work means that escape of industrial capitalism, creating a space in which neoliberal options, such as model company, intersect with longing and the search for achievements, projects and social transformations. These junctions can be achieved if their lives were placed and lived in the laboratory and experimentation
Subject: Casa da Cultura Digital
Cibercultura
Editor: [s.n.]
Date Issue: 2015
Appears in Collections:IEL - Dissertação e Tese

Files in This Item:
File SizeFormat 
Schmidt_SarahCosta_M.pdf2.03 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.