Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.unicamp.br/jspui/handle/REPOSIP/270819
Type: TESE
Title: A sombra do caos : ensino de lingua x tradição gramatical
Author: Britto, Luiz Percival Leme, 1957-
Advisor: Geraldi, João Wanderley, 1946-
Abstract: Resumo: Este trabalho busca responder, a partir da análise das representações de língua, de norma e de reflexão lingüística que informam a prática escolar, à seguinte pergunta: que conhecimentos lingüísticos são interessantes para o sujeito no mundo de hoje e de que modo ele os adquire? No percurso da análise, examinam-se o modo como, na tradição ocidental, se constituíram: o conceito de norma e de língua a partir de sua relação com a escrita; os conceitos predominantes de gramática na escola e na sociedade; a articulação entre o paradigma de correção e as representações de norma culta, bem como entre os recortes científicos e o estabelecimento da norma; a relação entre conhecimento de gramática e domínio de uma metalinguagem (ou, mais especificamente, da metalinguagem da gramática tradicional); e, finalmente, o papel de três formadores de opinião (a mídia, o vestibular e o livro didático) na sustentação de concepção de língua e do conceito de correção predominantes. A partir daí, considerando o panorama das críticas ao ensino tradicional de língua, analisam-se as duas grandes tendências que se constituíram na tentativa de responder as novas demandas: a daqueles que, reconhecendo as impropriedades teóricas e metodológicas da gramática tradicional, propõem a construção de uma nova gramática, que incorpore os avanços da ciência lingüística, ou de uma nova forma de aproximação da tradição gramatical; e a daqueles que, desvinculando a questão do ensino de língua do ensino, de gramática, defendem uma mudança de eixo das práticas pedagógicas, em que o que passa a interessar é o desenvolvimento com o aluno da reflexão e da análise lingüística, por um lado, e da apresentação de procedimentos do uso adequado da língua, por outro. Dois teses resultam desta análise: a de que o ensino de língua, inclusive no que diz respeito á reflexão metalingüística e aos conhecimentos da língua enquanto fenômeno, não se confunde com a apresentação formal de uma teoria gramatical nem se limita ao nível da frase; e a de que, considerando equivocada e ideológica a associação entre norma culta e escrita e a inexistência de uma modalidade superior unificadora das variedades faladas do português, não faz sentido insistir que o objetivo da escola é ensinar o chamado português padrão. O papel da escola deve ser o de garantir ao aluno o acesso à escrita e aos discursos que se organizam a partir dela

Abstract: Considering the current language representations in the teaching process of normal school, this work wants to answer the following question: what linguistic knowledge is significant for a person in today's world and how does he acquire it? The analysis developed has considered: the concept of norm and language in its relationship to the writing system; the major concepts of grammar and its implications to the teaching models; the link between paradigmatic patterns of correction and the representation of formal speech, as well as between scientific paradigms and the establishment of the linguistic norm; the supposed links between knowledge of grammar and knowledge of matelanguage; and, finally the influence of the media, the entrance exams for University and didactic texts in the maintenance of the predominant common sense misconception of language, grammar and correction of speech. From here on, considering the critics against traditional teaching models of language, were discussed the two principal tendencies of first language teaching that have arisen in answer to those critics: the one that, recognizing the theoretical and methodological improperties of traditional grammar, insists in the elaboration of a new grammar, incorporating the advances of linguistic researches, or in the presentation of a new way of teaching the grammatical tradition; and the one that separates teaching of language from teaching of grammar and assumes that the maia goal of teaching is the development of the capacity of linguistic analysis and the domain of an operational knowledge of language by the common citizen. We conclude that: language teaching, including linguistic and matalinguistic knowledge, should not be mistaken with the presentation of a formal grammatical theory nor is it restrict to the phrasal level; and, since the strict link between formal speech and writing patterns is a result of a misunderstood and ideologieal interpretation of language, and that there is no superior unifying spoken variety of Portuguese, there is sense in insisting that the goal of language teaching is to make the students acquire the formal patterns of language. The responsibility of school must be to guarantee the access to the writing system and the discourses that are made within this system
Subject: Língua portuguesa - Gramática
Escolas
Ensino
Estudantes
Tradição oral
Language: Português
Editor: [s.n.]
Date Issue: 1997
Appears in Collections:IEL - Dissertação e Tese

Files in This Item:
File SizeFormat 
Britto_LuizPercivalLeme_D.pdf16.28 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.