Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.unicamp.br/jspui/handle/REPOSIP/270785
Type: TESE
Title: O direito e seu discurso : falar o direito - o direito de falar
Author: Petri, Maria Jose Constantino
Advisor: Koch, Ingedore Grunfeld Villaça, 1933-
Koch, Ingedore G. V.
Abstract: Resumo: O presente trabalho propõe-se a abordar a interação oral que se desenvolve entre o juiz e o réu, no interrogatório do réu, num processo criminal julgado pelo Tribunal do Júri. Como tal interação ocorre fundamentalmente pelo par adjacente pergunta-resposta, a fundamentação teórica utilizada é a da Análise da Conversação, incluindo o episódio social, no qual se dá a interação, como elemento constituinte. Por tratar-se de uma interação em um contexto social institucionalizado e altamente formal, regido por inúmeras normas, inicialmente, apresenta-se a organização do Poder Judiciário, no interior do qual os processos de julgamento são levados a efeito. Em seguida, são expostos os princípios da Análise da Conversação, principalmente no que se refere à organização global da interação, à organização da conversação e à tipologia dos pares adjacentes pergunta-resposta, a partir dos quais são analisadas as características da interação entre o juiz e o réu. Por fim, analisa-se o diálogo de quatrocentas e oitenta linhas, gravado, transcrito e segmentado em blocos, para explicitar o funcionamento e as características da interação. São analisados os tipos de perguntas-respostas que ocorrem nessa situação, as várias ações praticadas pelos interactantes e os processos de atribuição de significações necessários à intercompreensão entre eles. Busca-se com esse trabalho demonstrar a importância que adquire o par adjacente pergunta-resposta, um dos mais simples na conversação espontânea, quando utilizados em uma situação social institucionalizada, como é o processo de julgamento judicial, no qual as ações praticadas pelos interactantes levam a conseqüências tais que podem contribuir para caracterizar a inocência ou culpabilidade do réu

Abstract: This paper deals with the oral interaction between a judge and a defendant, during the interrogation of the latter in a criminal trial judged by a grand jury. As this interaction is basically achieved through the asking-answering adjacent pair, the theoretical basis we employed was Conversation Analysis, including the social event in a which the interaction- as a constituting element - comes about. As we have an interaction in a highly formal institutionalized social context - ruled by numberless norms -, we fust introduce the organization ofthe Judiciary Power in which trials happen. We then present the principles of Conversation Analysis, particularly its aspects concerning the global organization of interaction, the organization of conversation, and the kinds of asking-answering adjacent pairs that make up the bases for the analysis of the characteristics to be found in the interaction between judge and defendant. Finally, we discuss the four-hundred-and-eight-line dialogue that was recorded, transcribed and divided into chunks in order to clarify the functioning and characteristics of interaction. We analyze the kinds of asking-answering pairs that might come about in such situation, the various actions taken by people involved in the interaction and the attribution processes that are necessary for mutual understanding between them. This paper aims at demonstrating the importance acquired by the adjacent asking-answering pair, one of the most common kind in spontaneous conversation, when it is employed in an institutionalized social situation such as the judicial trial, in which actions taken by people involved in the interaction lead to consequences which may contribute to characterize either the defendantts innocence or his(her) culpability
Subject: Conversação
Comunicação oral
Inquéritos
Juri
Language: Português
Editor: [s.n.]
Date Issue: 2001
Appears in Collections:IEL - Dissertação e Tese

Files in This Item:
File SizeFormat 
Petri_MariaJoseConstantino_D.pdf35.53 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.