Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.unicamp.br/jspui/handle/REPOSIP/270744
Type: TESE
Title: Pausa e dominios prosodicos na disartria
Title Alternative: Pause and prosodic domains in dysarthria
Author: Iliovitz, Erica Reviglio
Advisor: Scarpa, Ester Mirian, 1947-
Abstract: Resumo: Com o objetivo geral de contribuir para estudos referentes ao nível fonológico da linguagem em condições patológicas, esta tese apresenta uma análise da inserção de pausa e estruturação dos domínios prosódicos na fala de dois sujeitos disártricos em decorrência de um acidente automobilístico. O principal objetivo é descrever as características prosódicas da fala disártrica de acordo com a teoria da Fonologia Prosódica, que postula, dentre outras coisas, que a linguagem oral é estruturada em domínios prosódicos. Uma abordagem prosódica e entonacional foi considerada a mais adequada para os dados, pois envolve evidências entonacionais, segmentais e rítmicas dos três domínios mais altos da hierarquia prosódica: a frase fonológica, a frase entonacional e o enunciado fonológico. A análise dos dados foi feita de acordo com a perspectiva teórica da Fonologia Prosódica (NESPOR & VOGEL, 1986) e Fonologia Entonacional (LADD, 1996) conforme usada por TENANI (2002) para analisar dados do Português Brasileiro. Os dados analisados consistem em três conjuntos de gravações: a) leitura de um texto; b) leitura de frases controladas experimentalmente do corpus de TENANI (2002) e c) fala espontânea e entrevistas. Os processos fonológicos implementados pelos disártricos nas fronteiras dos domínios prosódicos foram analisados de acordo com a proposta de TENANI (2002). Tais processos fonológicos foram: inserção de pausas, vozeamento da fricativa, tapping, haplologia, elisão, ditongação e degeminação. Para melhor descrever a alteração da fala disártrica, foi feita uma comparação entre os resultados de TENANI (2002) para sujeitos brasileiros adultos e os disártricos. Os resultados demonstraram evidências da preservação dos domínios prosódicos na fala dos sujeitos. A inserção de pausas foi o elemento prosódico mais utilizado para estruturar os domínios prosódicos. Em relação ao uso de pausas e o contorno entonacional, foi verificado que a associação de tons corresponde ao estudo de TENANI (2002). Quanto à implementação de processos fonológicos, o vozeamento da fricativa foi feito pelos sujeitos sobretudo dentro da mesma frase fonológica. Nas demais fronteiras consideradas, eles geralmente optaram pela inserção de pausas para estruturar domínios. O tapping, quando implementado, era feito somente dentro da mesma frase fonológica. A haplologia indicou importantes aspectos rítmicos na fala dos sujeitos. Quando aplicada, promovia um ritmo mais acentual na fala do disártrico mais grave. Ao não ser implementada na fala do sujeito levemente disártrico, indicava um ritmo mais silábico, que soava, para alguns ouvintes, como um sotaque estrangeiro espanhol. No que se refere à elisão e ditongação, a fala dos disártricos confirma os resultados de TENANI (2002), uma vez que eles implementam tais processos tanto dentro da mesma frase fonológica quanto entre elas. A degeminação, porém, foi bloqueada através da inserção de pausas

Abstract: With the general aim of contributing to studies about the phonological level of language in pathological conditions, this thesis presents an analysis of pause insertion and structuring of prosodic domains in the speech of two dysarthric subjects whose dysarthria was due to a car crash. The main objective of this thesis is to describe the prosodic characteristics of dysarthric speech. This was done by using the theory of Prosodic Phonology which states, among other things, that oral language is structured into prosodic domains. A prosodic and intonational approach was considered the most adequate for the data. It took into account intonational, segmental and rhythmic evidences from the three higher domains of prosodic hierarchy: phonological phrase, intonational phrase and phonological utterance. The analysis of the data followed the theoretical perspective of Prosodic Phonology (NESPOR & VOGEL,1986) and Intonation Phonology (LADD ,1996) as used by TENANI (2002) to analyze Brazilian Portuguese data. The data we analyzed consisted of three sets of recordings: a) the reading of a text; b) the reading of experimentally controlled sentences from the corpus by TENANI (2002); and c) spontaneous speech and interviews. Phonological processes that make up the frontiers of prosodic domains were analyzed for the dysarthric subjects, following Tenani¿s proposals. The phonological processes were: pause insertion, fricative voicing, tapping, syllable determination, elision, dyphtongation and vowel degemination. To better describe the phonological alteration of dysarthic speech, a comparison was made between the results of TENANI (2002) for adult Brazilian Portuguese subjects and the dysarthric ones. The results show evidence of the preservation of prosodic domains in the speech of the subjects. Pause insertion was the most used prosodic element to structure the prosodic domains. As for the use of pauses and intonation contour, it was verified that the tonal association correspond to the study carried out by TENANI (2002). With regard to the phonological processes implementation, fricative voicing was done by the subjects mainly inside the same phonological phrase. In the other frontiers considered, they usually choose pause insertion to structure domains. Tapping, whenever used, was applied only inside the same phonological phrase. Syllable degemination indicated important rhythmic aspects in subjects speech. Whenever used, it promoted a more stressed rhythm in the speech of the most severe dysarthric subject. When it was not used in the speech of the slightly dysarthric subject it indicated a more syllabic rhythm which sounded as a Spanish foreign accent to some listeners. As for elision and dyphtongation, the speech of the dysarthric subjects confirm the results by TENANI (2002), for they implement such processes both inside the same phonological phrases and between them. Vowel degemination, however, was blocked through pause insertion
Subject: Fonética
Língua portuguesa - Versificação
Traumatismos encefálicos
Language: Português
Editor: [s.n.]
Date Issue: 2005
Appears in Collections:IEL - Dissertação e Tese

Files in This Item:
File SizeFormat 
Iliovitz_EricaReviglio_D.pdf3.56 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.