Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.unicamp.br/jspui/handle/REPOSIP/270742
Type: TESE
Degree Level: Doutorado
Title: Da voz a lingua : a prosodia materna e o deslocamento do sujeito na fala dirigida ao bebe
Author: Cavalcante, Marianne Carvalho Bezerra
Advisor: Scarpa, Ester Mirian, 1947-
Scarpa, Ester Miriam, 1947-
Abstract: Resumo: Neste trabalho questionamos o conceito de "manhês" e sua mais recente perspectiva teórica, universalistae "neodarwinista" (Fernald, 1993), que destaca o caráter pré-adaptativo das modificações prosódico-afetivas da fala materna para a aquisição da linguagem. Ao replicarmos os experimentos de Fernald, constatamos que nossos resultados não se coadunam com os da autora. Propomos então uma perspectiva interacionista para o fenômeno, na qual a fala materna é compreendida enquanto movimento interpretativo, principal responsável pela inserção da criança na língua. A mãe, desde o nascimento, concebe o bebê como um parceiro dialógico, atribuindo-lhe "voz" - na fala atribuída, instância inicial de funcionamento da língua. Na modalização vocal materna, através do falsetto e da fala infantilizada,há uma marcação prosódica do lugar discursivo do infante. Este lugar desloca-se por volta dos nove meses, quando começam a surgir outras falas: a recortada e a ritmada. Diante de um infante mais ativo vocalmente(entre doze e quinze meses),a fala materna volta-separa um trabalho sobre a língua. O papel materno é agora mais ainda de organizador do contínuo da fala da criança, marcando a cadência da produção infantil, na fala ritmada, e recortando, em falsetto, as produções da criança em unidades lingüísticas, tornando-as salientes, na fala recortada. A criança que até então se encontrava a mercê da fala materna, começa (quinze meses) a se posicionar como um falante, assumindo o seu lugar de sujeito, que se desloca para outros lugares, como a mãe. A fala materna abandona o falsetto - que sempre configurou o lugar discursivo do infante - e se configura como fala enfática, destacando itens lexicais do contínuo sonoro infantil, através do alongamento na sílaba final.O desaparecimento do falsetto pontua a estruturação e o deslocamento de um outro sujeito: a criança

Abstract: In this work we question the notion of "motherese" and its more recent theorical, universalist and neo-darwinist, perspective (Fernald, 1993), which emphasites the pre-adaptative charater of prosodic-affective modifications of maternal speech for language acquisition.We replicated Fernald's experiments and verifiedthat our results do not match Fernald's ones. Then we put forward an interationiste perspective to explain this phenomenon. According to it, the speech direct to the infant is seen as an interpretative movement, which is the main factor of the insertion of the infant into the language. The mother, since birth, conceives the baby as a dialogue partner, attributing" voice " to hirnlher-this is the attributed speech, initial instance of the functionning of the language. In the mother vocal modalizations through the use of falsetto and infantilized speech, there is the prosodic mark of the infant discursive place. This place moves towards 9 months, when other "speeches" start to appear: the sported-out and the rhythmic speeches. Facing a vocal1ymore active infant (around 12 and 15 months), the mother speech engages it self in work on the language. The mother role is now even more of an organiser of the speech continuum of the child,by working the cadence of the child's production (the rhythmic speech) and by cutting out units of the speech of the child with falsetto (spotted-out speech). The child that so far was at the mercy of the mother speech, starts to (15 months) position him/herself as a speaker, thus assuming his/her place as a subject. As such he/she will move to other places, as his/her mother. The mother speech abandons the falsetto - the marking of the discursive place of the infant -and her speech is configured as emphatic speech, by detaching lexical items trom the child's sound continuum, through the lengthening of the final syllable. The disappearance of the falsetto punctuates the structuring and displacement of another subject: the child
Subject: Aquisição de linguagem
Língua portuguesa - Versificação
Language: Português
Editor: [s.n.]
Date Issue: 1999
Appears in Collections:IEL - Tese e Dissertação

Files in This Item:
File SizeFormat 
Cavalcante_MarianneCarvalhoBezerra_D.pdf25.56 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.