Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.unicamp.br/jspui/handle/REPOSIP/270738
Type: TESE
Title: Cantigas de amigo : do ritmo poetico ao linguistico : um estudo do percurso historico da acentuação em portugues
Author: Massini-Cagliari, Gladis
Advisor: Scarpa, Ester Mirian, 1947-
Scarpa, Ester Miriam, 1947-
Abstract: Resumo: O objetivo desta tese é traçar o percurso da acentuação portuguesa, através da análise de três pontos cruciais do contínuo temporal da língua: um primeiro ponto, que pode ser chamado de "inicial", em se tratando da formação da Língua Portuguesa. correspondente ao LATIM; um segundo, intermediário entre os pontos inicial e final, o PORTUGUÊS ARCAICO; e um terceiro ponto. que pode ser chamado de "final" porque corresponde ao estágio atual de um dos dialetos da língua, o PORTUGUÊS BRASILEIRO. A ênfase é dada à descrição do processo de atribuição de acento no Português Arcaico, em virtude do ineditismo de estudos a respeito da prosódia do português daquela época e do fato de ser aquele um ponto estratégico no estabelecimento do percurso do acento em português, pois é o primeiro momento da língua cuja prosódia é passível de ser estudada (trata-se da época em que os primeiros textos poéticos em português foram escritos). Para tal, foi escolhido como coipus o conjunto das "cantigas de amigo" contidas no Cancioneiro da Biblioteca Nacional de Lisboa, compostas entre o final do século XII e o início do XIV. Os argumentos a favor da escolha e delimitação do corpus são apresentados no Capítulo I. Também neste capítulo, são apresentadas as características principais do corpus (entre elas, seu tipo de escrita, sua apresentação fisica, sua inserção no panorama histórico), ao lado dos preceitos de metrificação seguidos pelos trovadores daquela época. O segundo capítulo fornece o embasamento teórico deste trabalho, apresentando as concepções de mudança lingüística - o conceito de mudança paramétrica, de Líghtfoot (1991) - e de fonologia (não-linear) aqui adotadas. Dentro do modelo fonológico não-linear, o instrumental para a análise é fornecido especialmente pelas teorias métrica, de Hayes (1991), e lexical, de Mohanan (1986). No capítulo 3, é desenvolvida a análise do acente nos três períodos focalizados, com ênfase no Português Arcaico. A partir dela. pode-se constatar que a língua dos três períodos possui o mesmo tipo de pé rítmico básico (o troqueu moraico), além de terem sido efetuadas, nestes três momentos da língua, as mesmas escolhas quanto ao valor dos demais parâmetros - com exceção do valor do parâmetro do constituinte extramétrico (sílabas. em Latim; segmentos, em Português Arcaico; sílabas e segmentos, em . Português Brasileiro). A conclusão a que se chega, a partir daí, é que não houve mudanças na regra de atribuição de acento do Latim ao Português atual. As alterações verificadas na fixação do parâmetro do constituinte extramétrico são, na verdade, conseqüência de urna mudança maior, não na formulação da regra de atribuição do acento em si, mas no momento da sua aplicação, dentro da Gramática: a regra de acento que, em Latim, era aplicada pós-Iexicalmente, passa a ser aplicada no componente lexical, já no Português Arcaico. Como causas deste alçamento de módulo de aplicação da regra de acento. podem ser apontadas a mudança na quantidade das sílabas de algumas palavras (originada da perda das distinções quantitativas entre vogais do Latim), alterações na forma de base de muitas palavras (causadas por diversos fatores), ao lado da reanálise sofrida pela forma métrica de algumas palavras, que não se alteraram superficialmente. Como conseqüência deste movimento de alçamento da regra de atribuição do acento do módulo pós-Iexical ao lexical, há a alteração do dominio de aplicação desta regra: do grupo clítico, em Latim, à palavra, em Português Arcaico e atual

Abstract: This thesis aims to outline the historical route of Portuguese stress, through the analysis of three crucial points in the language temporal continuum: the first and initial point is LATIN; the second one is ARCHAIC PORTUGUESE, an intermediary point in the evolution ofthe language; the third and final point is the present stage of Brazilian Portuguese. An emphasis is given to the description of Archaic Portuguese stress atribution process, because there is no comprehensive study about the prosody of the language in that moment, and because that is a strategic point in determining the Portuguese stress historical evolution: it is the very first moment when some of the aspects of the prosody of the language can be studied since the first poetic texts in Portuguese were written in those days. The corpus is constituted by alI the "cantigas de amigo" of the Cancioneiro da Biblioteca Nacional de Lisboa, composed between the enq of the XIIth century and the beginning of the XIVth century. Arguments that support the selection and delimitation of the corpus are presented in Chapter 1. In this chapter, the main characteristics of the corpus (its kind of writing, its physical presentation, its insertion in the historical and literary panorama) and the verse making roles folIowed by the "trovadores" at those days are also considered. Chapter 2 provides the theoretical framework adopted here, presenting the conceptions of linguistic change - parametric change, folIowing Lightfoot (1991) - and of (nonlinear) phonology - specialIy Hayes' (1991) metrical theory and Mohanan's (1986) lexical theory. In Ghapter 3, the analysis of stress in the three periods focused here is developed, with special reference to the Archaic Portuguese. The analysis shows that alI these three periods of the language adopt the same rhythmic basic foot (the moraic trochee) - and the same choice referring to the setting of alI other rhythmic parameters value. The only exception is the valúe of the extrametrical constituent parameter: syllables, in Latin; segments, in Archaic Portuguese: syllables and segments, in Brazilian Portuguese. In this scenario. we conclude that there is no change in the stress role from Latin to Brazilian Portuguese. The changes verified in the extrametrical constituent parameter value setting are. in fact, consequence of a major linguistic change, not in the formulation of the stress role itself, but in the module of its application, in the Grammar. Latin stress role applies postlexicalIy; Archaic Portuguese stress rule, in the lexical component. The causes of this movement upwards in the stress role module of application that can be pointed out are changes in the quantity of some sylIables in many words (originated by the loss of Latin quantity distinctions between vowels), changes in the basic form of various words (caused by several factors), and the reanalysis observed in the metrical form of some words, that have not changed superficially. As a consequence of this movement upwards of the stress role from postlexical to lexical module of role application. there is the alteration in the domain of application of this role: from clitic group, in Latin, to the word in Archaic and Brazilian Portuguese
Subject: Trovadores - Portugal - Sec. XIII
Ritmo
Fonética
Language: Português
Editor: [s.n.]
Date Issue: 1995
Appears in Collections:IEL - Dissertação e Tese

Files in This Item:
File SizeFormat 
Massini-Cagliari_Gladis_D.pdf42.01 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.