Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.unicamp.br/jspui/handle/REPOSIP/270718
Type: TESE
Degree Level: Mestrado
Title: A Cultura Científica de professores da Educação Básica : a experiência de formação a distância na Universidade Aberta do Brasil ¿ UFMG
Title Alternative: Teachers' Scientific Culture : the experience of distance learning at the Open University of Brazil - UFMG
Author: Norberto Rocha, Jessica, 1988-
Advisor: Caldas, Maria das Graças Conde
Abstract: Resumo: Para a educação de qualquer pessoa no mundo contemporâneo, é fundamental a noção sobre o que acontece em Ciência, Tecnologia e Inovação (CT&I), isto é, seus principais resultados, seus métodos, usos, riscos e limitações, bem como os interesses e determinações que governam seus processos e aplicações. Para além da educação formal e da educação científica, a construção de uma Cultura Científica na sociedade também depende de diversos fatores do meio social, que muitas vezes pertencem ao universo do ensino não formal, como o acesso a meios de informação diversos, a centros de ciência e cultura, a espaços de debates cívicos, a opções culturais, como teatro, cinema e feiras, entre outros. A criação do imaginário científico da criança e do jovem é muito influenciada pelo discurso do professor em sala de aula, principalmente pela forma como este relata, aborda e discute temas ligados à CT&I, pelo material didático utilizado e pelo valor que dá às atividades fora da sala de aula, como visitas a museus, jardins botânicos e feiras de ciências, entre outras atividades. Por esse motivo, o presente estudo objetivou identificar e analisar a Cultura Científica de professores e futuros professores da Educação Básica, alunos do curso de Pedagogia a distância UAB/UFMG, para refletir sobre o processo de formação e desenvolvimento dessa cultura, bem como avaliar suas práticas pedagógicas para o Ensino de Ciências e discussões sobre CT&I. O trabalho, que se configura como Estudo de Caso único (YIN, 2001), inclui pesquisa bibliográfica e documental, análise dos dados quantitativos e qualitativos, coletados a partir da aplicação questionários baseados em pesquisas de Percepção Pública da Ciência e das entrevistas semiestruturadas realizadas com uma estratificação da amostragem geral e a triangulação de informações, dados e evidências. O corpus do estudo é constituído por um universo de 155 cursistas de cinco municípios/polos, do interior de Minas Gerais, do curso de 2011 (Araçuaí, Campos Gerais, Formiga, Governador Valadares e Teófilo Otoni). Os resultados do trabalho apontam que existe interligação e interdependência dos oito anéis da Cultura Científica do professor (modelo criado pela pesquisa), sendo eles: Perfil sociodemográfico; Cultura, leitura e espaços científico-culturais; Assuntos de interesse; Hábitos informativos; Informação científica; Participação em assuntos de CT&I; Imaginário sobre CT&I e sobre o cientista; e Prática pedagógica. A pesquisa revela, ainda, que existem lacunas de aparelhos culturais e de acesso à informação de qualidade nas regiões onde mora esse público, com prejuízos importantes na formação científica e cultural e na prática pedagógica dos professores. A maioria dos professores considera importante o uso da mídia na sala de aula como recurso didático motivador do aprendizado, porém acreditam que as notícias de CT&I têm uma linguagem complexa e de difícil entendimento. Ficam, também, patentes, as expectativas não contempladas no curso, principalmente sobre didática na sala de aula, como exemplos de como proceder em diferentes situações e sobre quais recursos paradidáticos podem ser utilizados para dinamizar as aulas. A partir deste trabalho, espera-se abrir caminho para futuras investigações em programas de Divulgação Científica e Cultural e o fortalecimento da área de estudo no país

Abstract: In order to educate anyone in the contemporary world, the notion of what happens in Science, Technology and Innovation (ST&I) is vital, i.e., their main findings, methods, uses, risks and limitations as well as the interests and decisions that govern their processes and applications. Beyond formal education and science education, the building of a Scientific Culture in society also depends on several factors from the social environment, which often belong to the universe of non-formal education, such as access to various means of information, to scientific and cultural centers, to places for civic debates, to cultural offerings, such as theater, cinema, fairs, among others. Therefore, this study aimed to identify and analyze the Scientific Culture of Primary Education teachers and future teachers, both undergraduate students in the Education Course from Universidade Aberta do Brasil (Open University of Brazil - UAB) from UFMG, in order to reflect on the formation of this culture and development process, as well as evaluating their pedagogical practices for science teaching and discussions about ST&I. The study, which is a single case study (YIN, 2001), includes bibliographical and documentary research, quantitative and qualitative analysis of the data collected from the questionnaires based on Public Understanding of Science models and from the semistructured interviews conducted with a stratified sample of the research public and crossed analysis between the data collected and evidence. The study corpus consists of 155 course participants, from the 2011 course, from five towns, in Minas Gerais (Araçuaí, Campos Gerais, Formiga, Governador Valadares e Teófilo Otoni). The results show that there is an interconnectedness and an interdependence between the eight rings of Teachers' Scientific Culture (model created by research), as follows: sociodemographic characteristics, culture, reading and access to places of science and culture; main issues of interest; informative habits; scientific information; participation in ST&I issues; imaginary on ST&I and on the scientist; and pedagogical practice. It also reveals that there are gaps on cultural offers and on the access to qualified information in the regions where this public lives, with significant losses in the teachers' scientific and cultural formation and pedagogical practices. Most teachers consider important to use media in the classroom as a teaching resource which motivates learning, but they also believe that the ST&I news are complex and difficult to understand. It is also evident that are expectations not covered in the course, mainly about didactics in the classroom, such as examples of what to do in different situations, and what paradidactic resources can be used to boost classes. From this research, it is expected to strengthen future research programs on Scientific and Cultural Communication study area in the country
Subject: Comunicação
Educação
Cultura cientifica
Percepção pública da ciência
Ensino de ciências
Language: Português
Editor: [s.n.]
Date Issue: 2013
Appears in Collections:IEL - Tese e Dissertação

Files in This Item:
File SizeFormat 
NorbertoRocha_Jessica_M.pdf4.68 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.