Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.unicamp.br/jspui/handle/REPOSIP/270692
Type: TESE
Title: Historia da alfabetização no Brasil : a constitutição de sentidos e do sujeito da escolarização
Author: Silva, Mariza Vieira da
Advisor: Orlandi, Eni Puccinelli, 1942-
Abstract: Resumo: Nesta tese, o tema da alfabetização é trabalhado em uma dimensão histórica, da perspectiva da Análise do Discurso, fundada nos trabalhos de Michel Pêcheux, visando compreender o processo de constituição dos sentidos e do sujeito da escolarização no Brasil, e tomando como referência as políticas e as práticas lingüísticas e pedagógicas de leitura e de escrita dos séculos iniciais da colonização. Busca-se, também, compreender como este sujeito constitui do na e pela linguagem constrói, como linguagem, a história da leitura e da escrita de um país colonizado. Três questões, formuladas a partir de trabalhos exploratórios, nortearam o desenvolvimento do trabalho: 1. a presença-ausência de um dos termos das dicotomias "analfabetismo/alfabetização" e "analfabeto/alfabetizado"; 2. a assimetria entre os termos desses mesmos pares e 3. a presença de um ¿até¿ referido a ¿analfabeto, mobilizador de um resto fundamental. Na constituição do corpus, optou-se por re-visitar obras conhecidas de grande público de dois tipos de discursos historicamente datados: o discurso religioso dos séculos XVI e XVII e o discurso científico de diferentes áreas do conhecimento dos séculos XIX e XX considerando a escassez de estudos e pesquisas sobre o tema e a raridade e fragmentação de arquivos e acervos no País. O trabalho com a materialidade do discurso científico permitiu a construção de um arquivo em que filiações discursivas de escrita alfabética vão adquirindo visibilidade, bem como uma análise do discurso religioso apontou para acontecimentos fundadores de uma posição de sujeito ¿ a de letrado/não letrado ¿que marca a nossa identidade de brasileiro, e de sentimentos que vão construindo referentes, imaginariamente autônomos, para o desenvolvimento de práticas lingüísticas e pedagógicas. No confronto de discurso científico e do discurso religioso, observou-se uma temporalidade discursiva ¿ história e inconsciente ¿ ir se construindo em filiações também discursivas, e uma forma de assujeitamento se mostrou em sua historicidade e em sua diferença, considerando épocas e mundo distintos

Abstract: Not informed.
Subject: Análise do discurso
Escrita
Historia - México - Sec. XVI-XX
Alfabetização
Language: Português
Editor: [s.n.]
Date Issue: 1998
Appears in Collections:IEL - Tese e Dissertação

Files in This Item:
File SizeFormat 
Silva_MarizaVieirada_D.pdf7.31 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.