Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.unicamp.br/jspui/handle/REPOSIP/270690
Type: TESE
Title: O comunismo imaginario : praticas discursivas da imprensa sobre o PCB (1922-1989)
Author: Mariani, Bethania Sampaio Correa
Advisor: Orlandi, Eni Puccinelli, 1942-
Abstract: Resumo: Esta pesquisa. filiada ao domínio teórico da escola trancesa de Análise do Discurso, tem como objetivo especifico de estudo a análise do funcionamento do discurso jornalisticopolítico que, no Rio de Janeiro, foi se constituindo sobre o Partido Comunista Brasileiro (PCB) desde março de 1922, data de sua fundação. até 1989, ano da primeira eleição direta para presidente da República após o fim da ditadura militar. O corpus discursivo constitui-se de notícias sobre o PCB publicadas em diferentes períodos históricos. nos seguintes jornais: () Pais, Correio da Manhã, Diário Carioca. () Gloho, Jornal do Brasil e () Dia. Duas hipóteses nOrtearam a abordagem desenvolvida pela análise: 1- no modo como o PCB é falado pelo discurso jornalístico-politico já se encontra uma interpretação, cuja determinação é dada, ideologicamente, por uma memória já constituída sobre o sujeito ocidental e sobre uma concepção de ética-moral dos direitos humanos; 2- tendo em vista a concepção de sujeito constitutiva do imagimirio ocidental, o discurso jornalistico institui o PCB no lugar do outro enquanto um Mal, ie, um inimigo da sociedade brasileira. Na análise, foram descritas e analisadas as seguintes marcas lingüísticas específicas: as denominações, os enunciados definitórios e o discurso relatado. Para além de tais marcas, foram analisados também dois aspectos específicos da prática discursiva jornalística: as matérias assinadas e as narrativas presentes nas reportagens. Em todo o processo de análise, considerou-se a dinâmica da interferencia da memória no domínio da atualidade enquanto reorganização das filiações de sentidos bem como sua intervenção na atualidade enquanto antecipação. A análise permitiu verificar que o discurso jornalístico-político sobre o PCB atende à disjunção Bem / Mal, construída em torno da moralidade ocidental-cristã, separando em dois campos antagônicos os sentidos possíveis, ie, aqueles permitidos pelo dispositivo ideológico desta ética-moral, e os sentidos indesejáveis, ou seja, aqueles que marcam uma diferença relativamente a esta moralidade. O discurso jornalístico que se organiza no Rio de Janeiro sobre os comunistas desde 1922, portanto, ao mesmo tempo em que nega o pensamento comunista, o outro, inserindo-o no campo do Outro, inimigo dos valores ocidentais, reafirma uma identidade brasileira, filiando-a ao imaginário ocidental cristão. A negação do PCB está. deste modo. correlacionada à confirmação do modelo ocidental
Résumé: Cette recherche. liée à l'éco!e française de l'anayse du discours. fàit un étude du fonctionnement du discours journalistique-politique des journaux de Rio de Janeiro sur le Parti Comuniste Brési!ien. Notre hypothese c'est que les jornnaux ont une fonction important dans la constitution de l'imaginaire qui fixe les comunistes à la place des énemis de la société brésilienne
Subject: Partido Comunista Brasileiro
Análise do discurso
Discursos, alocuções, etc
Jornalismo
Historia - México - Sec. XVI-XX
Language: Português
Editor: [s.n.]
Date Issue: 1996
Appears in Collections:IEL - Tese e Dissertação

Files in This Item:
File SizeFormat 
Mariani_BethaniaSampaioCorrea_D.pdf7.34 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.