Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.unicamp.br/jspui/handle/REPOSIP/270637
Type: TESE
Title: A complexidade das relações ortográfico-fônicas na aquisição da escrita = um estudo com crianças da educação infantil
Title Alternative: Phonological complexity in writing acquisition : a study with pre-school children
Author: Rodrigues, Luciana Lessa 1982-
Advisor: Albano, Eleonora Cavalcante, 1950-
Abstract: Resumo: O presente estudo se circunscreve no âmbito de pesquisas a respeito da escrita infantil. Foram investigadas características fônicas no processo inicial de aquisição de escrita por crianças pré-escolares, com a preocupação de flagrar a complexidade do contato entre o fônico e o gráfico. Buscou-se direcionar a análise sob um olhar que aborda dificuldades no processo de aquisição da escrita como decorrentes de sua complexa constituição. Consequentemente, buscou-se questionar e afastar da análise um olhar patologizante a respeito desse processo. As bases teóricas deste estudo foram: (a) Interpretação dinâmica de aspectos fônicos, com base em pressupostos da Fonologia Gestual (BROWMAN e GOLDSTEIN, 1992; ALBANO, 2001); (b) Complexidade do processo de aquisição da escrita (VYGOTSKY, 1984; FLOWER, 1994; CHACON, 1998, 2005, 2008, CORREA, 1997, 2004; TFOUNI, 2000). Os objetivos deste estudo foram: (1) analisar características fônicas detectadas na escrita inicial de crianças préescolares; (2) investigar em que medida a aquisição da escrita por sujeitos com desvio fonológico se assemelha, ou difere, desse mesmo processo por parte de sujeitos sem desvio fonológico; (3) compreender fenômenos fônicos da escrita inicial infantil à luz da Fonologia Gestual; e (4) levar contribuições para o campo da Fonoaudiologia, a partir de discussões sobre a escrita inicial. A coleta dos dados foi realizada em uma Escola Municipal de Educação Infantil (EMEI) da cidade de Marília/SP, no ano de 2008. Os 28 sujeitos participantes cursavam o Pré-III Integral. Foram realizadas 9 sessões de coletas de dados. Cada uma dessas sessões consistiu na produção de um texto escrito, por parte dos sujeitos, com temática proposta pela professora e trabalhada em sala de aula ao longo de cada mês, além do registro de gravações de fala desses mesmos sujeitos conversando sobre a atividade realizada; gravações realizadas em cabine acústica, com gravador digital Marantz. A quantidade de dados coletados viabilizou uma análise quantitativa robusta, consistente tanto numericamente quanto na definição sistemática de categorias. Foi feito um levantamento de omissões e substituições de letras detectadas na escrita dos sujeitos, organizadas de acordo com as posições silábicas de ataque, núcleo e coda. Investigaram-se: (1) características gerais do funcionamento da escrita dos sujeitos analisados, (2) características mais específicas desse funcionamento em dois grupos - G1, grupo de sujeitos diagnosticados com desvio fonológico, e G2, grupo de sujeitos sem desvio fonológico; (3) particularidades detectadas em produções escritas de alguns dos sujeitos que não sobressaíram em análise quantitativa. Os principais achados quanto à escrita inicial foram: (a) prevalência de registros de núcleo silábico; (b) prevalência de omissões de coda; (c) maior quantidade de omissões de coda na classe das fricativas; (d) prevalência de registros gráficos convencionais de núcleo silábico; (e) prevalência de substituições gráficas no ataque e na coda; (f) substituições fonológicas associadas ao ataque e substituições ortográficas associadas à coda; (g) mais semelhanças do que diferenças entre G1 e G2; (h) mudança do padrão de registro, do núcleo para o ataque, em alguns sujeitos no 2º semestre da coleta. A concepção de sílaba formulada pela Fonologia Gestual permitiu explicar porque o núcleo silábico parece ser a posição da sílaba mais estável para os sujeitos e, também, porque, dentre as posições de ataque e coda, a posição de coda é a mais instável. O achado (h) permitiu observar a complexidade e dinamismo da aquisição da escrita, uma vez que sugere que os sujeitos não se baseiam apenas em intuições fônicas. A inserção desses sujeitos em práticas de letramento (nesse caso, em especial, práticas de letramento formal) faz com que atentem para o fato de que a sílaba é composta por unidades menores

Abstract: This study falls under the context of children's writing research. Phonological characteristics were investigated in pre-school children in the initial process of writing acquisition, with the aim of capturing the complexity of the relationship between phonology and writing. The analysis was conducted from a point of view that addresses writing acquisition difficulties as related to its complex constitution. Consequently, a pathological view about this process was refuted. The main theoretical frameworks of this study were: (a) the dynamic interpretation of phonological aspects, based on assumptions of Gestural Phonology (BROWMAN & GOLDSTEIN, 1992; ALBANO, 2001); (b) the complexity of the writing acquisition process (VYGOTSKY, 1984; FLOWER, 1994; CHACON, 1998, 2005, 2008, CORREA, 1997, 2004; TFOUNI, 2000). The aims of this study were: (1) to analyze phonological characteristics detected in preschool children's initial writing; (2) to investigate how the writing acquisition of children with phonological disorders resembles, or differs from, the same process by children without phonological disorders, (3) to understand the phonological characteristics of writing in light of Gestural Phonology; and (4) to contribute to the field of speech pathology on the basis of linguistic discussions about the interference of oral language on writing acquisition. The data were collected throughout 2008 in a Municipal School of Early Childhood Education in Marília, São Paulo. The 28 participants children were in a third level full-time classroom. Nine data collection sessions were conducted, at intervals of about 30 days. Each of these sessions consisted on the production of a written text by the 28 children; the theme was proposed by the teacher. In addition, speech recordings of these same children were collected, in which they talked about the written activity performed; these recordings were made in a soundproof booth using digital equipment. The amount of data collected enabled a reliable quantitative analysis, consistent both taxonomically and numerically. Grapheme omissions and substitutions detected in the children's writing were organized according to the syllable positions of onset, nucleus, and coda. We investigated: (1) general characteristics of children's writing according to syllable positions; (2) more specific characteristics of two groups: G1, the group of children diagnosed with phonological disorders, and G2, the group of children without phonological disorders; (3) written acquisition singularities detected in some children's data. The main findings were: (a) the prevalence of the use of graphemes representing syllabic nuclei; (b) the prevalence of coda omissions; (c) the prevalence of fricative coda omissions; (d) the prevalence of conventional graphemes for writing syllabic nuclei; (e) the prevalence of grapheme substitutions in onsets and codas; (f) onsets associated with phonological substitutions and codas associated with orthographic substitutions; (g) more similarities than differences between G1 and G2; (h) some children began to note more onset graphemes (omitting the nucleus) in the second semester of the data collection, while in the first semester, graphemes representing syllable nuclei were more prevalent. The syllable concepts of Gestural Phonology provided an explanation for why the nucleus seems to be the most stable syllable position and also why, between the positions of onset and coda, the coda is less stable. Finding (h) contributes to the discussion of the complexity and dynamism of the writing acquisition process, since it suggests that children do not rely solely on phonological characteristics, as the inclusion of these children in literacy practices (in this case in particular formal ones) leads them to pay attention to the fact that the syllable consist of smaller units
Subject: Aquisição da escrita
Fonologia gestual
Fala
Escrita
Language: Português
Editor: [s.n.]
Date Issue: 2012
Appears in Collections:IEL - Dissertação e Tese

Files in This Item:
File SizeFormat 
Rodrigues_LucianaLessa1982-_D.pdf5.07 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.