Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.unicamp.br/jspui/handle/REPOSIP/270573
Type: TESE DIGITAL
Title: A designação de língua : sentido, argumentação e o texto no ciberespaço
Title Alternative: The designation of language : sense, argumentation and the text in cyberspace
Author: Reis, Claudia Freitas, 1984-
Advisor: Guimarães, Eduardo, 1948-
Guimarães, Eduardo Roberto Junqueira, 1948-
Abstract: Resumo: Esta tese propõe um estudo semântico-enunciativo em torno da pergunta qual a designação da palavra "língua" em textos postados no site da UNESCO? Em busca desta resposta, ancorados teoricamente nos conceitos da Semântica do Acontecimento, faremos um percurso que discute, pela relação que se coloca com nosso corpus de estudo, primeiramente, a questão do espaço de enunciação que nos permite pensar na relação entre línguas afetada pelo político e a consideração da Internet enquanto um espaço de enunciação que nos possibilitará pensar, posteriormente, o funcionamento do texto no ciberespaço pelo viés enunciativo. Esta questão se delineia não somente por uma construção teórica, mas, sobretudo, pelas análises que desenvolvemos, as quais nos levam para além de uma designação da palavra: permite-nos esta aproximação e o convite ao deslocamento teórico no tratamento do texto. Outra questão importante sobre a qual nos debruçamos é a reflexão sobre a tradução e a proposta de democratização linguística enunciada e materializada no site. Por conta do nosso percurso, discutimos o conceito de língua na Linguística; pela Antropologia (Linguística) apresentamos formulações sobre a relação entre língua e cultura. Discutimos também a questão da divulgação científica e do lugar da Linguística enquanto a ciência da linguagem pelo modo como é significada nos textos analisados. Todo o percurso serve de base para nossas descrições na construção do domínio semântico de determinação (DSD) da palavra estudada, sustentando e guiando nossas articulações interpretativas. Nossas conclusões nos levam a perceber, dentre outras coisas, a escassez de ocorrências da palavra língua isoladamente e, por esta razão, a olhar para as formações nominais como língua(s) materna(s), língua(s) indígena(s), língua(s) em perigo. Como resposta à pergunta "o que é língua?", vimos que esta é marcada por uma heterogeneidade na designação, decorrente do funcionamento enunciativo e por um apagamento da ciência no tratamento das questões linguísticas.Com estas análises, demonstramos o funcionamento argumentativo que sustenta as ações propostas pela Organização, pautadas no argumento da preservação e da circulação das línguas

Abstract: This thesis proposes a semantic-enunciative study around the question what's the meaning/designation of the word "language" in texts posted on the UNESCO website? In search of this answer, theoretically anchored to the Semantic of the Event concepts, we will take a path that aims at discussing, through the relation with our study corpus, first, the enunciation space that lead us think the relationship between languages affected by the politic and consider the Internet as an enunciation space which will enable us, posteriorly, to think of the text functioning in cyberspace by enunciation bias. This question isn't just a theoretical construct ¿ based on all the analyses we developed, it takes us beyond the study of the meaning of the word: this approach allows and invites us to the theoretical shift in the text concept treatment. We present a reflection about translation and how it works or not on the democratization of languages. On account of our route, we were led to discuss the concept of language in Linguistics and Anthropology (Linguistics) and through this literature review we discuss the relationship between language and culture that is evidenced in our corpus. We also discussed the issue of scientific dissemination and the place of Linguistic as the science of language, from the way it is meant in the analyzed texts and website. The entire path supports our descriptions that lead us to the semantic domain of determination (DSD) of the studied word which support and guide our interpretations. Our findings lead us, first, to realize the shortage of the isolated word language occurrences and therefore to look for nominal formations as native language (s), indigenous language(s), language (s) in danger. In response to the question what is language?, we could see the heterogeneity in its description, due to the enunciation operating in this enunciation space and the deletion of science in the linguistic matters . With the analyses, we demonstrate the operation of the argumentation that directs the meaning of the actions proposed by the Organization supported by the argument of preservation and circulation of languages
Subject: Linguagem e cultura
Ciberespaço
Semantica do acontecimento
Enunciação (Linguística)
Editor: [s.n.]
Date Issue: 2015
Appears in Collections:IEL - Dissertação e Tese

Files in This Item:
File SizeFormat 
Reis_ClaudiaFreitas_D.pdf8.07 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.