Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.unicamp.br/jspui/handle/REPOSIP/270561
Type: TESE
Title: Desejar e ter fome : novas ideias sobre antigas metaforas conceituais
Author: Lima, Paula Lenz Costa
Advisor: Françozo, Edson, 1951-
Abstract: Resumo: Este trabalho tem como objetivo principal analisar uma nova hipótese sobre a emergência e natureza das metáforas conceituais, segundo a qual as metáforas ou são primárias ou compostas de primárias (Grady et aI., 1996; Grady, 1997a, 1997b). Na nova visão, as metáforas primárias nascem de correlações entre dimensões distintas de experiências corpóreas básicas recorrentes e co-ocorrentes, que independem de influências culturais. Por exemplo, o homem freqüentemente tem fome. Essa experiência - ter fome - é entendida de alguma forma e uma delas diz respeito ao desejo por comida que é experienciado sempre que tem fome. Logo, o mapeamento entre desejo e fome nasce da correlação entre a sensação física de fome e o desejo simultâneo de comida que vai satisfazê-Ia. A nova proposta foi analisada através de uma pesquisa empírica, de caráter psicolingüístico experimental, coma metáfora primária DESEJAR É TER FOME, em duas línguas, inglês e português, para verificar seu caráter universal. Inicialmente foi investigada a conceitualização de fome e, a partir desses resultados, verificado se desejo é estruturado em termos de fome. Os resultados mostraram grande semelhança na forma como os sujeitos de uma língua e da outra conceberam fome e conceitualizaram desejo em termos dessa concepção, corroborando assim as idéias propostas por Grady e colaboradores. Além disso, foi analisada secundariamente a metáfora O OBJETO DO DESEJO É COMIDA, para verificar se o objeto do desejo sexual é estruturado conforme a conceitualização do objeto da fome. Apesar de os resultados terem mostrado que em inglês a comida é conceitualizada de duas formas distintas (a comida para satisfazer a fome e a comida para agradar o paladar) e que em português essa distinção não existe (a comida que satisfaz a fome é a mesma que agrada o paladar), o objeto do desejo foi conceitualizado através da comida que agrada o paladar, nas duas línguas. É possível que O OBJETO DO DESEJO É COMIDA seja uma metáfora composta tendo como suas primárias DESEJAR É TER FOME e O ATRAENTE É GOSTOSO

Abstract: The main objective of this study is to analyze a new hypothesis about the emergence and nature of conceptual metaphors, according to which all metaphors either are, or are composed of, primitives (Grady et aI, 1996; Grady, 1997a, 1997b). In the new view, primary metaphors arise from the correlation between distinct dimensions of recurring basic experiences, that do not depend on the particulars of culture. For instance, we often get hungry. This experience - to be hungry - is understood in certain ways, and one of them concerns the desire for food, experienced whenever one is hungry. Thus, the mapping between desire and hunger arises from the correlation between the physical sensation of hunger and the simultaneous desire for food that accompanies it. The new proposal was investigated throughout an empirical research, in an experimental psycholinguistic approach, with the primary metaphor DESIRE IS HUNGER in, two languages, English and Portuguese, in order to verify its universal feature. At first the conceptualization of hunger was examined, and from such results it was investigated whether desire was structured in terms of hunger. The results have shown great similarities between the way subjects from both languages have conceived hunger and have conceptualized desire in terms of such conception, thus corroborating the ideas proposed by Grady and colleagues. Besides, a secondary metaphor, THE OBJECT OF DESIRE IS FOOD, was also investigated, morder to verify whether the object of sexual desire was structured according to the conceptualization of the object of hunger. Although the results have shown that in English, food is conceptualized in two distinctive ways (food to satisfy hunger and food to please taste), and in Portuguese such distinction does not exist (food that satisfies hunger is the same that pleases taste), the object of desire is conceptualized as food that pleases taste, in both languages. It is then possible that the OBJECT OF DESIRE IS FOOD be a compound metaphor having as primitives DESIRE IS HUNGER and APPEALING IS TASTY
Subject: Metáfora
Psicolinguistica
Cognição
Semântica
Language: Português
Editor: [s.n.]
Date Issue: 1999
Appears in Collections:IEL - Dissertação e Tese

Files in This Item:
File SizeFormat 
Lima_PaulaLenzCosta_D.pdf30.35 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.