Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.unicamp.br/jspui/handle/REPOSIP/270546
Type: TESE
Title: Autoria : (e) feito de relações inconclusas ( um estudo de praticas de textualização na escola)
Author: Oliveira, Eduardo Calil
Advisor: Lemos, Claudia Thereza Guimarães de, 1934-
Abstract: Resumo: O presente trabalho se propõe a refletir sobre o lugar de autor no processo de aquisição de linguagem escrita, dentro de uma perspectiva não subjetiva do sujeito. Esta discussão foi realizada a partir de dados coletados em situações escolares, registradas em vídeo, nas quais duas crianças, de aproximadamente 6 anos, escreviam conjuntamente "histórias inventadas" a pedido da professora. A análise deste material parte do pressuposto de que há um movimento de mútua constituição na relação criançallinguagem (escrita). Desta forma, procurou-se olhar para este processo através de lugares que pudessem indiciar este movimento, abandonando-se a idéia de que tal relação possa se dar a partir de categorias da língua já constituída. o primeiro ponto a ser discutido procurou mostrar que o processo de produção de texto deve considerar tanto as direções do sujeito sobre o texto, quanto 0S efeitos do escrito (dito) sobre o próprio sujeito, estabelecendo diferentes posições discursivas e indicando a impossibilidade de se prever de antemão os caminhos daquilo que se vai. escrever. Estas movimentações são marcadas por tensões entre sujeito/sentido que colocam em xeque a idéia de linearidade, homogeneidade que o texto final produz. Outro lugar que permitiu dar uma certa visibilidade para a relação criançallinguagem (escrita) e refletir sobre a noção de autor aqui em jogo foi as rasuras (orais e escritas) deixadas neste processo de produção. A análise destas marcas apontou para dois modos de funcionamento da linguagem que afetam o sujeito na sua relação com o texto. Por um lado, as posições discursivas relacionadas ao discurso pedagógico em tomo do "aprendizado" da escrita. Por outro, o movimento de deslocamento do sentido produzido através do equívoco constitutivo da língua. O processo de ressignificação está relacionado a este m.ovimento, na medida em que garante uma certa fixação destes deslocamentos. A reflexão em tomo da noção de autor prossegue através dos processos metafórico e metonímico que regem o funcionamento da linguagem. Esta discussão permitiu estabelecer algumas relações entre o sujeito e o modo como se engancha em determinados textos (marcados pela historicidade) que acabam produzindo efeitos que exigem interpretação. Estes três lugares de reflexão sugerem que a posição de autor está relacionada ao movimento inconcluso que caracteriza o funcionamento da linguagem. Os pontos de ancoramento decorrentes deste processo indica a necessidade de se ir em direção a algo que possa ajudar a entender melhor o que os produzem

Abstract: not informed.
Subject: Linguagem
Autor como individuo
Rasuras de praticas de textualização
Language: Português
Editor: [s.n.]
Date Issue: 1995
Appears in Collections:IEL - Dissertação e Tese

Files in This Item:
File SizeFormat 
Oliveira_EduardoCalil_D.pdf28.47 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.